Topo
pesquisar
Em 15/08/2018 14h44, atualizado em 15/08/2018 15h39

Cursos menos procurados do ProUni

ProUni

Disputa pelas bolsas de estudo do ProUni é menor em alguns cursos tecnológicos ou com mercado de trabalho escasso. Por Adriano Lesme
Música e suas habilitações têm pouca procura no ProUni
Música e suas habilitações têm pouca procura no ProUni
PUBLICIDADE

Conseguir uma bolsa de estudo no Programa Universidade para Todos (ProUni) não é uma tarefa fácil. Além de cumprir todos os requisitos para a participação no programa e conseguir uma boa nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os candidatos precisam enfrentar uma grande concorrência, dependendo do curso.

Direito, Administração e Pedagogia são alguns dos cursos mais procurados do ProUni, que exigem notas altas no Enem para conseguir a bolsa. No entanto, outras carreiras têm baixa procura e, em algumas edições, até sobram bolsas de estudo. Geralmente, são cursos oferecidos em poucas instituições ou com o mercado de trabalho ruim.

Veja a seguir alguns dos cursos menos procurados do ProUni, com base nos dados das duas edições realizadas em 2017.

  • Música
  • Estatística
  • Tecnologia em Polímeros
  • Tecnologia em Mídias Sociais
  • Tecnologia em Papel e Celulose
  • Tecnologia em Viticultura e Enologia
  • Tecnologia em Serviços Jurídicos
  • Tecnologia em Produção Sucroalcooleira
  • Tecnologia em Saneamento Ambiental
  • Tecnologia em Sistemas Biomédicos

Música

Muitas pessoas estudam Música durante alguma fase da vida, mas poucos decidem pela faculdade. No ProUni, há vagas em diversas habilitações do curso, como Regência, Composição, Música Popular Brasileira (MPB), Canto, Cordas, Instrumento, entre outras. A oferta de vagas no ProUni não é grande porque a maior parte das faculdades exigem um teste de habilidade específica no processo seletivo.

Estatística

O curso de bacharel em Estatística só teve 12 interessados na edição de 2017 do ProUni. Apenas duas faculdades particulares oferecem o bacharelado no Brasil, o que justifica a baixa procura. Além disso, muitos preferem cursar Matemática, Economia ou Ciências Contábeis para depois se especializar em Estatística.

Polímeros

Plástico

Polímeros? O que é isso? Realmente, pouca gente sabe o que são polímeros e, talvez, esse seja o motivo para o curso ter recebido somente 21 inscrições no ProUni 2017. O curso de Tecnologia em Polímeros ensina todo o processo de produção de materiais plásticos, que podem ser transformados em vários produtos. Os tecnólogos em Polímeros podem trabalhar em indústrias petroquímicas e empresas de reciclagem, por exemplo.

Saneamento Ambiental

Enquanto o interesse pelo curso de Engenharia Sanitária e Ambiental vem crescendo, o mesmo parece não ocorrer com a graduação Tecnologia em Saneamento Ambiental. O curso teve somente 42 interessados no ProUni 2017. Os tecnólogos enfrentam a concorrência de engenheiros sanitaristas, que ficam com as melhores vagas no mercado de trabalho. 

Mídias Sociais

Social Mídia

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Há alguns anos, as redes sociais têm tido um papel importante na construção de uma marca, seja de uma empresa, partido político ou celebridade. Esse fato criou uma demanda por profissionais especializados em mídias sociais, mas a procura ainda é pequena. Como o curso é muito específico, muitos preferem cursar graduações mais completas, como Publicidade e Propaganda, Relações Públicas, Midialogia, Produção Multimídia ou Rádio, TV e Internet.

Papel e Celulose

Fabricação de papel

Este curso tecnológico recebeu apenas sete inscrições no ProUni 2017. O propósito da graduação em Tecnologia em Papel e Celulose é ensinar todo o processo de transformação da celulose em papel, desde as análises laboratoriais, passando pela fabricação, gerenciamento, custos e impressão. 

Produção Sucroalcooleira

O nome pode parecer complicado, mas o objetivo do curso é simples: ensinar o processo de transformação da cana-de-açúcar em álcool e açúcar. Mas apesar da tradição do Brasil na plantação de cana, o curso não é muito procurado no ProUni. Em 2017, somente 41 estudantes se interessaram na graduação tecnológica em Produção Sucroalcooleira.

Viticultura e Enologia

Viticultura

Devido ao clima, o Brasil não está entre os principais países que cultivam uva para a fabricação de vinhos. Esse pode ser um dos motivos do curso de Tecnologia em Viticultura e Enologia ser pouco procurado no ProUni, com apenas 55 interessados em 2017. As poucas vagas oferecidas nesta graduação estão em faculdades da Região Sul.

Serviços Jurídicos

Serviços Jurídicos

O curso de Tecnologia em Serviços Jurídicos tem causado muita polêmica desde sua criação. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) queria a suspensão do curso, por entender que o papel de ensinar conhecimentos jurídicos é do Direito. Segundo a Uninter, única instituição que oferece o curso, a grade curricular inclui inquérito policial, legislação trabalhista, mediação e arbitragem, registro de imóveis e competências do oficial de Justiça. Os formados podem trabalhar em cartórios e auxiliar advogados e departamentos de recursos humanos.

Sistemas Biomédicos

A situação do curso de Tecnologia em Sistemas Biomédicos é parecida com o de Tecnologia em Saneamento Ambiental, pois também existe um bacharelado mais completo, no caso, Engenharia Biomédica. O tecnólogo é preparado para a manutenção de equipamentos médico-hospitalares, o que requer conhecimento em mecânica, eletrônica e biologia. Tal complexidade pode ter afastado os candidatos do ProUni.

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola