Em 01/04/2020 17h21 , atualizado em 01/04/2020 19h03

Secretários de Educação pedem adiamento do Enem 2020

Notícias

Provas estão previstas para outubro e novembro. Secretários temem que estudantes sejam prejudicados pela paralisação das aulas. Por Giullya Franco
PUBLICIDADE

Após a divulgação do edital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 ontem, 31 de março, o Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED) emitiu nota criticando o calendário em consequência da paralisação das aulas escolares.

Saiba tudo sobre o Enem 2020

Estudantes de todo o país estão sem aulas presenciais, desde o fim de março, em consequência da pandemia do coronavírus (Covid-19). Com isso, o conselho teme que a desigualdade entre os estudantes para o ingresso na universidade aumente, já que nem todos possuem recursos para manter os estudos durante o período de paralisação.

Confira parte da nota do Consed:

“O Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED) manifesta profunda preocupação quanto às datas divulgadas, uma vez que estão suspensas as aulas nas escolas em todo o território nacional, bem como pelos prejuízos para os estudantes, especialmente de escolas públicas. Não há dúvidas de que os estudantes do terceiro ano do Ensino Médio são os que sofrem o maior impacto. Por isso, a importância do diálogo e do olhar para os mais afetados neste difícil momento de pandemia do COVID-19.”

Clique para conferir a nota na íntegra

Ainda de acordo com a nota do conselho, o intuito é que se espere acabar o período de pandemia e suspensão de aulas para poder definir novas datas para o Enem 2020.

A União Nacional dos Estudantes (UNE) e União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) também se manifestaram contra o calendário, afirmando que manter o cronograma é falta de sensibilidade com o atual momento e que muitos estudantes não têm condições de ter aulas a distância. Para defender a suspensão do edital, as entidades abriram uma petição (clique aqui para conferir).

Veja também: Sem aulas, estudantes adaptam rotina de estudo durante pandemia do coronavírus

No início da noite desta quarta-feira, 1º de abril, o Inep divulgou uma nota oficial sobre a situação. Veja a nota:

"Sobre as diversas manifestações face a um possível adiamento das datas de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, em suas versões impressa e digital, incluindo nota divulgada à imprensa pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) esclarece:

  • A edição anual do Enem é um longo e complexo processo, que compreende diversas etapas. Envolve os participantes, sejam aqueles que estão concluindo o ensino médio, sejam aqueles que já possuem o diploma; a importante parceria com as Secretarias de Educação dos estados e municípios; os órgãos de segurança federais e estaduais; o Exército; as instituições de ensino superior públicas e privadas; bem como os Correios e o consórcio aplicador.
  • O Inep entende que o Enem é uma das políticas públicas de educação mais importantes, a ser prestada anualmente, pois, além de avaliar o ensino médio, significa a porta de entrada ao ensino superior para milhões de brasileiros. Por esse motivo, o Inep está buscando garantir sua execução adequada, não apenas para cumprir com seu dever institucional, mas, principalmente, para não prejudicar mais ainda a sociedade brasileira. Inclusive, com o Enem Digital é oferecida à sociedade mais de uma aplicação durante o ano.
  • Para que haja a execução do Enem, é preciso cumprir com as diversas etapas que antecedem a data de aplicação do exame, como a elaboração da prova, os pedidos e a análise de isenção da taxa de inscrição, a efetivação da inscrição, a impressão, a logística e a distribuição, além de todos os subprocessos associados a essas grandes etapas. Por isso, a publicação dos editais do Enem 2020 é fundamental neste momento, de modo a garantir à sociedade que a concretização dessa política pública seja preservada e para que seja dado início, pelo Inep, à preparação e à viabilidade de execução desta edição do Enem.
  • O Inep confia no excelente diálogo que possui não apenas com o Consed, mas também com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), com o Conselho Nacional de Educação (CNE) e com demais entidades que representam o ensino superior público e privado, baseado no respeito mútuo, no bom senso e no propósito de engrandecer a educação no Brasil.
  • Não houve, até o presente momento, manifestação formal ao Inep por parte do Consed. No entanto, o Instituto reforça possuir um diálogo sempre aberto junto às mais diversas entidades e à sociedade em geral, destacando que todas as sugestões e críticas apresentadas são muito importantes para o aprimoramento de suas atividades. O Inep garante que cada uma delas será avaliada e discutida, sempre buscando o que seja melhor para a educação brasileira.

 Entenda a importância da publicação do edital do Enem 2020 clicando aqui."

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Enem 2020

De acordo com o edital, as inscrições do Enem 2020 serão recebidas de 11 a 22 de maio. Já as provas digitais, novidade para este ano, serão aplicadas nos dias 11 e 18 de outubro e provas tradicionais nos dias 1º e 8 de novembro.

Mais: Saiba como estudar em casa para o Enem 2020

Para mais informações acesse a Página do Enem 2020
 

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES