Topo
pesquisar
Em 28/03/2018 09h59, atualizado em 28/03/2018 10h31

6 dicas para evitar o estresse na preparação para o vestibular e Enem

Dicas de Vestibular

O estresse de estudantes na preparação para o vestibular e Enem pode ser muito prejudicial se medidas não forem tomadas a tempo Por Érica Caetano
Muitos estudantes não sabem lidar com a pressão nos estudos para o vestibular
Muitos estudantes não sabem lidar com a pressão nos estudos para o vestibular
PUBLICIDADE

A adolescência por si só já traz inúmeras mudanças, dúvidas e conflitos, sejam eles internos ou externos. Muitas vezes esses fatores são agravados por conta da preparação para o vestibular e Enem. O adolescente e também estudante precisa lidar com várias alterações em sua rotina e nem sempre está preparado para isto.

Devido a esse turbilhão de novidades, na qual a rotina de estudos se torna mais puxada e atividades de lazer e descanso são dosadas, alguns vestibulandos acabam entrando numa situação emocional muito comum neste período, chamada de estresse pré-vestibular.

Para evitar que esta fase se torne mais sacrificante, a orientadora pedagógica do Colégio e Curso  Oficina do Estudante (Campinas-SP), Bruna Belli, separou 6 dicas para que o estudante possa dosar estudo e lazer ao mesmo tempo. 

1- Parceria pais e filhos

De acordo com Bruna, muitos pais, assim como os filhos, não sabem como lidar com a rotina de estudos, acreditando que a cobrança em ficar o dia inteiro estudando seja a melhor forma de serem pais presentes e que desta forma estão cuidando do empenho de suas crias. No entanto, é preciso saber dosar. 

Os pais devem estimular a confiança e o pensamento positivo do vestibulando. “O apoio da família nesta fase em que a pressão é vista por todos os lados, seja dentro da sala de aula, seja na concorrência dos processos seletivos já é muito intensa. Se isso também estiver dentro de casa, de nada ajudará o estudante”, pondera a profissional.

2- Gerenciar o tempo

A coordenadora também avalia que gerenciar melhor o tempo para cada atividade é uma ótima saída para driblar o estresse. Assim, o estudante conseguirá realizar o que precisa sem se privar totalmente de atividades que sinta prazer.

“Observamos muito aqui no cursinho que os estudantes pensam que quanto mais estudarem horas e horas direto, sem pausas, terão resultados mais satisfatórios nas suas provas. Mas isso é uma forma errada e até relativa de se pensar”. 

O melhor a se fazer é definir os horários para cada tipo de estudo, com seus devidos intervalos – que também não podem ser muito extensos – e intercalar as disciplinas estudadas. 

A profissional também alerta sobre o uso das redes sociais. “Elas devem ser usadas com moderação. Entre um intervalo e outro de estudos é possível dar até uma verificada no aplicativo de mensagens instantâneas do celular. Mas que isso não extrapole uns 10 minutinhos. É preciso ter consciência”, avalia. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

3- Realizar atividades físicas

Bruna vê a falta de atividade física como uma das principais causas de estresse entre os estudantes que se preparam para as provas do vestibular e Enem. 

Por estarem numa rotina muito intensa de estudos, os vestibulandos preferem muitas das vezes deixar de lado a realização de alguma prática esportiva, por mais simples que ela seja, como caminhar ou correr ao ar livre.

Mas a atividade física, além de fazer com que o estudante mude um pouco de foco e possa espairecer, libera o hormônio endorfina, que alivia a ansiedade e previne os sintomas de estresse. 

4- Realizar atividades prazerosas

Além de atividades físicas, é importante definir os horários para outros tipos de atividades. Momentos prazerosos e relaxantes, que são de certa forma momentos de lazer. 

Durante o período reservado para estas atividades, esqueça do vestibular e evite comentar sobre. Converse com um amigo, faça uma massagem, dê uma volta ao ar livre, leia algo diferente do que estuda. Isso fará com o estudante tenha uma melhor oxigenação dos pensamentos e ideias, dando um maior gás para retomar a preparação.

5- Cuidar da alimentação

Cuidar da alimentação é fundamental para quem não quer sofrer de estresse pré-vestibular. Ficar longos períodos sem se alimentar ou hidratar, ingerir alimentos pesados ou muito gordurosos, pobre em nutrientes, poderão acarretar numa baixa imunidade do vestibulando, desencadeando doenças, resfriados e infecções. Por isso, fique de olho!

6 – Dormir bem

Uma boa noite de sono auxilia muito no aprendizado do estudante. “Viradas” não são benéficas, pois o vestibulando estará cansado e indisposto no dia seguinte, tendo pouco rendimento para a sua rotina de estudos. O ideal é que as noites de sono tenham, no mínimo, sete horas de duração.

Infelizmente, o estresse atinge grande parte da população, principalmente os jovens. Não se atentando aos devidos cuidados e medidas preventivas, ele pode se agravar e tomar proporções muito maiores, indo além dos prejuízos aos estudos. 

É importante procurar ajuda específica caso sinta necessidade ou veja que não consegue driblar o que é considerado o mal do século. Terapias e ajuda com profissionais são boas alternativas para esses casos, segundo a coordenadora pedagógica Bruna. 

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola