Topo
pesquisar
Em 31/07/2019 17h45, atualizado em 31/07/2019 17h56

Livros para o Vestibular Fuvest 2021 e 2022

Fuvest

Obras literárias serão cobradas nas provas de Português e Literatura, tendo três alterações entre as duas edições do vestibular. Por Giullya Franco
PUBLICIDADE

A Fundação Universitária Para o Vestibular (Fuvest) já divulgou a lista de obras literárias obrigatórias para os vestibulares da Universidade de São Paulo (USP) até 2022. As obras fazem parte das questões da prova de Português e Literatura e, geralmente, alguns livros mudam anualmente, sendo divulgados pela fundação a cada triênio.

Veja as obras escolhidas para os Vestibulares de 2021 e 2022

Vestibular 2021

Poemas Escolhidos - Gregório de Matos

O livro é a representação dos tipos de poesia cultivados pelo autor: a satírica, a encomiástica, a lírica amorosa e a religiosa. A irreverência de Gregório de Matos em sua sátira e críticas duras à Igreja Católica rendeu-lhe o apelido de Boca do Inferno. Os poemas trazem um teor polêmico envolvendo a ridicularização do governo baiano e de hábitos dos padres.

Quincas Borba - Machado de Assis

Nesta obra, o autor se preocupa com a utilização do pessimismo e da ironia sem tirar o romantismo do contexto. Machado de Assis traz Quincas Borba na terceira pessoa, narrando a história de Rubião, um jovem enganado por Sofia, sua paixão, e o amigo Cristiano. O autor também expõe sua filosofia do Humanitismo, que trata a relação entre o mais forte ser o que sobrevive.

*A Relíquia - Eça de Queirós

Em primeira pessoa, obra traz retrato
da hipocrisia e da burguesia

Nesta obra do Realismo, Eça expõe o retrato da hipocrisia e da burguesia e traz a narrativa em primeira pessoa, sendo Teodorico, personagem principal, quem conta sua história. O autor se preocupa em detalhar a imagem e os lugares, mas também faz críticas à futilidade e aos falsos valores tentando buscar explicações reais para as coisas.

*Claro Enigma - Carlos Drummond de Andrade

O escritor modernista brasileiro traz na obra 42 poemas. Claro Enigma está no período chamado de Terceira Fase do Modernismo. Carlos Drummond de Andrade traz em sua obra a forma clássica e transmite também a melancolia, tristeza e frustração pelo contexto histórico relacionado ao período em que está, no qual teve início a Guerra Fria. Outra característica é que a obra reflete contraste com exposição de ideias contrárias que são apresentadas. A obra é dividida em seis partes: Entre Lobo e Cão; Notícias Amorosas; O Menino e os Homens; Selo de Minas; Os Lábios Cerrados; A Máquina do Mundo.

Angústia - Graciliano Ramos

Narrada em primeira pessoa, Angústia é uma obra que relata os conflitos dos personagens com as coisas do mundo e com eles mesmos. No contexto há muita frustração, tristeza e angústia envolvendo a vida do personagem principal Luís da Silva. O protagonista é dominado pelo negativismo e pessimismo, uma característica de Graciliano Ramos.

*Mayombe - Pepetela

Romance mostra luta dos guerrilheiros angolanos
para alcançar a independência do país

O escritor angolano traz em seu romance a luta dos guerrilheiros de seu país contra as forças portuguesas para alcançar a independência da Angola. O confronto durou mais de 13 anos e os grupos que defendiam a Angola tinham características bem diferentes entre si, como regiões, visões políticas etc. O destaque é para a floresta de Mayombe, onde se passa a narrativa e local onde o autor faz uma grande descrição. A obra apresenta polifonia, ou seja, múltiplos locutores, apesar da predominância da narrativa do autor em terceira pessoa. 

Campo Geral - Guimarães Rosa

Nesta obra, Guimarães Rosa relata a vida a partir do olhar de uma criança, o garoto Miguilim. A narrativa, profundamente lírica, é feita em terceira pessoa, trazendo muita sensibilidade e emoção. Os outros personagens aparecem no contexto junto às reflexões do personagem principal, assim como o tempo se passa de acordo com os pensamentos de Miguilim.

Romanceiro da Inconfidência - Cecília Meireles

A obra é formada por 85 romances e alguns outros poemas, com características narrativas e líricas. O caráter nacionalista de Romanceiro da Inconfidência traz a luta pela liberdade no país, em especial a Inconfidência Mineira e a luta de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes. O romance de Cecília Meireles pertence ao Modernismo, traz rimas em seus versos e também apresenta características de musicalidade.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja também: Fuvest: alunas lançam abaixo-assinado pedindo mais livros de mulheres no vestibular

Nove Noites - Bernardo Carvalho

A narrativa apresenta um misto entre ficção e realidade, além de trazer um texto jornalístico e a mistura de uma narração, que muitas vezes deixa o leitor curioso. Bernardo Carvalho traz a história da morte de Bell Quain, antropólogo americano de 27 anos, que suicidou-se após passar uma temporada numa aldeia de índios no Tocantins. A característica de deixar a história de forma documentada faz com que a obra seja incerta e inquietante, promovendo sempre a desconfiança dos leitores.

*Após o Vestibular 2021, as obras Claro Enigma (Carlos Drummond de Andrade), A Relíquia (Eça de Queirós) e Mayombe (Pepetela) deixam de ser exigidas para o Vestibular de 2022 e serão substituídas pelas obras abaixo.

Veja também: Livros para o Vestibular da Fuvest 2020

Vestibular 2022

Alguma Poesia - Carlos Drummond de Andrade

Formada por 49 poemas, a obra se encontra entre a primeira e segunda geração do Modernismo. Drummond traz uma espécie de desabafo de sua timidez no modo de humor, caracterizando a obra como uma poema-piada. A temática de escrita são as coisas simples do cotidiano, no qual pode ser encontrado a ironia, o lirismo, reflexões sobre amor e morte etc. Trazendo muito sentimentalismo, o autor reflete sobre a existência humana e decepção com as coisas do mundo.

Terra Sonâmbula - Mia Couto

A narrativa traz como elementos fundamentais a realidade e o sonho. O autor moçambicano narra histórias que se conectam conforme a jornada dos personagens. A narrativa central da obra é composta pelos relatos de como Moçambique ficou devastada após a Guerra Civil, em proa poética e com um toque surrealista mesclando fantasia e realidade. Mia fala dos dias de guerra, sonhos e lutas pela sobrevivência.

Leia: os melhores poemas de Mia Couto

Mensagem - Fernando Pessoa

Esta obra traz uma visão de mundo particular do autor e faz uma homenagem à sua pátria, Portugal, com histórias importantes para o país, como a fundação de Lisboa. Suas páginas são repletas de símbolos místicos e esotéricos e com estrutura de versos que se encontram no Modernismo. Mensagem retrata a necessidade da lita contra os problemas e as adversidades.

** As obras Poemas Escolhidos (Gregório de Matos), Quincas Borba (Machado de Assis), Angústia (Graciliano Ramos), Campo Geral (Guimarães Rosa), Romanceiro da Inconfidência (Cecília Meireles) e Nove Noites (Bernardo Carvalho) continuam fazendo parte das exigências para o Vestibular 2022.

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola