Whatsapp
Em 20/10/2016 10h49

República Velha no Enem

Enem

Podem cair com frequência os temas sobre a República Velha no Enem. Isso porque esse período é um dos mais politicamente turbulentos da história do Brasil. Por Cláudio Fernandes
Quadro de Bento Calixto retratando a Proclamação da República
Quadro de Bento Calixto retratando a Proclamação da República
PUBLICIDADE

O período da República Velha abrange quarenta e um anos da história do Brasil, indo de 1889 a 1930. Por ser um período cheio de crises políticas e de consolidação de um novo sistema de organização, a república federativa, a República Velha pode ser bastante explorada em questões do Enem. Abaixo veremos os pontos que mais podem aparecer nas questões de Ciências Humanas e suas Tecnologias.

  • Temas da República Velha

O tema da Proclamação, em 15 de novembro de 1889, já é o primeiro a destacarmos. Isso porque, ao contrário de outros países da América do Sul, o Brasil não se tornou independente de um reino europeu (no caso, Portugal) por meio de guerras sangrentas em prol de uma ruptura total com a monarquia e adoção imediata do sistema republicano. Não, aqui a Independência ocorreu dentro da esfera monárquica e sem grandes conflitos. A ruptura com esse modelo político só aconteceu efetivamente em 1889. A comparação entre a adoção do modelo republicano no Brasil e a adoção em outros países da América do Sul pode ser explorada em questões do Enem.

O caráter autoritário dos dois primeiros presidentes, os militares Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto, é outro tema possível, já que a República foi instalada com um golpe militar, e esses dois primeiros governos foram uma espécie de extensão da articulação militar dentro da esfera política. A promulgação da Constituição de 1891, a primeira republicana, e a organização do país em estados autônomos também são importantes eventos desse período, pois, foi a partir disso que houve a formação das oligarquias regionais, do sistema da “política do café com leite”, do “coronelismo” etc.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Além disso, conflitos urbanos e rurais também marcaram a República Velha. Entre eles, destacam-se revoltas como a dos 18 do Forte de Copacabana, a da Vacina e a da Chibata, a Revolução Tenentista de 1924 e as guerras do Contestado e de Canudos. A questão que analisaremos no próximo tópico trata exatamente da Guerra de Canudos. Vejamos!

  • Questão sobre o episódio da Guerra de Canudos

A questão abaixo consta no caderno azul, número 1, do ENEM de 2015.

Questão 22 do ENEM de 2015
Questão 22 do ENEM de 2015

A questão, como podemos observar, traz dois trechos de obras sobre Canudos de autores que foram testemunhas do ocorrido: Euclides da Cunha e H.M. Soares. Ambos os trechos narram o fim do conflito e o clima de terror e aniquilação. O cabeçalho da questão exige que o candidato identifique a alternativa que explicite a representação que cada um dos autores quis dar ao conflito. Na primeira, de Euclides, há um destaque ao posicionamento firme dos últimos combatentes de Canudos; na segunda, Soares diz que chegava ao fim a “sanguinosa guerra” que havia sido mantida acesa pelo “banditismo e o fanatismo”. A alternativa correta é a Letra E, bravura e loucura, respectivamente.

Artigos Relacionados
Saiba um pouco das abordagens de História Contemporânea no Enem para realizar uma boa prova.
Fique atento às abordagens de História da África no Enem para conseguir fazer uma boa prova.
Veja algumas dicas acerca das abordagens sobre a Conquista da América no Enem!
Veja algumas dicas de História para o Enem.
Veja algumas dicas sobre a economia açucareira para o Enem e prepare-se para realizar uma ótima prova!
Clique aqui e veja algumas sugestões de estudo de História para o Enem.
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES