Topo
pesquisar
Em 22/11/2016 10h03, atualizado em 22/11/2016 10h21

Locais de prova do “Enem das escolas ocupadas” estão disponíveis

Notícias

Nova prova do Enem será aplicada nos dias 3 e 4 de dezembro para mais de 270 mil inscritos Por Adriano Lesme
PUBLICIDADE

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) liberou nesta terça-feira, 22 de novembro, o cartão de inscrição dos participantes que fariam o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 em mais de 400 escolas que foram ocupadas.

Acesse o cartão do novo Enem 2016

O cartão informa o local e horário da prova, além do bloco, andar e sala. Mostra, ainda, a opção de língua estrangeira, atendimento especial ou especializado e uso das notas para obtenção do Certificado do Ensino Médio, quando necessário.

As novas provas do Enem 2016 serão aplicadas nos dias 3 e 4 de dezembro, no Distrito Federal e em todos os estados, exceto Acre, Amazonas, Amapá e Roraima. A quantidade de participantes será maior nos estados de Minas Gerais (72.302), Paraná (43.617), Bahia (37.927) e Espírito Santo (23.486).

Ao todo, 277.624 estudantes participarão das novas provas, sendo 273.521 (98,5%) em decorrência dos locais de provas ocupados e 4.103 (1,45%) em consequência de contingências relacionadas, principalmente, a problemas de infraestrutura como falta de energia durante as provas de novembro.

Orientações

Os portões dos locais de prova serão abertos às 12h e fechados às 13h, conforme o horário de Brasília. O participante precisa ficar atento à hora em que o Enem começa no seu estado, levando em consideração o fuso-horário e o horário de verão. 

Os participantes deverão chegar ao local de prova com antecedência, portando documento original de identidade com foto e caneta esferográfica de tinta preta e tubo transparente. Também é recomendável levar o cartão de inscrição impresso, além de lanche e água.

Saiba o que levar e o que não levar para o Enem

O celular e outros aparelhos eletrônicos não poderão ser utilizados no momento das provas, assim como lápis, borrachas e lapiseiras. Caso o estudante leve tais objetos, eles devem ser colocados em embalagem própria fornecida pelo Inep, a qual será lacrada e colocada embaixo da cadeira do participante. A abertura do pacote só é permitida fora da escola. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Provas

No primeiro dia, sábado, as provas serão aplicadas das 13h30 às 18h. Os candidatos responderão 45 questões de Ciências Humanas (História, Geografia, Filosofia e Sociologia) e 45 de Ciências da Natureza (Biologia, Física e Química.

Veja a correção do Enem 2016

No segundo dia, domingo, os participantes terão das 13h30 às 19h para elaborar uma redação e responder 45 questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (língua portuguesa, literatura e inglês ou espanhol) e 45 de Matemática.

Resultado

Os gabaritos do Enem das escolas ocupadas deverão ser divulgados no dia 7 de dezembro. Já o resultado vai sair junto com o dos demais participantes, no dia 19 de janeiro de 2017.

Ocupações

Mais de 270 mil entre os 8,6 milhões de inscritos no Enem 2016 não puderam fazer as provas nos dias 5 e 6 de novembro devido às ocupações de 405 locais de provas. Os manifestantes protestam contra a reforma no ensino médio e a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/55.

O Ministério da Educação (MEC) deu até o dia 31 de outubro para os estudantes desocuparem as escolas, o que não aconteceu na maioria delas. Além disso, algumas escolas foram ocupadas na véspera do Enem.

Na semana passada, o MEC acionou a Advocacia Geral da União (AGU) em busca de reparo dos prejuízos causados pelo adiamento das provas do Enem 2016. De acordo com o MEC, o gasto com o novo Enem é de R$ 10.512.564,33. O ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM) acusa partidos de oposição, como o Partido dos Trabalhadores (PT) e o Partido Comunista do Brasil (PCdoB), entidades e sindicatos de estarem por trás das manifestações.

Os movimentos dos estudantes negam a participação de partidos nas ocupações e acusam o MEC de tentar colocar a população contra os estudantes. Eles também alegam que o MEC poderia ter alterado os locais de prova do Enem, como ocorreu com as zonas eleitorais nas eleições municipais, em vez de adiar. 

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Enem Brasil Escola