Topo
pesquisar
Em 19/03/2015 09h31, atualizado em 19/03/2015 12h04

Consulta pública sobre o Enem digital tem mais de 36 mil sugestões

Notícias

Dados serão sistematizados em dois meses. Pesquisa foi feita entre 3 e 17 de março. Por Lorraine Vilela Campos
PUBLICIDADE

O Ministério da Educação (MEC) divulgou na noite da última quarta-feira, 18 de março, o balanço da consulta pública sobre a possibilidade da realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ser digital. Foram 36.582 sugestões recebidas. A sistematização dos dados coletados será feita nos próximos dois meses. 

Dê sua opinião: Você é a favor da prova do Enem ser aplicada pela internet?

Após a sistematização dos dados desta nova etapa, os principais pontos referentes à possível implementação do Enem digital serão divulgados para a sociedade. A pesquisa, realizada entre 3 e 17 de março, encerrou a participação popular com números abaixos da consulta pública anterior. Em sua primeira edição, foram recebidas 45.704 sugestões.

Entenda a consulta pública sobre o Enem digital

A pesquisa

A consulta pública foi aberta pelo então ministro da Educação, Cid Gomes, que pediu demissão na última quarta-feira, após se desentender com parlamentares. O objetivo da pesquisa é subsidiar mudanças no Enem para que haja a possibilidade de criar a sua versão digital, com base nas sugestões enviadas pela população. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A proposta do Enem online é de elaborar aproximadamente 8 mil questões para cada área de conhecimento, compondo assim o banco de questões digital, espaço no qual o estudante terá acesso ao conteúdo para estudar. O novo formato será baseado no agendamento online das provas. Para o MEC, os testes seriam exclusivos, compostos por uma combinação do arquivo digital, evitando as denúncias de vazamento

Mais informações no Portal do MEC.

Por Lorraine Vilela

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Enem Brasil Escola