Em 16/06/2016 17h00 , atualizado em 22/06/2016 10h38

Fies 2016/2 receberá inscrições entre 24 e 29 de junho

Notícias

Serão oferecidas 75 mil vagas para o segundo semestre deste ano. Por Lorraine Vilela Campos
PUBLICIDADE

As inscrições da segunda edição de 2016 do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) abrirá inscrições no dia 24 de junho. Os interessados poderão se inscrever até 29 seguinte. Serão oferecidas 75 mil vagas para o segundo semestre.

Inicialmente, as inscrições seriam abertas no dia 14 de junho, mas foram adiadas devido à troca de governo e ministro da Educação.

O edital será divulgado nesta sexta-feira (17). Os pré-selecionados serão conhecidos em 30 de junho. A conclusão das inscrições no SisFies será feita de 1º a 4 de julho. 

A adesão à lista de espera também será em 30 de junho. A convocação será será de 4 de julho a 10 de agosto. A informação foi divulgada na coletiva de imprensa do Ministério da Educação (MEC) na tarde desta quinta-feira, 16 de junho. 

Fies

Podem concorrer os candidatos que tenham participado de uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) desde 2010, cuja média das provas seja igual ou superior a 450 pontos e a nota da redação acima de zero.  

O Fies Seleção deixará disponível a nota de corte para cada graduação a partir do segundo dia de inscrições, o que possibilitará ao aluno que troque de opção de curso até o fim do prazo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Mudança

A mudança desta edição é a elevação da renda média mensal exigida. O valor do teto subiu de 2,5 salários mínimos para três salários mínimos. Esta foi uma das reivindicações do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular, cuja reunião foi realizada em abril deste ano

Distribuição de vagas

Em 27 de abril, o MEC havia anunciado alterações na oferta do Fies, ponto já discutido no Fórum da Entidades. No entanto, o novo ministro Mendonça Filho negou as mudanças na distribuição de vagas e confirmou a manutenção dos cursos prioritários. 

Permanecem como cursos prioritários Engenharias, Licenciaturas e Saúde. O ministério anterior havia determinado uma reconfiguração na porcentagem de vagas oferecidas pelas áreas prioritárias e nas demais graduações, levando em conta a baixa procura pela formação de professores e ociosidade de mais de 110 mil postos

A primeira edição de 2016 teve 70% da oferta para os chamados cursos prioritários. A proposta anterior tinha como objetivo o aumento de 45% para 50% de vagas disponíveis para a área de Saúde, assim como um crescimento de 35% para 40% das oportunidades de Engenharia. Para Licenciatura, Pedagogia e Normal Superior a redução seria de 10%.

Cronograma do Fies 2016/2/Divulgação MEC

 

 

 

 

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES