Topo
pesquisar
Em 01/10/2018 09h21, atualizado em 01/10/2018 09h43

Enem 2018: divulgada cartilha com orientações para a redação

Notícias

Item que zerava redações com desrespeito aos direitos humanos foi retirado do manual. Provas serão dias 4 e 11 de novembro. Por Adriano Lesme
PUBLICIDADE

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disponibilizou a Cartilha do Participante - Redação no Enem 2018. O material contém as instruções para a prova de redação, as competências avaliadas e exemplos de redações nota máxima no Enem 2017.

Baixe a Cartilha de Redação do Enem 2018

Veja: 10 temas para a redação do Enem 2018

Pela primeira vez, a cartilha foi divulgada também em vídeo em Língua Brasileiras de Sinais (Libras), para surdos e deficientes auditivos. A versão adaptada pode ser assistida no vídeo abaixo.

Segundo o Inep, o objetivo do Manual de Redação do Enem é “tornar o mais transparente possível a metodologia de avaliação da redação, bem como o que se espera do participante em cada uma das competências avaliadas”. 

Redação no Enem

O Enem cobra dos participantes uma redação dissertativo-argumentativo sobre um tema cultural, social científico ou político em relação ao Brasil. É preciso apresentar uma proposta de intervenção social para o problema apresentado e defendê-la com argumentos consistentes, estruturados com coerência e coesão. 

A redação do Enem passa por dois corretores, que avaliam as seguintes competências:

Competência 1

- Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa.

Competência 2

- Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Competência 3

- Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Competência 4

- Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Competência 5

- Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Cada competência recebe uma nota de 0 a 200. Caso haja uma divergência superior a 80 pontos em uma competência ou superior a 100 na nota final, a redação é corrigida por um terceiro corretor. Persistindo a divergência, o texto é avaliado por uma banca presencial formada por três professores.

Entenda: como funciona a correção da redação do Enem

Direitos Humanos

O item que zerava as redações do Enem que desrespeitassem os direitos humanos foi retirado da cartilha. No ano passado, a Justiça Federal determinou a retirada do item, atendendo uma ação da Associação Escola Sem Partido. Na época, o relator do processo, desembargador federal Carlos Moreira Alves, justificou a decisão como “garantia ao direito constitucional de liberdade de manifestação de pensamento e opinião”.

Confira: como não ferir os direitos humanos na redação do Enem

Apesar de a redação do Enem não poder mais ser zerada por desrespeitos aos direitos humanos, o participante ainda perderá pontos por cometer tal prática. A competência 5 exige que os estudantes elaborem uma proposta de intervenção para o problema abordado que respeite os direitos humanos.

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Enem Brasil Escola