Em 13/04/2020 14h50 , atualizado em 14/04/2020 10h19

Vestibular 2021 da Unicamp será adaptado ao contexto da pandemia do coronavírus

Notícias

Diretor da Comvest sinalizou que provas podem ter menos conteúdo e valorizar mais a interpretação de texto, leitura e raciocínio lógico. Por Giullya Franco
Crédito: Antoninho Perri/Unicamp
Crédito: Antoninho Perri/Unicamp
PUBLICIDADE

A Comvest, responsável pela organização dos vestibulares da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), divulgou o calendário dos Vestibulares 2021 na última semana.

Veja o cronograma dos Vestibulares 2021 da Unicamp

Com as medidas adotadas para conter a pandemia do coronavírus (Covid-19), adaptações no processo seletivo podem ser aplicadas no decorrer do ano. O Brasil Escola conversou com o diretor da Comvest/Unicamp, José Alves de Freitas Neto, para saber o que a Unicamp prevê para o vestibular desse ano.

Com a paralisação das aulas em todo o país desde o mês de março, candidatos estão preocupados em chegar nas provas e sem ter estudado todo o conteúdo que será exigido. Para evitar que os vestibulandos sejam prejudicados, o diretor da Comvest afirmou que as bancas já estão tomando medidas para que o impacto não seja tão grande no vestibular.

“Nesse sentido, nossa preocupação é fazer uma prova que cobre mais a leitura e interpretação, o raciocínio lógico e o uso de referenciais básicos das linguagens e ciências. Ou seja, não queremos colocar uma pressão extra para os candidatos: a prova será feita considerando a excepcionalidade do ano escolar”, destacou José Alves.

José Alves, diretor da Comvest/Unicamp (Crédito: arquivo pessoal)

Veja mais: Confira dicas de como estudar para o Enem e Vestibulares em casa

Prova: Conteúdo sobre coronavírus

Estudantes têm questionado a possibilidade de cair questões sobre o coronavírus tanto no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como nos demais vestibulares do país. Com relação ao processo seletivo da Unicamp, o diretor destacou a exigência que a prova sempre tem de temas relacionados a atualidade e fenômenos científicos, sociais e culturais, o que torna provável que tenham questões sobre o tema. 

“Temas atuais sempre aparecem na nossa prova, então é bastante plausível que haja questões relacionadas ao coronavírus. Da mesma maneira que desmatamento, questão da sustentabilidade, crise econômica, temas relacionados a outras enfermidades, refugiados, a nova ordem internacional e geopolítica são temas que uma prova atual e moderna pode cobrar”, enfatizou o diretor.

Mais: Saiba como o coronavírus pode ser cobrado em Vestibulares e Enem

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Vestibulares 2021

O processo seletivo da Unicamp está entre os mais disputados do país e atrai estudantes de diversos estados para fazer as provas. No Vestibular 2020 foram mais de 72 mil inscritos, e a prova foi aplicada em dezenas de municípios de São Paulo, além de Belo Horizonte/MG, Brasília/DF, Curitiba/PR, Fortaleza/CE, Salvador/BA.

De acordo com o cronograma da Unicamp, as inscrições para o Vestibular 2021 serão realizadas de 31 de julho a 8 de setembro. Já as provas da primeira fase estão previstas para 22 de novembro e os classificados devem fazer a segunda etapa em 10 e 11 de janeiro de 2021.

A Unicamp também já informou o cronograma para o Vestibular Enem, Vestibular Indígena e e Vagas Olímpicas. Clique aqui para conferir as datas.

Por enquanto, a Comvest não trabalha com a possibilidade das medidas de isolamento social estarem valendo no período de provas. Caso isso ocorra, o calendário poderá sofrer alterações, como vem acontecendo na maioria dos vestibulares de meio de ano. O diretor da Comvest também aproveitou para tranquilizar os candidatos.

"Quero deixar claro para os candidatos que aproveitem esse tempo, continuem estudando e lendo, em casa, e vamos aguardar e torcer para que a gente possa superar esse quadro mais crítico da pandemia. Podem ficar tranquilos que a Comvest está ciente do atual momento."

Para mais informações acesse o Site da Comvest/Unicamp.

Relacionados
A Faculdade Humanitas, em São José dos Campos, mudou as datas de seu Vestibular 2020/2 de Medicina por conta da pandemia de covid-19.
A Fuvest e a Unicamp informaram que não pretendem alterar as provas dos Vestibulares 2021 por coincidirem com as provas digitais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020.
A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) reduziu de 12 para 7 os livros exigidos para o Vestibular 2021. Veja as obras literárias obrigatórias para o vestibular.
Apesar do cenário de incerteza gerado pela pandemia do coronavírus, USP, Unicamp, Unesp, ITA e Unifesp mantiveram seus vestibulares para o final do ano.
A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) decidiu adiar para junho os pedidos de isenção da taxa de inscrição do Vestibular 2021. O novo prazo é de 22 de junho a 8 de julho.
A Universidade Estadual Paulista (Unesp) divulgou o cronograma do Vestibular 2021. O processo seletivo continuará com o mesmo formato das edições anteriores, com duas etapas.
Apesar da pandemia do novo coronavírus, provas serão realizadas em novembro e janeiro, assim como nos vestibulares anteriores. Veja as obras literárias indicadas.
A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) divulgou as datas de inscrições e provas do Vestibular Misto 2021. Veja as datas de inscrições e provas.
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES