Em 02/01/2019 14h48 , atualizado em 02/01/2019 14h56

Publicadas regras do Fies e P-Fies para 1º semestre de 2019

Notícias

No momento da inscrição, os candidatos poderão escolher até três opções de cursos, indicando a ordem de preferência Por Thaís Dutra
O cronograma com a data de inscrições ainda não foi divulgado
O cronograma com a data de inscrições ainda não foi divulgado
PUBLICIDADE

O Ministério da Educação (MEC) publicou no Diário Oficial da União uma portaria com as regras do processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e P-Fies, referente ao primeiro semestre de 2019. Entre os requisitos estão a participação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010 e média de pelo menos 450 pontos, com nota acima de zero na redação.

Além disso, poderão se inscrever no Fies estudantes que tenham renda mensal de até três salários mínimos por pessoa. Já no P-Fies, a renda familiar mensal deve ser de até cinco salários mínimos por pessoa. Para a seleção de 2019, deve-se considerar o valor do salário mínimo de R$ 998, reajustado pelo novo presidente, Jair Bolsonaro (PSL). 

O cronograma com a data de inscrições ainda não foi divulgado. No momento da inscrição, os candidatos poderão escolher até três opções de cursos, indicando a ordem de preferência. Os financiamentos serão concedidos prioritariamente para candidatos que:

  1. Não tenham concluído o Ensino Superior e não tenham sido beneficiados pelo Financiamento Estudantil;
  2. Não tenham concluído o Ensino Superior, já tenham sido beneficiados pelo Financiamento Estudantil e o tenham quitado;
  3. Tenham concluído o Ensino Superior e não tenham sido beneficiados pelo Financiamento Estudantil;
  4. Tenham concluído o Ensino Superior, tenham sido beneficiados pelo Financiamento Estudantil e o tenham quitado.

Leia: Entenda a diferença entre Enem, SiSU, ProUni e FIES

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Em caso de empate com notas idênticas, o desempate seguirá a seguinte ordem:

  1. Maior nota na redação;
  2. Maior nota na prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;
  3. Maior nota na prova de Matemática e suas Tecnologias;
  4. Maior nota na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias;
  5. Maior nota na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Tanto o Fies quanto o P-Fies divulgarão apenas uma chamada regular. Apenas o Fies disponibilizará a oportunidade de participação de lista de espera por parte de candidatos que não tenham sido pré-selecionados.

Vagas

Em novembro de 2018, o Brasil Escola informou que o Fies 2019 ofertará 100 mil vagas anuais para a modalidade com juros zero. A previsão do governo federal é de que seja ofertada a mesma quantidade nos anos de 2020 e 2021, que constitui o plano trienal do Financiamento Estudantil.

Relacionados
Visando aumentar o número de contratos do P-FIES em 2019, o MEC promoveu uma mudança na modalidade. Agora, a média no Enem não será mais usada para fins de classificação, mas apenas como um requisito.
O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies) receberão inscrições entre os dias 5 e 23 de fevereiro de 2019. O cronograma do Edital do Fies 2019 foi publicado pelo Ministério da Educação (MEC) no Diário Oficial da União nesta quarta-feira, 9 de janeiro.
Com previsão de 310 mil vagas, o Novo FIES terminou 2018 com menos de 85 mil contratos fechados. É o pior desempenho do programa desde 2010. No ano passado, foram ocupadas 175 mil vagas pelo Fundo de Financiamento Estudantil, mais que o dobro do registrado esse ano.
O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) 2019 terá oferta de 100 mil vagas anuais para a modalidade com juros zero. A informação faz parte de uma resolução publicada no Diário Oficial da União (D.O.U) desta sexta-feira, 23 de novembro. 
O Ministério da Educação (MEC) publicou na edição de hoje, 20 de novembro, do Diário Oficial da União as regras do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) e do Programa de Financiamento Estudantil (P-FIES) para 2019.
Entenda como funciona e saiba como acessar o Sistema Fies. Para se inscrever, renegociar parcelas, aditar contratos ou outras atividades relativas ao Fies, o estudante precisa conhecer cada parte do Sistema Fies.
Mais de 450 mil estudantes inadimplentes no Fies poderão renegociar dívidas a partir do segundo semestre deste ano. Inadimplência está estimada em R$ 10 bilhões e poderá ser revista com desconto.
Estudantes também podem recorrer ao financiamento sem pagar a taxa de matrícula.
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES