Topo
pesquisar

ProUni

ProUni

Programa do Ministério da Educação oferece bolsas de estudos pelas notas do Enem
PUBLICIDADE

Milhões de estudantes fazem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para entrar em uma universidade pública, por meio do Sistema de Seleção Unificada (SiSU). Mas você sabia que é possível estudar de graça também em faculdades particulares com as notas do Enem? 

Criado em 2004 e institucionalizado em 2005, o Programa Universidade Para Todos (ProUni) utiliza as notas do Enem para dar bolsas de estudos aos estudantes de escolas públicas e bolsistas de colégios particulares. O projeto oferece a possibilidade de estudar de graça em faculdades privadas ou com desconto de 50%. 

ProUni e Enem

O primeiro passo para concorrer às bolsas de estudos do ProUni é participar do Enem. O programa utiliza a nota da última edição do exame para selecionar os candidatos. Por exemplo, quem tentou bolsa em 2016, precisou fazer o Enem 2015. 

O Ministério da Educação (MEC) exige uma pontuação mínima para dar as bolsas de estudos pelo Enem. É preciso ter média de 450 pontos em todas as provas, já que o exame é composto por quatro áreas do conhecimento, e não ter zerado a redação. 

Inscrições ProUni

O ProUni conta com duas edições por ano, sendo uma em cada semestre. As inscrições são feitas pelo site da seleção dentro dos prazos informados pelo MEC. O candidato pode escolher até duas instituições de ensino, opções de curso, turno e localidade.

Renda ProUni

Bolsa Integral: as bolsas integrais são concedidas para estudantes com renda familiar per capita mensal de até um salário mínimo e meio. Com essa bolsa, o curso é totalmente gratuito.

Bolsa Parcial: os participantes com renda familiar per capita de até três salários mínimos têm direito ao desconto de 50% nas mensalidades.

Quem pode participar do ProUni

Além dos critérios de renda citados acima, o candidato precisa se encaixar em uma das situações abaixo:

- Ter estudado todo o ensino médio em escola pública;
- Ter estudado todo o ensino médio em colégio particular na condição de bolsista integral;
- Ter feito parte do ensino médio em escola pública e a outra parte em colégio particular, desde que de forma gratuita;
- Ter alguma deficiência;
- Ser professor de ensino básico na rede pública e comprovar o magistério, desde que concorra às vagas em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia. Esta modalidade não leva em consideração a renda do candidato. 

Resultado do ProUni

O Ministério da Educação (MEC) avalia todas as informações prestadas pelos candidatos e seleciona os participantes com as melhores notas no Enem, obedecendo também os critérios de escolaridade e renda. As convocações são feitas com base no número de bolsas oferecidas pelas instituições de ensino. 

Após a convocação, o estudante precisa procurar a instituição para a qual sua bolsa foi liberada para que as informações sejam confirmadas e a documentação comprobatória apresentada. As oportunidades que não preenchidas ficam disponíveis para os próximos candidatos da lista. 

O MEC realiza duas chamadas regulares em cada edição. Após a matrícula dos aprovados, as bolsas que ficam ociosas voltam ao sistema do ProUni para um novo prazo de inscrições, desta vez como oportunidades remanescentes. 

Bolsas remanescentes

As bolsas remanescentes do ProUni contam com um prazo específico para inscrição de candidatos que não estejam matriculados em nenhuma instituição de ensino e outro para quem já está registrado em alguma faculdade e mesmo assim deseja obter o benefício. Quem possui vínculo com universidades  conta com um prazo maior para requerer a oportunidade. 

Detalhes

Mais informações podem ser consultadas na Faq do ProUni, site do ProUni ou no telefone 0800 616161. 

Artigos de ProUni

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola