Em 09/10/2020 16h04 , atualizado em 13/10/2020 10h24

5 curiosidades sobre a Coreia do Sul para estudantes internacionais

Estudar no Exterior

Coreia do Sul possui várias cidades como ótimas opções para estudantes que pretendem fazer intercâmbio, como Seoul, Pohang e Daejeon. Por Hotcourses Brasil
Cidade de Daejeon, na Coreia do Sul
Cidade de Daejeon, na Coreia do Sul
PUBLICIDADE

Nós já listamos cinco razões para estudar na Coreia do Sul, dentre as inúmeras existentes. Há ainda alguns fatores a serem explorados sobre o ensino superior, a internacionalização e as cidades estudantis desse destino incrível que cresce rapidamente em popularidade entre estudantes do mundo inteiro. Vamos lá? Quem sabe, até o final desse artigo, você já se convenceu a estudar na Coreia do Sul!

1. Universidades multiculturais

Em 2017, havia mais de 123.000 estudantes internacionais matriculados na Coreia do Sul. Embora metade deles fossem chineses, a outra metade vem de todas as partes do mundo.

A população estudantil estrangeira é valorizada no país. O governo sul-coreano implementou um plano para aumentar esse número para 200.000 até 2023.

2. Campus Global

Como parte do plano governamental de internacionalização do ensino superior, criou-se o Campus Global de Incheon, um projeto nacional na cidade metropolitana de Incheon para inovar o sistema educacional da Coreia do Sul. Com um investimento de US$ 1 bilhão, o campus global abrigará campi de dez universidades internacionais de prestígio.

Por enquanto, quatro universidades internacionais já se instalaram em Incheon:

As instalações do Campus Global são chamadas de “campi estendidos” por oferecer na Coreia os mesmos cursos, docentes, diplomas e qualidade de ensino do que em seus campi originais. Os estudantes que escolhem a Coreia para as suas graduações ou pós-graduações têm a chance de completar parte do curso no campus no exterior ou vice-versa – quem estuda no campus original completa parte do curso na Coreia.

Leia também: 5 coisas que você precisa saber antes de estudar na Coreia do Sul

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

3. Seul: uma das melhores cidades estudantis do mundo

Seul foi eleita por dois anos consecutivos a décima melhor cidade estudantil do mundo pelo ranking QS Best Student Cities, superando lugares como Hong Kong, Nova York, Auckland, Vancouver, Toronto e até mesmo Boston, onde se encontram as potências norte-americanas Harvard e MIT.

Um dos fatores para esse excelente resultado é que a capital sul-coreana acomoda 16 universidades classificadas entre as melhores do mundo no QS World Univesity Ranking de 2020. A Universidade Nacional de Seul, inclusive, conseguiu a 37ª posição global!

4. Outras cidades estudantis na Coreia do Sul

Embora a capital Seul seja a cidade mais famosa entre os alunos internacionais que escolhem a Coreia do Sul como destino de estudo – e, de fato, ela tem mais a oferecer –, há ainda três importantes cidades estudantis no país, que acomodam algumas das melhores instituições de ensino de ensino superior fora da região de Seul:

Daejeon:

  • Instituto Avançado de Ciência e Tecnologia da Coreia (KAIST);
  • Universidade Nacional de Chungnam;
  • Universidade Woosong;
  • Universidade de Ciência e Tecnologia da Coreia.

Pohang:

  • Universidade de Ciência e Tecnologia de Pohang (POSTECH).

Busan:

  • Universidade Nacional de Busan;
  • Universidade Dong-A

Cada uma dessas cidades têm uma experiência diferente a oferecer aos estudantes internacionais! Daejeon, por exemplo, tem foco fortíssimo em tecnologia, ciência e inovação. Busan, por outro lado, é uma cidade portuária menor, com uma experiência mais tradicional da vida na Coreia. Portanto, escolher a sua cidade sul-coreana dependerá dos seus objetivos acadêmicos, orçamento e estilo de vida.

5. Trabalhar durante os estudos na Coreia do Sul

Ao se matricular a pelo menos um semestre de estudos na Coreia do Sul, você tem direito a trabalhar por meio período durante as aulas para ajudar no orçamento enquanto mora na Coreia do Sul.

Os estudantes internacionais têm direito a 20 horas de trabalho semanais durante o ano letivo, podendo trabalhar em período integral nas férias universitárias. Para conseguir qualquer vaga, você precisará apresentar o seu visto de estudante válido e uma carta de recomendação da sua instituição de ensino coreana.

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES