Em 22/07/2020 08h32 , atualizado em 22/07/2020 11h55

Colégios se adaptam às mudanças dos vestibulares em São Paulo

Notícias

Vestibulandos devem ter apenas três meses de aulas presenciais até as datas das provas. Fazer simulados é importante. Por Adriano Lesme
Crédito da foto: Fábio Mazzitelli/ACI Unesp
Crédito da foto: Fábio Mazzitelli/ACI Unesp
PUBLICIDADE

Em decorrência da pandemia do novo coronavírus (covid-19), os três maiores vestibulares de São Paulo tiveram que adiar as provas dos Vestibulares 2021. Fuvest, Unicamp e Unesp irão aplicar provas somente no início do próximo ano.

A mudança no calendário era esperada por colégios de ensino médio e cursinhos pré-vestibulares, que, em geral, aprovam o adiamento. Alguns deles já estão estudando como se adaptar ao novo cenário, principalmente na rede particular.

O Colégio Poliedro, com unidades em São Paulo, São José dos Campos e Campinas, estuda prorrogar o segundo semestre letivo até janeiro de 2021 para os vestibulandos. Segundo Rodrigo Fulgêncio, diretor de Unidades Escolares do Poliedro, as aulas devem começar em agosto, ter uma pausa nas festas de final de ano, e continuar até a véspera dos principais vestibulares.

Rodrigo também aprovou a mudança no cronograma dos vestibulares em São Paulo, que acompanharam o adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). “Vai ser muito bom para os alunos, principalmente da rede pública, que não tiveram condições de estudar durante a quarentena”, comenta o diretor.

Mudanças nas provas

Além do novo cronograma, os colégios também estão se adaptando às mudanças promovidas no formato das provas dos vestibulares. A Unicamp, por exemplo, diminuiu o número de questões e a duração das provas, para o candidato ficar menos tempo em ambiente fechado.

O Colégio Oficina do Estudante, de Campinas, recomenda aos seus estudantes realizarem simulados com o novo formato do vestibular. “É imperativo simular como serão as provas, resolvendo as dos anos anteriores nos formatos que serão aplicadas ano que vem”, afirma o professor Daniel Cecílio, coordenador do Curso Pré-Vestibular Oficina do Estudante.

O diretor do Poliedro compartilha da mesma opinião e afirma que o colégio vai mudar o formato dos seus simulados. “Estamos fazendo as adaptações e aguardando as datas e formatos de outros vestibulares importantes, como o do curso de Medicina da Unifesp”, revela Rodrigo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Aulas on-line

Em São Paulo, as aulas presenciais nos colégios de ensino médio retornarão no dia 8 de setembro, mas com revezamento de alunos. O retorno definitivo deverá acontecer apenas em outubro, três meses antes dos vestibulares e Enem. Por causa do pouco tempo de aulas presenciais, Daniel Cecílio alerta para a importância de continuar estudando em casa.

“Mesmo que não haja aulas presenciais, isso não significa que o aluno não deva assisti-las online, ler a apostila, estudar a teoria e resolver exercícios”. (Daniel Cecílio, coordenador do Curso Pré-Vestibular Oficina do Estudante).

O Oficina do Estudante também deu algumas dicas para os vestibulandos que estão fazendo a preparação em casa:

  • Não deixe o conteúdo acumular;
  • Tenha disciplina: horário e local para estudar (não vire madrugada estudando, nem tente estudar na sala, com a tv ligada);
  • Siga um cronograma, separado por disciplinas;
  • Escreva pelo menos duas redações por semana;
  • Cuide da postura, da alimentação e faça alguma atividade física;
  • Respeite o horário de sono;
  • Tenha atividades de lazer.

Unicamp

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) foi a primeira entre as grandes de São Paulo a anunciar mudanças no vestibular em razão da covid-19. Veja as principais mudanças:

A primeira fase será realizada em dois dias para diminuir a quantidade de candidatos nas provas. O número de questões diminuiu de 90 para 72 e a duração das provas de cinco para quatro horas.

6 de janeiro: candidatos aos cursos de Ciências Humanas/Artes e de Exatas/Tecnológicas
7 de janeiro: candidatos aos cursos de Ciências Biológicas/Saúde

A segunda etapa do Vestibular 2021 está prevista para os dias 7 e 8 de fevereiro. Ainda nesta quarta-feira, uma coletiva de imprensa deverá anunciar novas mudanças.

Leia tambémUnicamp decide não utilizar o Enem para ingresso em 2021

Fuvest

Os interessados em ingressar na Universidade de São Paulo (USP) farão provas somente no próximo ano. A Fuvest marcou a primeira fase para o dia 10 de janeiro de 2021, e as provas da segunda fase ocorrerão nos dias 21 e 22 de fevereiro. Por enquanto, não há mudança no formato.

Unesp

Para diminuir a aglomeração da primeira etapa, a Universidade Estadual Paulista (Unesp) dividiu a fase de conhecimentos gerais em dois dias (sábado e domingo). O número de questões foi mantido em 90.

30 de janeiro de 2021: candidatos da área de Biológicas
31 de janeiro de 2021: candidatos de Exatas e Humanas

A segunda etapa, que antes era em dois dias, será realizada apenas no dia 28 de fevereiro. O formato da segunda fase e a possibilidade de aproveitamento do Enem serão decididos após reunião dos colegiados.

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES