Topo
pesquisar
Em 25/04/2019 16h33, atualizado em 25/04/2019 16h37

O que você precisa saber sobre o seguro obrigatório para estudar no exterior

Estudar no Exterior

A maioria dos países exige alguma forma de plano de seguro-saúde para estudantes internacionais. Por Hotcourses Brasil
PUBLICIDADE

Ao planejar estudar no exterior, independente do motivo, você vai precisar providenciar um seguro-viagem – e não serve o seguro de saúde que você tem no Brasil. Tem de ser um específico para viagens internacionais. Eles são essenciais para ser atendido no exterior se você tiver qualquer tipo de emergência durante a viagem e, especialmente, para cobrir os gastos que, em alguns casos, ficam uma fortuna. 

Não é só pela segurança de viajar protegido – a grande maioria dos países exige alguma forma de plano de seguro-saúde para estudantes internacionais, o que significa que você precisará de um documento que comprove a aquisição do seu seguro no momento da sua passagem pela imigração e também da sua matrícula na universidade no exterior.

O seguro-saúde de viagens internacionais costuma incluir os seguintes itens:

  • Consultas médicas;
  • Hospitalização;
  • Evacuação médica de emergência;
  • Repatriação de restos mortais;
  • Prescrições médicas.

A maioria dos planos inclui assistência 24 horas, além de cobrir incidentes terroristas e reembolso de bagagens extraviadas, perdidas ou roubadas. Você tem de verificar sempre todas as regras e coberturas do plano antes de assinar qualquer contrato para certificar-se de estar bem protegido no exterior.

O próprio site da sua universidade estrangeira deve trazer todas as informações referentes ao seguro exigido pelo país; algumas, inclusive, oferecem diretamente planos de seguro ou sabem direcionar os estudantes a empresas de confiança.

Duração

O seguro-saúde deve abranger toda a duração dos seus estudos. Normalmente, um plano de seguro internacional pode ter desde poucos dias até dois anos de validade ou mais. Fique atento se o seu seguro expira antes do término dos seus estudos, porque você terá de renová-lo durante a sua estadia no exterior.

Destino de estudo

Quanto mais remoto o seu destino, maior a importância do seu seguro. Em vários países, como nos Estados Unidos, não há saúde pública. Todos os tratamentos médicos são pagos pelos cidadãos. Por isso, se você tiver que ser atendido por qualquer emergência em algum hospital no país, terá de arcar com os gastos. É aí que entra o seu seguro!

Analise a situação da saúde pública no seu destino de estudo para saber quais aspectos não podem faltar na cobertura do seu plano. Na Europa, por exemplo, será muito mais importante ter acesso à hospitalização e consultas médicas do que evacuação de emergência e ambulância aérea.

Nos Estados Unidos, você precisará de um plano particular para qualquer tipo e duração dos seus estudos. No Canadá, as leis relacionadas à saúde mudam de acordo com a província e território. As províncias que oferecem cuidado à saúde gratuito aos estudantes internacionais podem exigir um período de residência mínimo no país para ter acesso ao atendimento. De maneia geral, os planos não cobrem dentistas, quiropráticos, fisioterapeutas, entre outros serviços.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Mesmo nas províncias onde o estudante internacional tem acesso à saúde pública, as universidades aconselham a compra de um seguro-saúde particular. Em Ontário, por exemplo, todos os alunos estrangeiros precisam de University Health Insurance Plan (UHIP).

Já no Reino Unido, você não precisa de um seguro-saúde particular para estudar no país. Se tiver um visto de estudante, automaticamente tem acesso ao National Health Service (NHS), o serviço de saúde nacional do Reino Unido, um dos melhores sistemas de saúde do mundo. Durante a solicitação do seu visto de estudante, você paga uma taxa de £ 150 pelo acesso aos serviços de saúde, que inclui tratamentos médicos (cuidado emergencial ou hospitalar) e reduz o preço de atendimentos odontológicos.

Uma vez no país, o governo orienta os estudantes internacionais a se registrarem com o General Practitioner (GP) mais próximo, o médico geral que te atenderá durante toda a sua estadia sempre que precisar.

Na Austrália, como um estudante internacional, você deve obrigatoriamente comprar um Overseas Student Health Cover (OSHC) para a duração completa dos seus estudos. O OSHC cobre visitas ao médico, alguns tratamentos hospitalares, ambulância e medicamentos limitados. Mesmo com o OSHC, o governo australiano recomenda a compra de um plano particular para abranger o que não está incluso no seu seguro de estudante internacional.

Seguro-viagem de curta duração

O seguro-saúde para viagens, amplamente chamado de travel health insurance em inglês, é diferente de um seguro-saúde comum. Ele pode ser vendido por agências de turismo, de educação internacional e de intercâmbio, e cobrem especificamente a duração dos seus estudos no exterior, principalmente os de curta duração entre seis a 12 meses: High School, curso de idioma, curso de verão, intercâmbio universitário ou estágio de curta duração, entre outros.

Os benefícios da cobertura incluem cirurgias, ambulância, diagnóstico médico, tratamento ambulatorial e hospitalar, cuidados intensivos, raio-x e exames de laboratórios. 

Todos estes dados, como duração e cobertura, dependem do seu plano e da seguradora. O seguro-viagem de curta duração não costuma ser renovável.
 

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola