Topo
pesquisar
Em 09/10/2018 10h09, atualizado em 09/10/2018 10h09

Quando e como é elaborada a prova do Enem?

Enem

Os processos de elaboração, impressão e transporte das provas é cercado de medidas de segurança para evitar vazamentos de informações e fraudes. Por Lorraine Vilela Campos
A prova do Enem passa por diversas etapas até ficar pronta para a aplicação
A prova do Enem passa por diversas etapas até ficar pronta para a aplicação
PUBLICIDADE

Milhões de pessoas fazem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) todos os anos. Uma prova com tantos participantes e que serve como porta de entrada para o ensino superior em todo o país movimenta milhares de colaboradores e envolve diversas etapas até ficar pronta para a aplicação.

A elaboração da prova do Enem começa na criação de cada questão, os chamados itens. O Inep publica um edital de chamada pública, meses antes do exame, para selecionar os colaboradores que irão trabalhar na construção das perguntas. Selecionados os colaboradores, eles passam por uma capacitação com as equipes das quatro áreas de conhecimento do Enem.

=> Elaboração das questões do Enem

Os colaboradores elaboram questões conforme parâmetros determinados pelo Inep. Após a elaboração, um revisor-técnico revisa o que foi proposto e analisa se há necessidade de modificações. Na sequência, especialistas das áreas do conhecimento autorizam ou reprovam o conteúdo. 

=> Teste das questões

As questões do Enem que são autorizadas a compor o Banco Nacional de Itens (BNI) - questões que podem ser usadas em provas do Inep - vão para o pré-teste. Só ficam disponíveis para compor o Banco as questões que atenderem todos os parâmetros esperados pelo instituto. O restante é descartado pela organização.

Crédito da imagem: Inep


Estudantes do ensino médio respondem as perguntas dentro de um tempo determinado pelo Inep para que os itens sejam testados. A aplicação do pré-teste é sigilosa e, por isso, os alunos participam sem saber que estão sendo testados com um protótipo do Enem. 

O objetivo do teste é avaliar, na prática, a dificuldade de cada questão, o preparo dos estudantes e a probabilidade de acerto em caso de chute. A avaliação do desempenho é considerado pelo Inep para futuras provas aplicadas pelo instituto. 

Quem escolhe as questões do Enem?

Especialistas do Inep e professores dos ensinos básico e superior acessam o Banco Nacional de Itens (BNI) e selecionam as questões que serão utilizadas no Enem. A equipe leva em consideração a atualidade dos temas abordados, se as perguntas correspondem à matriz de habilidades do exame e se são contempladas as competências de cada área do conhecimento. 

Crédito da imagem: Inep

Geralmente, as questões consideradas fáceis correspondem 25% da prova; 50% são perguntas de nível médio e os demais 25% por itens difíceis. 

Como a prova do Enem é feita?

Após a escolha das questões, elas são arquivadas junto com os dados de locais de provas e vão para a gráfica. O material do exame tem que ser impresso já com a informação de sala de cada participante do Enem. Todo o conteúdo a ser impresso é finalizado por volta do mês de junho ou julho. Isso significa que fatos que acontecem depois de maio não são cobrados no Enem.

Um servidor do Inep leva o HD com as questões da prova e o tema da redação até a gráfica autorizada, enquanto outro funcionário se dirige ao local com a senha que abrirá o HD. Por questões de segurança, os integrantes da equipe do instituto embarcam em aviões diferentes, apesar de ser o mesmo trajeto.

As questões escolhidas e o tema da redação (assim como o texto de apoio) são diagramados por colaboradores do próprio Inep. As provas já são impressas com o nome e número de cada participante, além do local em que realizará o exame.

Como a prova do Enem é impressa?

A impressão da prova do Enem é uma etapa delicada e que requer muito sigilo para que não vaze nenhuma informação, como foi o caso da edição de 2009 que teve sua aplicação adiada por vazamento

Veja também: Fraudes no Enem

A gráfica se divide em duas alas e cada uma fica responsável por um dia do Enem, medida que tem como objetivo evitar que as provas se misturem. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os funcionários da gráfica são monitorados por câmeras de segurança e precisam usar camisetas de cores diferentes, as quais são escolhidas de acordo com a função de cada equipe. Apenas os colaboradores de maior confiança têm acesso à chamada rotativa, ou seja, parte onde o material é impresso. Se outros funcionários entrarem na parte da impressão, um alarme é disparado. 

Crédito da imagem: Inep


Após impressas, as provas são lacradas em pacotes separados por sala e local de aplicação do Enem. A etapa seguinte é o armazenamento em malotes com lacres físicos e eletrônicos, os quais trazem as informações de horário em que foram fechados nas gráficas.

Como a prova é transportada e armazenada?

Como as provas do Enem ficam prontas e lacradas no início do segundo semestre, elas são armazenadas em um batalhão do Exército. Os malotes são enviados ao local já em conteiners desmontáveis, os quais são separados por cidade de aplicação do exame.

Em setembro, é dada a autorização para que as provas sejam levadas aos seus respectivos estados. Os malotes são transportados com a escolta das polícias militar ou rodoviária, seguindo para os batalhões do Exército de cada capital. Até a aplicação do Enem, as provas ficam guardadas em um local seguro e sob a vigilância do Exército.

Crédito da imagem: Inep

Quando as provas do Enem são abertas?

As provas chegam aos locais de aplicação do Enem na manhã do exame. No entanto, os malotes só podem ser abertos às 13h (horário oficial de Brasília), após o fechamento dos portões. 

A abertura do malote é feita na presença de um certificador da Rede Nacional de Certificadores, um servidor federal ou professor da rede estadual ou municipal que trabalhe na aplicação do exame, e mais dois estudantes que farão o Enem. 

Aberto o malote, as provas permanecem nos sacos plásticos lacrados até 13h30 (horário de Brasília). Os pacotes são abertos no momento do início do exame, na presença de todos os participantes.

Como as provas do Enem vão para a correção?

Todo o material do Enem é recolhido e levado para as centrais do consórcio responsável pela correção do exame. Este processo é feito em veículos rastreados por satélite. 

As equipes separam e digitalizam o cartão-resposta e folha de redação. O cartão passa pelo leitor óptico e é feita a correção das questões objetivas, enquanto a redação é corrigida por duas pessoas diferentes e, em caso de discordância, há um terceiro corretor. 

Saiba como é corrigida a redação do Enem

Como o resultado do Enem é divulgado?

Com todas as notas computadas, o Inep fica com o material e o prepara para a divulgação do resultado. O boletim de desempenho é disponibilizado em janeiro para os concluintes do ensino médio e para quem já concluiu, enquanto os estudantes de outras séries do ensino médio - conhecidos como treineiros - têm acesso à pontuação por volta de março.

Importância da segurança no Enem

Como você conferiu, todas as etapas do Enem contam com fiscalização e rígidos padrões de segurança. O objetivo das medidas é prevenir possíveis fraudes no exame, já que a prova tem a participação de milhões de pessoas e se tornou a principal porta de entrada para o ensino superior público.

Além das medidas de segurança adotadas na elaboração, confecção e transporte da prova, o Inep tem mecanismos para evitar fraudes durante a aplicação das provas: uso de detectores de metais e sinais de wi-fi e rádio; coleta de assinatura e de impressão digital, abertura das embalagens das provas no momento do exame e na presença dos estudantes.

Crédito da imagem: Inep

 

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Enem Brasil Escola