Topo
pesquisar
Texto-A+A

Banco de Redações

outubro

Tema: Por que valorizar o patrimônio histórico?
Leia a(s) proposta(s) abaixo e envie sua redação

Atenção: Esta semana -36 redações, do limite de 40, já foram enviadas! [?]

PUBLICIDADE

No mês de setembro, um importante questionamento acerca da relevância do acervo histórico, para as gerações atuais e futuras, foi instaurado após o incêndio no Museu Nacional, uma vez que o conhecimento histórico é fundamental para compreender as relações humanas construídas ao logo do desenvolvimento de uma sociedade. Dessa forma, a proposta de redação do mês de outubro é que você desenvolva a sua redação sobre o seguinte tema: Por que valorizar o patrimônio histórico?

Para realizar a proposta, você deverá construir um texto dissertativo-argumentativo respondendo ao questionamento da proposta, demonstrar domínio da norma culta da língua, mobilizar diversas áreas do conhecimento, ou seja, seu conhecimento de mundo para desenvolver o tema, respeitando a estrutura do texto dissertativo-argumentativo. Além disso, você deve levar em consideração os textos apresentados na coletânea e, de preferência, aprofundar a pesquisa sobre o assunto em outros meios, levantar os principais argumentos, dados e exemplos e realizar uma análise crítica, deixando claro seu posicionamento diante do tema na conclusão do texto.

Saiba como fazer uma boa dissertação e conheça também as características deste gênero textual​.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

ATENÇÃO: as redações serão corrigidas de acordo com os critérios do ENEM, seguindo seu método de análise e pontuação, assim como suas regras. 

Atenção aos motivos que podem zerar sua redação:

1) Fuga total ao tema;
2) Não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa;
3) Texto com até 7 linhas;
4) Impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação ou parte do texto deliberadamente desconectada do tema proposto;
5) Redação em branco, mesmo com texto em rascunho.
6) Cópia do texto motivador

Cronograma para envio de redações:
1º período: 1 a 8 de outubro
2º período: 10 a 16 de outubro
3º período: 18 a 27 de outubro

Evite enviar a redação pelo celular. A estrutura do texto pode ficar comprometida e o corretor ortográfico do celular pode trocar as palavras.

As correções estarão disponíveis a partir do dia 1 de novembro.

Enviou seu texto em agosto de 2018? Acesse aqui a correção.

Não sabe como começar seu texto? Então confira algumas dicas aquiaqui e aqui.

Elabore sua redação considerando as ideias a seguir:

Em seu significado mais primitivo, a palavra patrimônio tem origem atrelada ao termo grego pater, que significa “pai” ou “paterno”. De tal forma, patrimônio veio a se relacionar com tudo aquilo que é deixado pela figura do pai e transmitido para seus filhos. Com o passar do tempo, essa noção de repasse acabou sendo estendida a um conjunto de bens materiais que estão intimamente relacionados com a identidade, a cultura ou o passado de uma coletividade.

Essa última noção de patrimônio passou a ganhar força no século XIX, logo que a Revolução Francesa salientou a necessidade de eleger monumentos que pudessem refutar o esquecimento do passado. Nesse período, levando-se em conta as noções historiográficas da época, os monumentos deveriam expressar os fatos de natureza singular e grandiosa. Sendo assim, a preservação do passado colocava-se presa a uma noção de “melhoria”, “evolução” e “progresso”. [Brasil Escola] Leia o texto na íntegra

Dois de setembro, domingo. Por volta das 19h, as chamas começaram a tomar conta do Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro. Só às 2h de segunda-feira o incêndio de grandes proporções foi controlado. Cerca de 90% do que havia no interior da instituição — 20 milhões de itens, entre fósseis, múmias e registros históricos — além do local que serviu de residência para a Família Real no século XIX, foram destruídos. [O Globo] Leia o texto na íntegra

Preservar os espaços antigos, como é o caso do Palácio da Quinta da Boa Vista, significa dar a eles manutenção adequada e modernizar suas estruturas. Como afirma Jussara: “É necessário que haja uma política de proteção a esses prédios (do patrimônio histórico) de maneira geral e, especificamente, dos museus. Porque são prédios vulneráveis pela própria constituição e que contêm material altamente suscetível a ser consumido em um incêndio”. Talvez isso custe caro. Mas cultura e ciência não foram feitas para gerar riqueza financeira à priori. Entretanto, a falta de investimento em ambas pode, isso sim, gerar não só pobreza intelectual como também financeira.[Estadão] Leia o texto na íntegra


Redações corrigidas



BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola