Topo
pesquisar
Em 13/02/2015 10h05 , atualizado em 13/02/2015 10h31

MPF/CE arquiva investigações sobre o vazamento da Redação do Enem 2014

Notícias

Ministério concluiu que não houve beneficio a candidatos. Responsáveis não foram identificados. Por Lorraine Vilela Campos
PUBLICIDADE

A investigação sobre o vazamento do tema da Redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014 foi arquivada na última quarta-feira, 11 de fevereiro. O Ministério Público Federal no Ceará (MPF/CE) decidiu por tal medida ao concluir que não huouve benefícios aos candidatos. A informação foi divulgada na última quinta-feira (12), por meio de nota oficial.

O arquivamento realizado pela procuradora da República, Nilce Cunha Rodrigues, foi baseado na investigação instaurada, que considerou o relatório da perícia da Polícia Federal. De acordo com o MPF-CE, não foi possível identificar a responsabilidade pelo vazamento das informações, assim como não foi constatado nenhum benefício aos candidatos. 

Para a procuradora, somente a comprovação de um número significativo de candidatos beneficiados justificaria a anulação do Exame. O MPF não identificou nenhum esquema pré-organizado que fraudasse as provas para que concorrentes tivessem alguma vantagem.

Entenda o caso

Após o segundo dia de provas do Enem 2014, em 9 de novembro, o estudante Jomásio Barros postou um vídeo em que dizia ter recebido a foto do tema da Redação na manhã do teste. Ele registrou queixa na Superintendência da Polícia Federal do seu estado e entregou seu celular para perícia. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O Instituto Nacional de Estudos Educacionais Anísio Teixeira (Inep) negou o vazamento das informações e informou que investigaria a denúncia. A possibilidade de cancelamento do Enem foi descartada pelo presidente do órgão, Francisco Soares. A PF confirmou a veracidade da denúncia

Em 14 de novembro, a PF prendeu uma quadrilha da região Nordeste que fraudava o Enem e vestibulares de Medicina. A Operação Apollo prendeu duas pessoas no Ceará e outras duas na Paraíba, além de cumprir nove mandatos de busca e apreensão nesses estados e também no Piauí. Após investigações, ficou comprovado que os envolvidos não tinham relação com o vazamento da Redação. 

O Ministério Público pediu ao presidente do Inep esclarecimentos sobre a denúncia de vazamento e instaurou um procedimento de para apuração, sendo o documento enviado ao órgão responsável pelo Exame, parte integrante das investigações. A solicitação foi feita em 20 de novembro.

Por Lorraine Vilela
*com informações da Agência Brasil

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Enem Brasil Escola