Topo
pesquisar
Em 02/07/2018 17h32, atualizado em 03/07/2018 14h12

Atualidades Vestibular e Enem - Junho de 2018

Atualidades

Assédio na Copa do Mundo, encontro entre Donald Trump e Kim Jong-un e polêmica sobre imigração foram assuntos neste mês. Por Lorraine Vilela Campos
Encontro histórico entre Donald Trump e Kim Jong-un foi notícia na imprensa mundial*
Encontro histórico entre Donald Trump e Kim Jong-un foi notícia na imprensa mundial*
PUBLICIDADE

Que tal separar um pedacinho das férias para ficar por dentro das atualidades e sair na frente no Enem 2018 e em vestibulares?

O Brasil Escola traz assuntos que foram notícia no Brasil e no mundo neste mês de junho. Para acessar as notícias e reportagens, clique nos links que levarão para os sites do UOL, Jovem Pan, Folha de São Paulo e Agência Brasil

Mundo

Encontro histórico de Donald Trump e Kim Jong-un

O mundo presenciou um encontro histórico no início de junho, em Singapura. Pela primeira vez, os líderes dos Estados Unidos e Coreia do Norte, Donald Trump e Kim Jong-un, se reuniram para discutir questões diplomáticas como o fim do uso de armas nucleares em território norte-coreano.

A reunião resultou na assinatura de uma declaração que tem como objetivo a desnuclearização da Coreia do Norte. Trump se comprometeu a garantir a segurança do regime de Kim Jong-un. Segundo os líderes, o acordo é para “promoção da paz, prosperidade e segurança”. 

Outros quatro encontros estão previstos entre Trump e Kim Jong-un nos próximos meses. Assuntos como o fim das atividades nucleares e recuperação de corpos dos prisioneiros de guerra e desaparecidos em combate, na década de 1950, estarão entre as pautas. 

Imigração

=> Crianças imigrantes são mantidas em “jaulas”

Com a política de tolerância zero a imigrantes ilegais nos Estados Unidos, o governo de Donald Trump foi responsável pela separação de mais de 2 mil crianças de seus familiares, as quais são mantidas em abrigos que se parecem com jaulas. Destas, mais de 50 são brasileiras.

A condição em que foram colocadas as crianças chocou o mundo e levantou a discussão sobre a política anti-imigração de Trump. Com a pressão, o presidente dos Estados Unidos informou que os filhos de imigrantes seriam reunidos com os pais, os quais permaneceriam presos juntos. 

Em protesto, manifestantes ocupam as calçadas da sede da polícia migratória dos Estados Unidos. Há, ainda, movimentos em outras cidades do país para exigir uma mudança na postura de Trump.

Mais de 2 mil crianças foram separadas das famílias e mantidas presas em centros de imigração
 Crédito: Stephanie Kenner/Shutterstock.com

=> Refugiados serão recebidos por mais países da UE

Para desafogar países como Itália e Grécia, membros da União Europeia assinaram acordo para construir centros de acolhida para refugiados e imigrantes, além de estabelecer políticas para os trâmites de refúgio. 

Os centros de acolhida e o processamento dos pedidos de asilo serão de forma voluntária e definidos pelos países que membros da União Europeia. 

=> Vulcão na Guatemala

O “Vulcão de Fogo”, na Guatemala, teve seguidas erupções neste mês de junho, o que resultou na morte de mais de 110 pessoas, mais de 50 feridos e afetou de alguma forma quase 2 milhões de pessoas.

Por conta da tragédia, o governo da Guatemala pediu aos Estados Unidos o Status de Proteção Temporário (TPS) para seus migrantes.

Atirador invade jornal nos Estados Unidos

Jarrod Ramos, de 38 anos, invadiu a sede do jornal "Capital Gazette", em Annapolis, capital do estado de Maryland, nos Estados Unidos, local onde atirou contra várias pessoas e acabou matando cinco funcionários do periódico.

O atirador foi identificado após a prisão na quinta-feira, 28 de junho. Segundo informações divulgadas, Jarrod tinha processado o jornal em 2012 por difamação, mas perdeu a causa. Ele postava em sua conta no twitter ofensas contra o Capital Gazette e o juiz responsável pelo seu processo.

De acordo com o site “Mass Shooting Tracker”, o atentado em Annapolis foi o 195º ataque em massa com arma de fogo só este ano, nos Estados Unidos. A estimativa é de que os episódios resultaram em 256 mortes, o que alimenta a discussão sobre a liberação do porte de arma.

Assédio na Copa do Mundo

A Copa do Mundo começou na Rússia em 14 de junho. Mesmo com 32 seleções buscando o título, foi fora de campo que o mundial chamou a atenção. Homens foram responsáveis por episódios de machismo e assédio contra as mulheres russas. Brasileiros protagonizaram um vídeo em que assediam uma mulher e acabaram sofrendo punições pelo ato como demissão, por exemplo. Um argentino também foi responsável pelo assédio a uma menor de idade e foi proibido de entrar nos estádios. Além destes casos, foi recorrente a presença de torcedores agarrando e beijando repórteres sem consentimento

O assédio parece ser mais recorrente agora, mas já vem de outros anos. A presença da internet facilitou a exposição dos agressores e a possibilidade de denúncia. No entanto, os atos foram minimizados pelo dirigente da Copa durante uma entrevista coletiva

=> Preconceito

A Federação Mexicana de Futebol foi multada pela Fifa por conta dos gritos homofóbicos de sua torcida contra o goleiro da seleção alemã. O caso foi registrado na partida de México e Alemanha, em 17 de junho.

Brasil

Flexibilização da fiscalização dos agrotóxicos segue para votação da Câmara

Votação do projeto que libera agrotóxicos

O Projeto de Lei dos Agrotóxicos (PL 6299/2002) foi aprovado por uma comissão especial na Câmara dos Deputados na noite de 25 de junho. O texto irá para votação no plenário da Câmara, ainda sem data definida. Se o projeto virar lei, haverá flexibilização no uso de pesticidas no Brasil. 

Entre os pontos previstos no PL está o aumento do poder do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para a avaliação toxicológica dos pesticidas e a a redução do controle e fiscalização por parte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), órgãos que se mostraram contrários ao texto apresentado na Câmara. 

O Instituto Nacional do Câncer (Inca) e Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) também se manifestaram contra por considerar que tal decisão apresenta riscos para a saúde da população.

Violência contra crianças e adolescentes

=> Adolescente é morto a caminho da escola

O adolescente Marcos Vinícius da Silva, de 14 anos, foi morto em 20 de junho, no caminho para sua escola. O estudante foi baleado durante uma operação policial no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. 

A morte do adolescente gerou comoção e discussões sobre os métodos adotados pela Polícia nas operações em favelas. Moradores da Maré disseram que tiros foram disparados do helicóptero da Polícia, mas a perícia constatou que a forma em que a bala atingiu o estudante mostra que o autor do disparo estava na mesma altura que Marcos Vinícius

Fake news foram divulgadas nas redes sociais para justificar o assassinato do adolescente. As notícias falsas ligavam Marcos Vinícius ao tráfico de drogas. O boato foi espalhado por uma sargento da Polícia Militar, que depois da repercussão apagou a postagem e sua conta na rede social. A Justiça determinou que o Facebook removesse o conteúdo falso

=> Menina sai para andar de patins e é encontrada morta

Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, de 12 anos, desapareceu após sair para andar de patins perto de sua casa. Após oito dias de buscas, ela foi encontrada morta em um matagal, no interior de São Paulo. A suspeita é de que a menina foi raptada e assassinada por engano, como vingança por dívida de drogas.

Cães farejadores identificaram os suspeitos e levaram a polícia a pedir a prisão de Bruno Marcel de Oliveira e Mayara Borges de Abrantes. Segundo a Justiça, os depoimentos incoerentes contribuíram para a prisão do casal. Uma terceira pessoa, Julio Cesar Lima Erguesse, foi preso por suposta participação no crime.

Morre a tenista Maria Esther Bueno

Um dos maiores nomes do esporte feminino no Brasil, a ex-tenista Maria Esther Bueno, morreu em 8 de junho, em São Paulo, aos 78 anos. Ela estava internada por complicações de um câncer na boca. Maria Esther Bueno foi a maior tenista brasileira da História e, por quatro vezes, ganhou o título de melhor do mundo.

Crédito da imagem:  Hadrian - Shutterstock.com

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola