Whatsapp
Em 03/12/2007 01h55 , atualizado em 15/06/2022 14h14

Países mais procurados para intercâmbio

Intercâmbio

Países como Canadá, Estados Unidos, Portugal, Reino Unido e Austrália são os mais procurados por brasileiros intercambistas. Por Lucas Afonso
estudantes de intercâmbio
O intercâmbio de idiomas permite uma imersão na língua estrangeira e um bom custo-benefício.
PUBLICIDADE

As vivências de um intercâmbio são diversas e envolvem aspectos além do aprendizado do idioma ou mesmo os estudos de determinado curso, mas também questões culturais e sociais. 

Há diferentes programas de intercâmbios que oferecem estudo, trabalho ou ambas as atividades por determinado período. Os destinos variam de acordo com os interesses, objetivos, demanda e renda de cada pessoa. Os intercambistas podem ficar no país por algumas semanas, meses e até anos – quando os programas conciliam estudo e trabalho. 

O tipo de intercâmbio mais procurado é o de idioma, por ser mais curto em duração e mais barato. Por outro lado, diante de um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, a busca por realizar uma graduação ou pós-graduação no exterior tem aumentado, apesar desses cursos serem mais longos e mais caros, afirma Priscilla Gomes, diretora de eventos do Brasil da Business Marketing International (BMI).

Segundo a pesquisa Emerging Futures do IDP Education, o desenvolvimento da carreira é o aspecto que mais motiva os estudantes a fazerem um intercâmbio. Em seguida estão a qualidade da educação, conhecimento e independência. Entre os cursos superiores mais buscados pelos estudantes estão Administração de Empresas, Marketing, Relações Públicas, Artes, Design e Engenharias, de acordo com o BMI. 

A possibilidade de trabalho após os estudos garantida por meio de autorização específica em países como Austrália, Canadá e Reino Unido tem chamado a atenção de intercambistas. Esse tipo de intercâmbio oferece maiores oportunidades financeiras e de crescimento de carreira, segundo a HotCourses Brasil

5 países mais buscados para intercâmbio

1) Canadá

O país mais popular para intercâmbio entre os brasileiros, o Canadá chama a atenção pela qualidade da educação, receptividade e custo de vida mais barato se comparado a outros destinos. O dólar canadense é mais barato que o americano, o que possibilita cursos mais interessantes ao bolso dos brasileiros.

São duas línguas oficiais no país, o inglês e o francês, e os cursos de idiomas são atrativos para quem deseja realizar esse tipo de formação em território canadense.

Entre as principais cidades estão Montreal, Vancouver e Toronto. Cada uma possui suas peculiaridades que podem se encaixar a cada perfil de intercâmbio e do próprio intercambista. Montreal conta com uma diversidade de espaços culturais, Vancouver um contato mais próximo à natureza e tempo mais ameno, já Toronto é uma metrópole com ambiente urbano mais movimentado.

O país conta com três das cinquenta melhores universidades do mundo, são elas: Universidade de Toronto, Universidade da Colúmbia Britânica e a Universidade McGill.
 
Conheça cinco tipos de cursos no Canadá

Um fator muito importante é a realidade da diversidade cultural do país. O Canadá se tornou o primeiro país do mundo a adotar oficialmente uma política de multiculturalismo com o objetivo de fortalecer o movimento de imigração. 

Uma excelente oportunidade para quem estudou no Canadá e quer continuar no país trabalhando é a Post-Graduation Work Permit (PGWP), uma permissão pós-estudo para poder trabalhar no país por até três anos. Por meio da PGWP, as chances de garantir residência permanente no Canadá aumentam consideravelmente. 

Confira 5 motivos para estudar no Canadá

2) Estados Unidos

A diversidade de opções de programas de intercâmbio é um dos principais atrativos para estudar nos Estados Unidos. O país conta com diferentes escolas de inglês conceituadas, bem como com instituições de ensino superior renomadas, como Harvard, MIT e Stanford.

Nesse sentido, é possível fazer uma boa pesquisa e encontrar a oportunidade que melhor atende os objetivos e que caiba no bolso de quem se interessa ir aos Estados Unidos para estudar. 

Entre algumas formas de intercâmbio estão o High School, que permite o estudante cursar parte do ensino médio no país, e o Au Pair, que possibilita trabalhar e estudar. 

Fique por dentro da documentação necessária para estudar nos Estados Unidos

O país possui uma grande dimensão territorial e possibilita diferentes tipos de clima, o que permite escolher qual região do país melhor se adequaria. 

Entre as áreas profissionais que vêm recebendo forte incentivo no país estão a tecnologia e a saúde. As formações nessas áreas possuem possibilidades de destaque no mercado de trabalho.

Fazer um curso de graduação no país enriquece o currículo do estudante, tornando-o mais competitivo para o mercado, bem como amplia as redes de contatos para que ele possa construir uma carreira internacional. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

3) Portugal

O intercâmbio em Portugal é muito procurado pelos brasileiros devido ao idioma. Por mais que o português falado lá seja um pouco diferente do Brasil, a comunicação é mais fácil e não exige um curso de idioma.

Saiba quais razões para estudar em Portugal além do português

A facilidade de ingresso em um curso de ensino superior também chama a atenção dos intercambistas. É possível utilizar as notas do Enem para estudar em Portugal, por exemplo. Mais de 50 instituições portuguesas possuem convênio com o Inep.

A qualidade da educação é característica das instituições de ensino de Portugal. Entre elas estão: Universidade de Coimbra, Universidade do Porto e Universidade de Lisboa. 

A oportunidade de poder viajar para outros países europeus é viabilizada quando está estudando e/ou trabalhando em Portugal. Ou seja, para quem quiser aproveitar as férias e feriados para fazer um tour pela Europa, uma boa alternativa é viajar por meio das companhias aéreas low cost, que possuem preços atrativos para diferentes destinos europeus. 

Portugal faz divisa com a Espanha e está relativamente perto da França, Itália, Suíça e Inglaterra.

4) Reino Unido

Aos interessados em aprender ou aperfeiçoar o conhecimento na língua inglesa, o Reino Unido é uma boa alternativa para realizar o intercâmbio. O país possui boa qualidade de ensino e infraestrutura, o que possibilita um melhor conforto e experiência para os intercambistas.

Há oferta de programas curtos e intensivos de inglês que viabilizam a imersão no idioma pelos estudantes como também um bom custo-benefício. 

Leia: 5 perguntas e respostas sobre estudar no Reino Unido

Estudar em universidades britânicas como Oxford e Cambridge é uma oportunidade de qualificar o diploma de graduação. Pelo reconhecimento internacional dessas e outras instituições do país, maiores são as chances de alcançar um bom emprego. 

Os pontos turísticos se tornam experiências culturais aos intercambistas que passam um tempo estudando no Reino Unido. Em Londres há o Palácio de Buckingham, Big Ben, Abadia de Westminter e a London Eye, por exemplo.

5) Austrália

São vários os fatores que tornam a Austrália um potencial destino para os estudantes brasileiros que desejam fazer um intercâmbio. Por estar alinhado ao Brasil pelo hemisfério sul, o clima do país é semelhante ao nosso, o que facilita na adaptação.

A possibilidade de adquirir permissão para trabalhar, desde que sejam atendidas algumas regras, é uma alternativa interessante financeiramente e até mesmo de imersão cultural. Outro fator é a moeda, o dólar australiano, que possui um câmbio mais atrativo que o dólar americano e o canadense, como também à libra e ao euro. 

Confira: as seis principais cidades estudantis da Austrália

Entre as instituições de ensino superior australianas de destaque estão: Universidade da Austrália, Universidade de Melbourne e a Universidade Nacional da Austrália. 

Outras características que podem ser consideradas na experiência do intercâmbio são a qualidade de vida e segurança das cidades australianas. Esses fatores garantem um maior conforto durante a realização dos estudos. Sem contar que o país possui uma diversidade de atrações como praias e lugares de práticas esportivas de aventura.

As maiores metrópoles australianas, principalmente Sydney, são multiculturais assim como as cidades do Canadá. Pela proximidade, a Austrália recebe vários imigrantes e intercambistas da Ásia.

Artigos Relacionados
Confira as dicas de duas mães de intercambistas. Como saber se seu filho está preparado para um intercâmbio.
O Salão do Estudante, maior feira de cursos no exterior e intercâmbios da América Latina, passará por sete capitais brasileiras – São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Salvador, Porto Alegre e Curitiba.
Saiba o que você precisa fazer para estudar nos países do Reino Unido, como Inglaterra e Escócia.
Conheça as regras para trabalhar nos EUA com visto de estudante, quais os procedimentos para exercer sua profissão legalmente.
Candidatos que ficarem entre os 50 melhores colocados no Vestibular 2018 da UniBH vão concorrer a bolsas de estudo e a intercâmbios nos Estados Unidos. 
Para estudar nos Estados Unidos é preciso conseguir um determinado tipo de visto. Conheça todos eles e saiba como solicitá-los.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES