Em 16/09/2014 12h30 , atualizado em 16/09/2014 14h15

Porcentagem no Enem

Enem

Questões de porcentagem no Enem são cada vez mais frequentes e sua resolução envolve cálculos curtos, podendo ser utilizada a regra de três. Por Amanda Gonçalves Ribeiro
Tire suas dúvidas sobre porcentagem e prepare-se para o Enem!
Tire suas dúvidas sobre porcentagem e prepare-se para o Enem!
PUBLICIDADE

Olá, pessoal! Vocês já observaram a quantidade de questões envolvendo porcentagem nas provas de Matemática e suas Tecnologias do Enem? A cada ano podemos encontrar várias questões que cobram conhecimento nessa área da Matemática Financeira. Se você ainda tem dúvidas sobre o assunto, fique tranquilo, pois vamos solucioná-las para você!

Primeiramente vamos lembrar o que é porcentagem:

Porcentagem é uma razão entre dois números com base 100. Seu símbolo principal é %.

Podemos representar uma porcentagem ou uma taxa percentual de três maneiras distintas, sem qualquer perda de valor. Por exemplo, dada a porcentagem 10%, podemos realizar sua leitura como 10 porcento, o que equivale a 10 por cem ou à fração , que, por sua vez, é equivalente a 0,1, pois, dividindo o numerador pelo denominador, encontramos o quociente 0,1. Em resumo, podemos afirmar que:

10% =  10  = 0,1
  100

Analogamente, temos outros exemplos de porcentagens:

50% =  50  = 0,5
  100
22% =  22  = 0,22
 100 
3% =   3   = 0,03
  100    
0,5% =  0,5  = 0,005
 100  

Vejamos a resolução de algumas questões do Enem de anos anteriores para conferir como elas costumam cobrar porcentagem ou taxa percentual.

Questão com porcentagem no Enem de 2011

O Índice de Massa Corporal (IMC) é largamente utilizado há cerca de 200 anos, mas esse cálculo representa muito mais a corpulência que a adiposidade, uma vez que indivíduos musculosos e obesos podem apresentar o mesmo IMC. Uma nova pesquisa aponta o Índice de Adiposidade Corporal (IAC) como uma alternativa mais fidedigna para quantificar a gordura corporal, utilizando a medida do quadril e a altura. A figura mostra como calcular essas medidas, sabendo-se que, em mulheres, a adiposidade normal está entre 19% e 26%.

Questão com probabilidade no Enem de 2011

Questão com probabilidade no Enem de 2011
Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br. Acesso em: 24 abr. 2011(adaptado).

Uma jovem com IMC = 20 kg/m², 100 cm de circunferência dos quadris e 60 kg de massa corpórea resolveu averiguar seu IAC. Para se enquadrar aos níveis de normalidade de gordura corporal, a atitude adequada que essa jovem deve ter diante da nova medida é:
(Use √3 = 1,7 e √1,7 = 1,3)

a) reduzir seu excesso de gordura em cerca de 1%.
b) reduzir seu excesso de gordura em cerca de 27%.
c) manter seus níveis atuais de gordura.
d) aumentar seu nível de gordura em cerca de 1%.
e) aumentar seu nível de gordura em cerca de 27%.

Resolução:

Para calcular o IAC da jovem, precisamos conhecer sua altura (h). Dessa forma, vamos utilizar a fórmula do cálculo do IMC:

IMC = massa
            h . h
20 =  60 
        h²
h² =  60 
       20
h² = 3
h = √3
h = 1,7

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Seja x a porcentagem de gordura corporal da jovem, vamos determiná-la através da fórmula do IAC:

x = circunferência do quadril – 18
h . √h
x =     100     – 18
       1,7 . √1,7        
x =     100     – 18
       1,7 . 1,3        
x =  100  – 18
       2,21        
x = 45,25 – 18
x = 27,25

O índice de adiposidade da jovem é de 27,25%, mas de acordo com o enunciado, o adequado deve estar entre 19% e 26%. Temos então que:

27,25% – 26% = 1,25%

Isso implica que o IAC da jovem deve diminuir cerca de 1,25% para que se adeque ao indicado. Portanto, a alternativa correta é a letra a.

Questão com porcentagem no Enem de 2011

Para aumentar as vendas no início do ano, uma loja de departamentos remarcou os preços de seus produtos 20% abaixo do preço original. Quando chegam ao caixa, os clientes que possuem o cartão fidelidade da loja têm direito a um desconto adicional de 10% sobre o valor total de suas compras. 

Um cliente deseja comprar um produto que custava R$ 50,00 antes da remarcação de preços. Ele não possui o cartão fidelidade da loja. 

Caso esse cliente possuísse o cartão fidelidade da loja, a economia adicional que obteria ao efetuar a compra, em reais, seria de

a) 15,00.
b) 14,00.
c) 10,00.
d) 5,00.
e) 4,00.

Resolução: 

Como o cliente não possui o cartão fidelidade da loja, o produto que ele comprará receberá apenas o desconto promocional de 20%. Para descobrir qual será o novo preço do produto que, originalmente, custava R$ 50, utilizaremos uma regra de três:

100% = R$ 50,00
    20% =     x           
100.x = 20 . 50 
100 x = 1000
x =  1000 
     100
x = 10 reais

O produto recebeu um desconto de R$ 10. Se antes ele custava R$ 50, na promoção, custará R$ 40.

Se o cliente possuísse o cartão fidelidade da loja, o preço promocional de R$ 40 receberia ainda um abatimento de 10%. Vamos utilizar uma regra de três novamente para verificar o valor do novo desconto:

100% = R$ 40,00
    10% =     x           
100.x = 10 . 40 
100 x = 400
x =  400 
     100
x = 4 reais

Se o cliente obtivesse o cartão fidelidade, poderia alcançar um novo desconto de R$ 4. Portanto, a alternativa correta é a letra e.

Se você deseja aprender um pouco mais sobre porcentagem, confira os exercícios que selecionamos para você:  Exercícios sobre Porcentagem, Exercícios sobre a História das Porcentagens e Exercícios sobre Porcentagem utilizando Regra de Três.

Bons estudos!

Assista às nossas videoaulas
Artigos Relacionados
Confira dicas de como normalmente as operações frações são cobradas nas questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
Aprenda a analisar gráficos e tabelas com foco nas questões do Enem. Não deixe de conferir nossas dicas!
Veja como questões de estatística básica podem ser cobradas no Enem e alguns exemplos de questões que já abordaram o assunto!
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES