Whatsapp
Em 12/02/2016 12h27 , atualizado em 12/05/2016 16h47

Educação internacional na Austrália bate recorde em 2015

Estudar no Exterior

Os estudantes estrangeiros no país da Oceania movimentam quase 20 bilhões de dólares australianos Por Hotcourses Brasil
Opera House, na baía de Sydney
Opera House, na baía de Sydney
PUBLICIDADE

Os rendimentos públicos gerados por estudantes internacionais em instituições educacionais da Austrália cresceram mais de A$ 2 bilhões em 2015, tornando a educação internacional o terceiro maior produto de exportação do país, com uma contribuição de A$ 19,65 bilhões, de acordo com os números preliminares divulgados pelo Escritório Australiano de Estatísticas. Com o aumento, a educação internacional superou o gás natural como a terceira principal exportação da Austrália, atrás apenas do carvão e minério de ferro.

O crescimento de 11,5% nos gastos de estudantes internacionais, que incluem taxas de ensino, acomodação e custo de vida, foi estimulado pelo aumento de 13% de viagens relacionadas à educação em 2015 comparadas ao do ano anterior.

Segundo o Pie News, o ministro de Turismo e Educação Internacional da Austrália acredita que “estes dados confirmam a importância crescente da educação internacional no contexto da economia do século 21 da Austrália”. “[O setor] contribui excepcionalmente à sociedade, cultura, posição internacional e prosperidade econômica da Austrália, e oferece oportunidades para as pessoas conheçam diferentes países, línguas e culturas”, diz o ministro.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Mais de 650.000 estudantes internacionais estudaram na Austrália em 2015 – em 2014, foram 590.000, segundo o Departamento de Educação e Treinamento. O crescimento anual do rendimento é, no entanto, menor do que de 2013 para 2014, quando aumentou 14%.

Aumenta o interesse de brasileiros pela Austrália como destino de estudo

A ferramenta Insight Tools do Hotcourses, banco de dados de cursos e universidades no exterior, analisou mais de 23 milhões de usuários em seus sites internacionais durante o ano de 2015. Com base nos dados coletados sobre as pesquisas feitas por estudantes internacionais nos sites, foi identificado um aumento de 0,9% do aumento de interesse pela a Austrália entre os brasileiros em 2015, passando de 12,5% no primeiro semestre para 13,4% entre julho e dezembro. Estados Unidos continuam sendo os destinos de estudo mais procurados, no entanto, o Reino Unido, mesmo sendo o segundo na lista, teve uma queda de 2,5% entre os usuários do Brasil.

Artigos Relacionados
A partir de 2013 o visto de estudante poderá ser extendido, permitindo dois anos de trabalho no país.
Melbourne segue no topo da melhor cidade para se viver. País tem outras três cidades no top 10.
A Curtin University, na Austrália, está com processos seletivos abertos até novembro de 2018 para diferentes bolsas de estudo destinadas a candidatos latino-americanos interessados em cursar um programa de graduação na instituição.
Os resultados da Austrália e da China no Ranking Acadêmico de Universidades Mundiais melhoraram em relação a 2015
Estudantes estrangeiros podem se matricular nos vários cursos de qualificação educacional oferecidos pelo governo australiano.
O Estudar no Exterior explica quais os tipos de vistos para estudantes estrangeiros na Austrália. Veja qual se encaixa no seu objetivo de estudo.
Conheça o processo simplificado para obter o visto de estudante para a Austrália, o Streamlined Student Visa Processing.
A Austrália mudou os seus vistos de estudante. O processo foi simplificado com apenas duas subclasses.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES