Topo
pesquisar
Texto-A+A

Banco de Redações

abril

Tema: O discurso de ódio nas redes sociais
Leia a(s) proposta(s) abaixo e envie sua redação

Atenção: Esta semana -16 redações, do limite de 40, já foram enviadas! [?]

PUBLICIDADE

Atualmente, as redes sociais têm se tornado um espaço cada vez mais comum para garantir a exposição de ideias, o que propicia um âmbito de discussão entre os usuários. Por isso, essa possibilidade tem como consequência o impulsionamento da presença de discurso de ódio. Diante disso, a proposta do Banco de redações do mês de abril é que você desenvolva um texto sobre "O discurso de ódio nas redes sociais".

Para realizar a proposta, você deverá construir um texto dissertativo-argumentativo respondendo ao questionamento da proposta, demonstrar domínio da norma culta da língua, mobilizar diversas áreas do conhecimento, ou seja, seu conhecimento de mundo para desenvolver o tema, respeitando a estrutura do texto dissertativo-argumentativo. Além disso, você deve levar em consideração os textos apresentados na coletânea e, de preferência, aprofundar a pesquisa sobre o assunto em outros meios, levantar os principais argumentos, dados e exemplos e realizar uma análise crítica, deixando claro seu posicionamento diante do tema na conclusão do texto.

Saiba como fazer uma boa dissertação e conheça também as características deste gênero textual​.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

ATENÇÃO: as redações serão corrigidas de acordo com os critérios do ENEM, seguindo seu método de análise e pontuação, assim como suas regras. 

Atenção aos motivos que podem zerar sua redação:
1) Fuga total ao tema;
2) Não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa;
3) Texto com até 7 linhas;
4) Impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação ou parte do texto deliberadamente desconectada do tema proposto;
5) Redação em branco, mesmo com texto em rascunho.
6) Cópia do texto motivador

Cronograma para envio de redações:
1º período: 1 a 8 de abril
2º período: 10 a 15 de abril
3º período: 17 a 25 de abril

Evite enviar a redação pelo celular. A estrutura do texto pode ficar comprometida e o corretor ortográfico do celular pode trocar as palavras.

As correções estarão disponíveis a partir do dia 1 de maio.

Enviou seu texto em março de 2018? Acesse aqui a correção.

Não sabe como começar seu texto? Então confira algumas dicas aquiaqui e aqui.

Elabore sua redação considerando as ideias a seguir:

É chamado discurso de ódio determinada mensagem que busca promover o ódio e incitação a discriminação, hostilidade e violência contra uma pessoa ou grupo em virtude de raça, religião, nacionalidade, orientação sexual, gênero, condição física ou outra característica. O discurso do ódio é utilizado para insultar, perseguir e justificar a privação dos direitos humanos e, em casos extremos, para dar razão a homicídios. [Info Escola] Leia o texto na íntegra

O discurso do ódio se espalha a toda velocidade pela Internet. Em sua tentativa de mitigar esse fenômeno, corrosivo para a democracia, as grandes empresas de tecnologia se comprometeram em 2016 a apagar em menos de 24 horas as mensagens que incitem crime de racismo, xenofobia ou sexismo. Para realizar essa tarefa, contrataram um exército de vigilantes que filtram uma avalanche de conteúdos que circulam pela Internet e pelas redes sociais. Sua tarefa é apagar tudo que fomente o ódio em qualquer um de seus aspectos: etnia, religião ou nacionalidade. [El País] Leia o texto na íntegra

“Fomos muito ingênuos”, adverte o pesquisador e jornalista inglês Jamie Bartlett. Para ele, nos primórdios da internet “havia uma ampla visão de que o simples fato de tornar a informação mais disponível e permitir que todos pudessem criar e compartilhar informação transformaria o nosso ambiente em mais informado, politizado e racional.”

Não foi o que aconteceu, e segundo ele a radicalização atual nem era tão difícil de prever. Para Bartlett, os grupos radicais chegaram antes à internet por estarem fora dos jornais e do mainstream. “Mas o mais importante é que todos nós nos tornamos mais radicais”, explica. “Pulamos de um assunto para outro e somos apresentados a mais e mais conteúdos apelativos e sensacionalistas para manter nosso vício nas redes.” Como resultado, somos expostos a argumentos emocionais radicais e acabamos xingando e vociferando nas redes sociais. [Exame] Leia o texto na íntegra


Redações corrigidas



BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola