Topo
pesquisar
Em 23/08/2018 11h33, atualizado em 23/08/2018 11h44

Engenharia Biomédica

Guia de Profissões

Curso que forma engenheiros biomédicos traz em sua grade curricular disciplinas das ciências exatas e biológicas Por Rafael Batista
O Engenheiro Biomédico atua especialmente no desenvolvimento de mecanismos que ajudem no diagnóstico e tratamento de doenças.
O Engenheiro Biomédico atua especialmente no desenvolvimento de mecanismos que ajudem no diagnóstico e tratamento de doenças.
PUBLICIDADE

O curso de Engenharia Biomédica é uma graduação que integra ciências exatas e ciências biológicas, formando um profissional capaz de, a partir de uma visão interdisciplinar, atuar na melhora da qualidade do atendimento aos pacientes em diversas instâncias. O Engenheiro Biomédico atua para que a tecnologia seja aplicada em benefício da saúde.

A grande diferença do Engenheiro Biomédico para os profissionais da saúde é que ele não lida diretamente com os pacientes, mas com os mecanismos e programas que auxiliam no diagnóstico e tratamento de patologias. Esses profissionais podem projetar e desenvolver equipamentos de Medicina, Biomedicina e Odontologia.

Alguns estudantes têm dúvida sobre a diferença entre Engenharia Biomédica e Biomedicina. Basicamente, os biomédicos estudam os microrganismos causadores de doenças e contaminações, enquanto os engenheiros biomédicos desenvolvem as tecnologias necessárias para o exercício da Biomedicina. 

Perfil

É primordial que o candidato a essa carreira tenha gosto pelas duas principais áreas do conhecimento que estão envolvidas na formação: exatas e biológicas. Além disso, é necessário ter interesse por desenvolver a parte eletrônica e elétrica da engenharia.

Estar em contato com a área da saúde também ajuda o profissional que deseja ingressar nesta área. Apesar de não atuar diretamente com os pacientes, é por meio das doenças e necessidades de cada um que o Engenheiro Biomédico vai desenvolver seus projetos.

Curso

A grade curricular do curso de Engenharia Biomédica conta com as disciplinas que são básicas em todas as engenharias, tais como Cálculo, Física, Química, Mecânica, Elétrica e Eletrônica e laboratórios de todas essas áreas. Os conteúdos mais específicos ficam por conta de matérias como Anatomia, Fisiologia, Patologia e Instrumentação Biomédica, mais comuns nos cursos de Ciências Biológicas.

Outras disciplinas como Microeconomia e Teorias Administrativas tendem a oferecer uma formação um pouco mais específicas para o mercado de trabalho. A graduação em Engenharia Biomédica dura, em média, 10 períodos ou 5 anos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Mercado de trabalho

Esta é uma graduação recente no Brasil. Geralmente, quem atua nesta área são engenheiros de outros ramos, sobretudo eletrônica, que se especializam para desenvolver projetos nesse campo ou então médicos que se aventuram no ramo da física e também colaboram com novas tecnologias. Por isso, é uma área carente de profissionais graduados, com um vasto campo de atuação.

O Engenheiro Biomédico pode atuar em indústrias e empresas de comercialização, na prestação de serviços na área de equipamentos para a saúde ou diretamente dentro dos hospitais e unidades de saúde. Algumas das funções que podem ser desenvolvidas por este profissional:
 
- Engenharia Clínica ou Hospitalar: trabalhando dentro de hospitais, auxiliando nas atividades administrativas, como o planejamento de espaços para instalação de equipamentos, logística e acomodação de pacientes;

- Tecnologias assistidas: na criação de projetos que incluem próteses e órteses, auxiliando na reabilitação de pessoas com deficiência;

- Instrumentação biomédica: tem a função de desenvolver equipamentos biomédicos, como desfibrilador, equipamento de ultrassom, ventilador pulmonar etc.

- Robótica: desenvolve robôs e equipamentos que operam guiados a distância ou de próteses que funcionam digitalmente,

- Engenharia Tecidual: este é o ramo da Engenharia Biomédica que produz órgãos e células artificiais, que inclui impressões em 3D;

- Processamento de sinais: projeta equipamentos que captam os sinais do organismo humano, proporcionando uma interpretação que auxilia no diagnóstico de doenças;

- Ciências forenses: o Engenheiro Biomédico também atua em investigações criminais, desenvolvendo tecnologias que ajudam a recriar a cena de um crime ou a identificação de um corpo, por exemplo.

Faculdades de Engenharia Biomédica

Região Norte:
Pará: UFPA;

Região Nordeste:
Pernambuco: UFPE;
Rio Grande do Norte: UFRN;

Região Sudeste:
Minas Gerais: UFU, UFSJ, Inatel;
São Paulo: Unifesp, UFABC, Univap, PUCSP;

Região Sul:
Paraná: PUCPR;
Rio Grande do Sul: Unisinos, Unifra, Univates;
Santa Catarina: CatólicaSC

  • Relacionados
Medicina é uma profissão que oferece prestígio social e salário elevado
Guia de Profissões
Medicina
Os profissionais que ser formam em odontologia são os responsáveis pela promoção da saúde bucal.
Guia de Profissões
Odontologia
O curso forma biomédicos preparados para pesquisa e diferentes tipos de análises
Guia de Profissões
Biomedicina
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola