Topo
pesquisar
Em 05/10/2016 17h20, atualizado em 05/10/2016 17h20

Como controlar a ansiedade antes do Enem

Enem

Confira dicas para controlar a ansiedade antes do Enem Por Lorraine Vilela Campos
PUBLICIDADE

A aproximação de um grande evento sempre gera expectativas. Com o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não é diferente. Uma prova que reúne mais de 8 milhões de estudantes com objetivos semelhantes acaba gerando muita ansiedade e estresse nos participantes.

O que é ansiedade?

A ansiedade é uma sensação de desconforto, medo e preocupação diante de algo novo, desconhecido ou desafiador. É natural ficar ansioso com algo novo que está por vir, assim como é o caso do Enem, uma prova extensa que exige empenho, conhecimento do conteúdo e controle emocional. 

É importante que o aluno e seus familiares reconheçam a forma como a ansiedade se apresenta na personalidade do estudante. A psicóloga Adriane Cruvinel Machado afirma que ficar ansioso, desde que em doses normais, não é algo prejudicial para a saúde. “Preocupar-se com eventos que mantém o jovem em alerta, pronto para reagir, é positivo”, destaca. 

Como controlar a ansiedade?

O excesso de disciplinas para estudar, a cobrança pela escolha da profissão e a exigência por um bom desempenho no Enem são fatores que deixam o estudante ansioso e estressado. Nessas horas, procurar meios de relaxar e aliviar corpo e mente são práticas importantes para a saúde do jovem. 

A prática esportiva auxilia muito o estudante que está se preparando para o Enem, melhorando inclusive seu desempenho nos estudos. Pedro Dantas Ferreira de Camargo, 18 anos, estudante do cursinho Oficina do Estudante, de Campinas, pretende conseguir uma vaga em Medicina. No entanto, ele não abre mão de um dia de descanso, além de praticar corrida três vezes por semana, sendo as duas medidas para aliviar a ansiedade com a aproximação do exame. 

Pedro e Rafael, de Campinas, controlam a ansiedade de diferentes formas

Mas nem todos os jovens são adeptos das atividades físicas, por isso, buscam outras formas para relaxar. Rafael Antônio Galante Gasparini, 18 anos, também está em busca de uma vaga no curso de Medicina. O jovem diz que os estudos consomem grande parte do seu dia, então ele aproveita o tempo livre para descansar e procura dormir cedo. Outra forma de diversão do estudante são as redes sociais

Preparação

Quem se prepara antecipadamente tem maior chance de se sair bem nas provas, já que conhecer a estrutura da prova e entender o conteúdo diminuem episódios de pânico e nervosismo. Além do sonho com a Medicina, os estudantes Pedro e Rafael possuem hábitos em comum, como revisar as matérias, estudar as provas anteriores e participar de simulados. 

Dicas

Controlar a ansiedade em época de Enem é possível e mais fácil do que você imagina! Confira algumas dicas:

- Não se sobrecarregue nos estudos;
- Revise os conteúdos de forma moderada;
- Conheça as provas anteriores do Enem;
- Separe um tempo para o lazer;
- Pratique algum esporte ou atividade física;
- Tenha uma alimentação mais leve nas semanas que antecedem o Enem;
- Cuide do seu corpo - hidrate-se;
- Procure pensar nos seus pontos positivos e evite pensamentos negativos;
- Use a internet a seu favor;
- Não troque o dia pela noite;
- Procure pessoas de confiança para expor seus medos e receios;
- Busque ajuda profissional caso seja preciso.

Procure apoio

O momento da escolha do curso é muito importante na vida do jovem. O apoio da família, da escola e dos amigos faz com o que o estudante se sinta valorizado, capaz e otimista, tendo maiores chances de manter as emoções sob controle durante o Enem.

Compartilhar as angústias e os medos com outras pessoas retira um pouco do peso da tão esperada prova. "É importante que o jovem saiba que esta é apenas uma etapa de sua vida, e não o encerramento de uma fase”, lembra Saray Azenha, diretora pedagógica do Colégio Oficina do Estudante. 

A psicóloga Adriane Cruvinel reforça a importância da família no apoio ao estudante em suas necessidades diárias, além dos estudos. Amparar o jovem em momento de estresse pode evitar problemas mais graves relacionados às próprias dúvidas e incertezas desta fase da vida. 

Quando a ansiedade vira doença

Algumas pessoas acumulam experiências estressantes desde a infância ou adolescência, pelos mais diferentes motivos. Essas sensações ruins podem aparecer de forma esporádica, mas sem grande alarde, até que haja um episódio que sirva de “motivador” para que a ansiedade atinja o indivíduo com força. 

As pessoas reagem aos episódios traumáticos e ao estresse de diferentes formas. O que muitos não sabem é que a ansiedade atinge níveis patológicos, ou seja, é uma doença de cunho emocional e psíquico. 

O Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG) é mais comum do que parece, mas nem todo mundo percebe sua gravidade e a necessidade de acompanhamento profissional. Dores de cabeça intensas, problemas gastrointestinais, queda da imunidade, tremores, fraqueza, alterações no sono e na alimentação, lapsos de memória, excesso de culpa, isolamento e outros sintomas podem ser causados por esta síndrome. 

Segundo a psicóloga Adriane Cruvinel, a procura pelo tratamento muitas vezes é tardia e atrasa o tratamento, prejudicando a vida do jovem. Casos mais leves são resolvidos com psicoterapias, mas os quadros mais graves necessitam de intervenção medicamentosa acompanhada sempre por um profissional da área.

Fica o alerta: se a ansiedade for algo muito presente em sua vida e que lhe cause prejuízos em diferentes áreas de sua vida, procure a ajuda de um profissional para que ele analise seu caso e lhe auxilie com o método mais adequado para a sua necessidade.

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Enem Brasil Escola