Topo
pesquisar
Em 30/05/2018 16h34, atualizado em 05/06/2018 15h02

Atualidades Vestibular e Enem - maio de 2018

Atualidades

Greve dos caminhoneiros e desabamento de prédio no Centro de São Paulo são assuntos que marcaram os noticiários em maio Por Silvia Tancredi
PUBLICIDADE

Além dos conteúdos tradicionais, os vestibulares e o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) costumam cobrar nas provas temas da atualidade. O Brasil Escola preparou uma lista de alguns dos temas que foram destaque no mês de maio.

Para saber mais sobre cada tema, basta clicar nos hiperlinks e acessar as reportagens dos portais Agência Brasil e UOL, além de artigos do Brasil Escola.

Brasil

Prédio desaba em São Paulo

No dia 3 de maio, o Edifício Wilson Paes de Almeida, localizado no Largo do Paissandu, no Centro de São Paulo, pegou fogo e desabou. O prédio tinha 24 andares. Mais 400 pessoas, sendo cerca de 140 famílias, ocupavam irregularmente o local. O governo de São Paulo informou que um curto-circuito em uma tomada no 5º andar foi a origem do incêndio. 

O acontecimento gerou diversas discussões entre a população, tais como a falta de moradia e os movimentos dos sem teto. Estes temas podem ser abordados em redações de vestibulares, por exemplo.

130 anos da Abolição da Escravatura no Brasil

No dia 13 de maio, foram comemorados os 130 anos da abolição da escravatura no Brasil. Em 1888, a Princesa Isabel assinou a Lei Áurea, ratificando a abolição da escravatura e sem indenização para aqueles que possuíam escravos. Estima-se que cerca de 700 mil escravos tenham conquistado sua liberdade com a lei.

Passados 130 anos, o racismo permanece como um grave problema na sociedade brasileira. O assunto pode ser abordado em vestibulares. Inclusive, o último Banco de Redações do Brasil Escola teve como tema Caminhos para superar os desafios encontrados pelos negros atualmente.

Greve de caminhoneiros

No dia 21 de maio, caminhoneiros de todo o País começaram protesto contra o preço do diesel. Nos dias seguintes, motoristas fecharam 21 estradas brasileiras. Aeroportos, frotas de ônibus e postos de gasolina ficaram sem combustível. O abastecimento de alimentos em quase todo o Brasil passou a ser afetado.

Em quase todos os estados foram registradas filas gigantescas para abastecer em postos. Com isso, o preço do combustível aumentou, em alguns locais de forma abusiva. No Distrito Federal, o preço do litro de gasolina chegou a R$ 10. Trabalhadores passaram a ter dificuldade para pegar transporte público. 

Universidades ficaram prejudicadas pela greve dos caminhoneiros. Algumas resolveram adiar vestibulares. Atendimentos em hospitais também foram reduzidos. 

Boatos circularam na internet, em especial nas redes sociais, de que a população deveria encher o tanque e estocar comida. Surgiram, ainda, mensagens de que ocorreriam saques em supermercados, de que o governo cortaria a internet e de brigas na Câmara. Veja o que é verdade e o que é boato.

Parte do movimento está pedindo intervenção miliar. O Governo demonstrou preocupação para risco de os protestos de alastrarem pelo País e de ganharem a simpatia por parte dos militares. O Governo teme, ainda, que os protestos sigam o caminho das manifestações de 2013

Mundo 

Vulcão no Havaí corre risco de sofrer erupção 

Vulcão no Havaí

Cientistas alertaram no dia 11 de maio que o vulcão Kilauea, situado no Havaí, corre risco de sofrer erupção em grande escala. O Kilauea já destruiu 26 casas e obrigou 1,7 mil pessoas a deixarem suas casas em 2018, na maior ilha do arquipélago.

Saiba mais: o que são vulcões?

EUA abandonam acordo com Irã

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, anunciou, no dia 8 de maio, que o país abandonou o acordo nuclear com o Irã. Na ocasião, o político acusou o Irã de apoiar terroristas e milícias, como o Hezbollah, o Hamas, o Taleban e a Al-Qaeda. 

Ebola

A República Democrática do Congo informou, em 8 de maio, existência de nova epidemia do vírus Ebola. Governo relata 17 mortes dentre 21 casos notificados, uma taxa de mortalidade de 80%. Nenhuma outra doença viral atingiu proporções de letalidade como o surto do vírus Ebola, na África.

Casamento real

O príncipe Harry, neto da rainha da Inglaterra, Elizabeth, casou-se no dia 19 de maio com a atriz norteamericana Meghan Markle. Considerado o casamento real, o evento movimentou o país.

O acontecimento despertou discussões acerca do feminismo, uma vez que a jovem declarava-se feminista quando era solteira. Já a agora duquesa de Sussex, além de abandonar a carreira de atriz e converter-se ao Anglicanismo, deverá conter as suas declarações e excluir-se todas as redes sociais. 

Veja mais: O que é feminismo?

Casamento real foi realizado em 19 de maio

50 anos do Movimento de Maio de 68

Neste ano, completam-se os 50 anos do Movimento Maio de 68. A revolução começou na França e se estendeu por outros países do mundo, como Estados Unidos e Brasil. 

O tema pode ser citado em vestibulares porque "foi um movimento muito importante para o Mundo Ocidental porque contestou e resignificou valores que a sociedade tinha. Os jovens olharam para a geração dos pais e escolheram não ser como eles, questionando costumes e padrões culturais”, avalia o professor de Historia Victor Rysovas.

Protesto pelos 70 anos de Israel

No dia 14 de maio, protesto por causa do 70º aniversário de Israel completou 45 dias. Nesse dia, foram registrados 111 palestinos mortos desde que o início da onda de protestos, iniciada em 30 de março. 

Venezuela

Nicolás Maduro foi reeleito presidente da Venezuela no dia 21 de maio. Rússia, Bolívia e Irã manifestaram apoio ao chavista. Porém, EUA e Brasil não reconhecem as eleições

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola