Em 20/01/2020 18h28 , atualizado em 20/01/2020 18h46

SiSU 2020/1: erro no Enem faz MEC ampliar prazo de inscrição

Notícias

Cerca de 6 mil estudantes tiveram as notas do Enem alteradas em consequência de erros. Maioria é da Bahia e Minas Gerais. Por Giullya Franco
PUBLICIDADE

Na tarde desta segunda-feira, 20 de janeiro, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, e o presidente do Inep, Alexandre Lopes, anunciaram a prorrogação do prazo de inscrição do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) 2020/1.

Saiba mais sobre o SiSU 2020/1

As inscrições para o SiSU começam amanhã, 21 de janeiro, e agora terminam no domingo, dia 26 de janeiro. O prazo anterior seria no dia 24. 

O período foi alterado depois que o Inep anunciou, no último sábado, que houve erro na correção das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 e cerca de 6 mil estudantes tiveram suas notas afetadas.

O Ministro da Educação informou que os participantes que tiveram as notas afetadas já podem acessar a Página do Participante e consultar o novo resultado

Erros no Enem 2019

De acordo com o presidente do Inep, 95% dos casos de erros nas notas aconteceram na cidade de Alagoinhas, na Bahia, e Ituiutaba, Viçosa e Iturama, em Minas Gerais. Segundo Weintraub, o problema aconteceu em uma das máquinas de impressão, que acabou "pulando" a leitura dos cartões-resposta.

O ministro Weintraub também afirmou que o problema não interferiu na correção das redações. Durante o dia, estudantes reclamaram nas redes sociais que receberam notas mais altas em correções extraoficiais.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

As provas do Enem são corrigidas por meio da Teoria de Resposta ao Item (TRI), que cria uma base de dados a partir dos erros e acertos dos estudantes para calcular as notas. As respostas dos participantes são lidas por máquinas. Já a redação é avaliada por dois corretores.

Mais: Saiba como a redação do Enem é corrigida

SiSU 2020/1

Só podem se inscrever no SiSU os estudantes que fizeram as provas do Enem da edição anterior. Neste caso, o resultado do Enem 2019 havia sido divulgado no dia 17 de janeiro, mas com o erro nas notas dos estudantes, o período de inscrição no SiSU 2020/1 foi ampliado. 

Para participar do SiSU os estudantes também não podem ter zerado da redação do Enem. A oferta do Ministério da Educação (MEC) neste ano é de 237.128 vagas em 128 instituições de ensino.

Relacionados
A Unifesp e a UFPA adiaram os resultados das seletivas 2020. UFSC também suspendeu cronograma.
O MEC divulgou o resultado do SiSU 2020/1 nesta terça-feira (28). Matrículas dos aprovados serão realizadas de 29 de janeiro a 4 de fevereiro.
A Justiça Federal decidiu pela manutenção da suspensão do resultado do SiSU 2020/1. AGU teve seu recursos negado pelo TRF-3.
Estudantes estão denunciando nas redes sociais um possível erro nas notas de corte do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) 2020/1.
A média mínima para ingressar em Medicina pelo SiSU 2020/1 é de 736 pontos no Enem 2019. Inscrições vão até 26 de janeiro.
O MPF solicitou a suspensão do SiSU 2020 devido ao erro nas notas do Enem 2019. Inscrições da seleção começaram hoje (21).
As inscrições do SiSU 2020 estão abertas. Prazo vai até 26 de janeiro e inscrição é gratuita.
O erro nas notas do Enem 2019 pode atingir até 30 mil estudantes. O Inep informou que haverá a correção da pontuação para que não haja prejudicados.
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES