Whatsapp
Em 15/06/2018 11h24 , atualizado em 15/06/2018 12h09

Fuvest vai adotar reconhecimento facial para o Vestibular 2019

Notícias

O sistema deve substituir a coleta de impressão digital feita na hora da prova. Por Rafael Batista
Técnica mede distância entre olhos, comprimento do nariz, tamanho do queixo, entre outros detalhes da face
Técnica mede distância entre olhos, comprimento do nariz, tamanho do queixo, entre outros detalhes da face
PUBLICIDADE

A Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest), que seleciona estudantes para Universidade de São Paulo (USP), anunciou que passará a identificar os estudantes através de reconhecimento facial. O novo método de identificação substitui a coleta de impressão digital, feita durante a prova.

Para que o reconhecimento facial funcione, no ato da inscrição o candidato deve enviar uma foto, que será armazenada pela Fuvest. No dia das provas, uma nova imagem será coletada e confrontada com a anterior, evitando fraudes.

No dia 10 de junho, este sistema foi testado durante a prova de transferência, quando mais de 1.900 candidatos participaram. Segundo a própria Fuvest, a experiência foi realizada com êxito e deve ser efetivada para o Vestibular 2019.

A Fuvest anunciou mundanças também na segunda fase de seu vestibular, veja todos os detalhes.

Como funciona o reconhecimento facial?

Esta é uma técnica de biometria baseada nos traços das pessoas. O rosto humano é formado por diversos pontos, chamadas nodais, que determinam suas características. Existem cerca de 80 pontos nodais na face humana, tais como a distância entre os olhos, o comprimento do nariz, o tamanho do queixo e a linha da mandíbula. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Na técnica de reconhecimento facial, cada um desses pontos nodais é medido e armazenado em uma base de dados, formando uma assinatura facial. A obtenção dessa assinatura completa a etapa de extração de características.

Fuvest

O Vestibular da Fuvest é o mais concorrido do Brasil e teve em sua última edição mais de 137 mil inscritos. As provas são realizadas em duas fases, sendo a primeira com questões objetivas de conhecimentos gerais e a segunda com conteúdo sobre Língua Portuguesa e outras quatro disciplinas específicas ao curso, além da redação.

Livros para o Vestibular da Fuvest 2019

Segundo cronograma, divulgado em abril, as provas da primeira fase do Vestibular 2019 serão aplicadas no dia 25 de novembro e a segunda nos dias 6 e 7 de janeiro. O prazo de inscrições ainda não foi informado.

Mais informações no site da Fuvest.

Relacionados
A Fuvest publicou na tarde de hoje (27) as principais datas do Vestibular 2019. Seleção que é responsável pelo preenchimento de vagas na USP terá inscrições em agosto.
A Fuvest iniciou os pedidos de isenção e redução da taxa do Vestibular 2019. Candidatos poderão solicitar os benefícios de participação até o dia 31 de julho, às 12h. Resultado sairá em 20 de agosto.
A Fuvest anunciou mudanças no formato da segunda fase de seu Vestibular. Nova composição do ingresso na USP já estará valendo para as provas da seleção de 2019.
A Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) abriu nesta segunda-feira, 13 de agosto, as inscrições para o maior vestibular do Brasil. Para ingresso em 2019 estão sendo oferecidas 8.362 vagas nos cursos de graduação da Universidade de São Paulo (USP). 
Veja os livros que serão cobrados no Vestibular 2019 da Fuvest. As obras literárias que são obrigatórias para o vestibular da Fuvest e dicas de estudo.
O que a Fundação faz para melhorar a vida de seus candidatos.
A Universidade de São Paulo (USP) informou que para ingresso 2019 serão oferecidas 11.147 vagas. São 8.365 pelo vestibular, organizado pela Fuvest, e outras 2.782 vagas para o Sistema de Seleção Unificada (SiSU).
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES