Topo
pesquisar
Em 28/10/2019 13h24, atualizado em 28/10/2019 13h46

Conheça 5 razões para estudar na Coreia do Sul

Estudar no Exterior

Coreia do Sul possui ótimas universidades, inclusive com parceria com instituições de ensino brasileiras. Por Hotcourses Brasil
PUBLICIDADE

Por que estudar na Coreia do Sul? Talvez a primeira razão que venha à sua mente é a cultura pop coreana que explodiu pelo mundo todo, da música – Kpop – às séries – dorama. Não nos entenda mal, essa já é uma razão convincente: a imersão em uma cultura completamente diferente e incrível. Mas há muito mais a ser explorado quando o assunto é estudar na Coreia do Sul!

A seguir, conheça cinco dos vários motivos para escolher a Coreia como o seu destino de estudo, seja para aprender coreano ou para fazer a sua graduação no exterior.

1. O ensino superior

Ao escolher estudar em outro país, quase sempre a razão principal é a qualidade do ensino internacional e as vantagens que isso proporcionará à sua vida. Pode ter certeza que a Coreia do Sul se enquadra neste quesito!

Além do ambiente acadêmico ser altamente competitivo, os coreanos levam a educação superior muito a sério e tratam os professores com o respeito que eles merecem.

Quanto às universidade, a qualidade é inegável. A Coreia tem algumas das instituições mais antigas do mundo e também algumas das melhores da Ásia. A maioria delas está aglomerada em Seul, a capital nacional, como as seguintes:

Mas há instituições de ensino superior excelentes em outras partes do país, como a Pohang University of Science and Technology (Postech) e o Korea Advanced Institute of Science and Tecnology (Kaist).

Leia também: Como fazer um curso de verão na Coreia do Sul?

2. Número crescente de estudantes internacionais 

O número de estudantes internacionais na Coreia do Sul cresceu de 83.842 em 2010 para 104.261 em 2016, segundo o Ministério da Educação do país. 

O site Study in Korea aponta que o governo sul-coreano já concedeu bolsas de estudo a mais de 6.500 estrangeiros de 148 países desde 1967 e, atualmente, auxilia financeiramente quase 2.000 estudantes internacionais por ano em cursos de coreano, preparatórios, graduações e pós-graduações.

O mesmo site acredita que o motivo principal dos estudantes internacionais para escolher a Coreia é que ela é um dos países mais seguros do país, o que ajuda na alta qualidade de vida nacional. Embora seja de fato um dos fatores essenciais, a Coreia do Sul tem um sistema de ensino superior acolhedor, sempre preocupado em criar novas estratégias de internacionalização para atrair mais estrangeiros às universidades do país, como mostram os dados acima.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

3. Parcerias com universidades brasileiras

Principalmente graças ao item anterior, várias universidades da Coreia do Sul mantêm parcerias com instituições de ensino superior do mundo, inclusive do Brasil, a fim de facilitar o intercâmbio de estudantes, professores e pesquisadores entre as nações. 

A Universidade Sungkyunkwan, por exemplo, tem parcerias distintas com a Unisinos, Unicamp, USP, UFMG, UFOP, IFSC, UFES, UEMA e diversas outras. Já a Universidade da Coreia mantém programas com a UFRJ, USP, Unicamp, Unesp, UFPR, FGV, UEA e UFMG.  

Por isso, se você já estiver matriculado em alguma universidade brasileira, vale à pena verificar a possibilidade de realizar um intercâmbio na Coreia do Sul como parte do seu curso, com o apoio da sua instituição. Isso facilitará o processo e as suas chances de ser admitido.

4. Cursos ministrados em inglês

Os brasileiros estão procurando por cursos de coreano direto na fonte e o mais interessante é que as principais universidades da Coreia possuem programas de coreano para estrangeiros. Isso significa estudar o idioma em um campus universitário com todas as vantagens de um ambiente acadêmico. 

No entanto, se a sua intenção for fazer uma graduação ou um programa de intercâmbio, mas ainda não possui a proficiência necessária no coreano, as universidades também ministram diversos cursos acadêmicos na língua inglesa. 

De fato, segundo o Study in Korea, 30% de todos os programas de ensino superior na Coreia são totalmente lecionados em inglês, graças à preocupação com a internacionalização.

No Kaist e SKKU, por exemplo, 80% e 47% dos seus cursos, respectivamente, são ministrados na língua inglesa.

5. A culinária coreana

Por último, mas não menos importante: a culinária coreana é de arrasar, especialmente se você for daqueles que gostam de vivenciar a cultura local pelo paladar. 

Apesar de alguns pratos exóticos e gostos inéditos para os brasileiros, você irá se surpreender com a variedade de opções na alimentação dos coreanos. E isso é importante para uma adaptação tranquila ao novo país.

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola