Topo
pesquisar
Em 29/08/2016 15h11, atualizado em 29/08/2016 15h11

As características da redação do Enem

Enem

Participantes do Enem devem redigir um texto dissertativo-argumentativo em até 30 linhas Por Rafael Batista
PUBLICIDADE

As mudanças realizadas ao longo dos anos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) fizeram com que a correção das provas de redação ficasse cada vez mais criteriosa. Sendo assim, não é difícil entender porquê essa é uma das grandes preocupações dos estudantes que fazem o exame.

Além das 180 questões objetivas propostas, os participantes precisam demonstrar total domínio da língua escrita e dissertar sobre temas atuais e, por vezes, polêmicos. A fuga à temática apresentada é um dos riscos que os estudantes correm e que pode zerar a prova de redação.

Escolha do tema 

Segundo o Professor Raphael Torres, do Cursinho QG do Enem, a definição de um tema passa por perspectivas políticas, sociais, científicas e culturais. Nos últimos anos, as propostas abarcavam questões atuais e presentes no cotidiano dos candidatos. É importante ressaltar que um fato pontual não se caracteriza como proposta comum da banca, mas alguma repercussão de acontecimentos. 

Em ano de Jogos Olímpicos ou Copa do Mundo de Futebol, por exemplo, o tema pode não estar em torno do evento em si, mas nos reflexos gerados. Nas últimas edições do exame, temas como Lei Seca e Violência Contra a Mulher deram base para a dissertação proposta.

No entanto, ainda de acordo com o Professor Raphael, a atualidade não é regra, o que é comum em todos os temas de redação do Enem é a coletividade, mesmo se tratando de abordagens não factuais. 

Confira os temas da redação do Enem dos últimos seis anos:

- 2010: O trabalho na construção da dignidade humana
- 2011: Viver em rede no século 21: os limites entre o público e o privado
- 2012: Movimento imigratório para o Brasil no século 21
- 2013: Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil
- 2014: Publicidade infantil em questão no Brasil
- 2015: A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira
 
A proposta de redação vem acompanhada por textos de apoio, que podem ser pesquisas científicas, notícias, quadrinhos ou outras ilustrações. O objetivo da coletânea é proporcionar dados para que o candidato construa seu próprio raciocínio sobre o tema. Por isso, a Professora Lilica Negrão, do curso e colégio Oficina do Estudante, sugere que se for necessária a citação de algum trecho, é preciso que antes o aluno transforme isso em argumento. Qualquer cópia direta de algum destes textos será desconsiderada pelo corretor.

Estrutura do texto

O candidato deve estar atento às demandas da questão apresentada como tema da redação. É preciso levar em consideração aquilo que é exigido e não aquilo que o estudante considera como relevante. As observações precisam ser apresentadas de maneira clara e objetiva e obedecendo uma lógica textual, com coesão e coerência. 

Para uma boa argumentação, o estudante precisa demonstrar compreensão do assunto. Se for possível, o candidato pode legitimar o discurso com outras informações, mas a Professor Lilica recomenda cuidado ao inserir um pensamento de outros autores que não estão na coletânea. É essencial mostrar que a informação faz sentido e que aquela reflexão se justifica dentro da linha de argumentos que o estudante está seguindo na dissertação.

Os parágrafos devem ter uma ligação harmoniosa entre si, por isso o estabelecimento de vínculo entre eles é de grande importância. As considerações e argumentos do texto devem terminar com uma proposta de intervenção diante do tema. Sem muitas delongas, basta apresentar a recomendação e os responsáveis diretos por ela.

Outro cuidado que é preciso ter diz respeito ao uso dos conectivos, como advérbios e conjunções. Pequenos deslizes até parecem meros detalhes, mas podem significar dificuldades com a ortografia e gramática. Erros com concordância, pontuação, acentuação, flexão e outros não passam despercebidos durante a correção da prova.

Quanto ao uso do título é facultativo e não influencia na correção, mas é importante lembrar que optando por colocá-lo o candidato perde uma linha na folha de redação. Todavia, se decidir por usar título, não comece por ele, isso pode limitar a abordagem do texto.

Cuidados para não zerar

Os participantes devem tomar alguns cuidados para não zerar a redação do Enem. Outros critérios, além da fuga total ao tema, podem zerar uma prova de redação no Enem. Diferente de alguns vestibulares, o Enem cobra uma única estrutura de texto, que é a dissertativo-argumentativa. O aluno que optar por outro gênero textual não será pontuado na prova de redação.

A nota zero será atribuída também quando o texto tiver menos de 7 linhas. Vale ressaltar que há um máximo de 30 linhas previstas e, segundo especialistas, o melhor é que o texto definitivo fique com um número de linhas acima de 20. Este é o espaço ideal para aprofundar o mínimo necessário as suas argumentações. No entanto, não significa que escritos com menos de 20 linhas estão fadados ao fracasso.

Não é permitido ao candidato colocar na prova impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação ou parte do texto que não possuir ligação com o tema proposto. Desrespeito aos direitos humanos, deixar a redação em branco (mesmo com texto em rascunho) e fazer cópia do texto motivador são outros preceitos que zeram a prova de redação.

Critérios para a correção

O edital do Enem tem repetido em suas últimas edições alguns critérios de correção da redação. São cinco competências às quais o corretor atribui um nível conhecimento de 0 a 200 para compor a nota final. Em seu texto, o candidato precisa demonstrar:

- Domínio da norma-padrão da língua escrita;

- Compreensão do tema;

- Organização das informações e argumentos;

- Correta aplicação da lógica;

- Apresentar uma proposta de intervenção para o problema.

Dicas para a redação do Enem

1. Dedicação aos estudos é inevitável, só assim o estudante vai se sentir seguro na hora da prova.

2. Começar pela Redação vai proporcionar tempo suficiente para uma revisão eficaz. Quando a releitura é feita logo após o término do texto, é possível que algumas falhas passem despercebidas.

3. Ler e entender a coletânea e o tema antes de começar a escrever é essencial para atender a demanda proposta.

4. Organizar o tempo, pois, mesmo que não vá começar pela redação, é preciso ser disciplinado para não ter um texto sem qualidade ou questões que não deu tempo de responder.

5. Definir tópicos de conteúdos para cada parágrafo, assim é possível organizar melhor as ideias para a construção definitiva do texto.

6. Cuidado com a legibilidade da letra, dificuldade de compreensão vai influenciar na avaliação do corretor.

7. Estar atento a temas atuais, assim o candidato pode ser favorecido na hora de argumentar.

8. Cuidado com a argumentação, a ampliação de ideias pode levar ao distanciamento o tema.

9. Fazer uma boa proposta de intervenção social. Explicar alguns pontos é essencial como: quem vai fazer o quê; como vai fazer; e quem será responsabilizado pela solução proposta para o problema.

10. Realizar uma revisão minuciosa no rascunho antes de passar para a folha definitiva.

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Enem Brasil Escola