Topo
pesquisar
Em 10/04/2015 16h21, atualizado em 13/04/2015 10h11

Os melhores cursos de Medicina do Brasil

Especial

Confira as faculdades de Medicina com as maiores notas em duas avaliações do MEC Por Lorraine Vilela Campos
Classificação é feita pelo MEC com base no Enade e CPC
Classificação é feita pelo MEC com base no Enade e CPC
PUBLICIDADE

O bacharelado em Medicina é o curso mais concorrido da maioria dos vestibulares. A alta rentabilidade da profissão e seu caráter social atraem vestibulandos há décadas. No entanto, poucos conseguem atingir o tão sonhado posto devido aos altos preços das mensalidades e às poucas oportunidades oferecidas, tanto em instituições públicas quanto privadas. 

No entanto, o que faz uma instituição ou um curso ser considerado o melhor em sua área? Quais fatores traduzem fielmente e sem subjetividade a qualidade do ensino oferecido e da estrutura de uma universidade? Pensando nisso, o Ministério da Educação criou alguns mecanismos de avaliação, cujos principais são o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) e o Conceito Preliminar de Curso (CPC).

O Enade é uma prova, semelhante ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que testa os conhecimentos que os estudantes adquiriram durante a graduação. Cada curso é avaliado com um intervalo de três anos. O foco é analisar o conteúdo ministrado em cada instituição de ensino. A pontuação varia de 1 a 5, cuja pontuação abaixo de 3 pode resultar no fechamento de um curso.

O CPC avalia as instituições de ensino em sua amplitude, não só no conteúdo. No caso da Medicina, as universidades e faculdades que oferecem a graduação passam por análise em sua estrutura física, pedagógica, de material didático e tecnológico, laboratórios, metodologia de ensino, entre outros. A pontuação é semelhante ao Enade, variando entre 1 e 5. 

Quando um curso recebe dois conceitos insatisfatórios de forma consecutiva no CPC, a universidade sofre punições do MEC, as quais podem envolver inclusive a suspensão do vestibular. 

Ambos os métodos do MEC são os mais confiáveis para se analisar a qualidade do ensino superior. Levando em conta tais dados, o Ministério divulgou em 2014 a relação das melhores e piores faculdades de Medicina do Brasil. Nenhuma instituição conseguiu alcançar a nota máxima (5) no CPC. Já no Enade, algumas se destacaram atingido a maior pontuação disponível.

Melhores

As melhores faculdades de Medicina do país estão concentradas, em sua maioria, na região Sudeste. Exemplos disso são a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e Universidade Federal de São Paulo. 

O Sul possui o segundo maior número de instituições com os melhores desempenhos no CPC e no Enade, entre as quais estão a Universidade Estadual de Maringá (UEM), Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e Universidade Estadual de Londrina (UEL). 

Em terceiro no ranking está a região Centro-Oeste, com a Universidade de Brasília (UnB), Universidade Federal de Goiás (UFG) e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

A região Nordeste, por sua vez, apresenta apenas a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) entre as melhores do país, com base no conceito do Enade e do CPC, cujas pontuações obtidas em 2013 foram 5 e 4, respectivamente. O Norte não possui nenhuma instituição entre as melhores. 

Ranking das melhores universidades*
*Conceito 5 no Enade e 4 no CPC

Região Sudeste
Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) – Campinas/SP
Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) – São Carlos/SP
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) – Botucatu/SP
Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) – São Paulo/SP
Universidade Federal de Uberlândia (UFU) – Uberlândia – MG
Faculdade de Medicina do ABC (FMABC) – Santo André/SP
Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) – Vitória/ES
Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) – São Paulo/SP
Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM)– Uberaba/MG

Região Sul
Universidade Estadual de Maringá (UEM) – Maringá/PR
Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) – Cascavel/PR
Universidade Estadual de Londrina (UEL) – Londrina/PR
Universidade Positivo – Curitiba/PR

Região Centro-Oeste
Universidade de Brasília (UnB) – Brasília/DF
Universidade Federal de Goiás (UFG) – Goiânia/GO
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) – Campo Grande/MS

Região Nordeste
Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) – Natal/RN

A divulgação das notas pelo MEC também revelou os cursos de Medicina com pior desempenho. Sete instituições receberem apenas 1 no Enade e 2 no CPC, entre elas a conceituada Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Na época, a universidade afirmou que a nota baixa no Enade se deu em razão de um boicote dos alunos, que supostamente entregaram a prova em branco ou responderam errado propositalmente.

Os cursos de Medicina com notas mais baixas segundo o MEC*
*Conceito 1 no Enade e 2 no CPC

Centro Universitário Caratinga (Unec) – Caratinga/MG
Centro Universitário do Espírito Santo (Unesc) – Colatina/ES
Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso) – Teresópolis/RJ
Faculdade Presidente Antônio Carlos (ITPAC) – Porto Nacional/TO
Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) – Porto Alegre/RS
Universidade Nilton Lins – Manaus/AM
Universidade Presidente Antônio Carlos (Unipac) – Juiz de Fora/MG

PUBLICIDADE
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola