Em 21/02/2020 15h36 , atualizado em 28/04/2020 14h33

Como o coronavírus pode ser cobrado em vestibulares e Enem

Atualidades

O tema coronavírus pode ser cobrado em vestibulares e Enem, portanto, é fundamental entender o que esse vírus tem causado e compreender alguns assuntos a ele relacionados. Por Vanessa Sardinha dos Santos
O novo coronavírus foi identificado pela primeira vez na China.
O novo coronavírus foi identificado pela primeira vez na China.
PUBLICIDADE

O novo coronavírus e a infecção conhecida como COVID-19 ou Sars-Cov-2 foram, sem dúvidas, alguns dos assuntos mais comentados no início de 2020. Responsável por levar mais de 215 mil pessoas à morte, até o dia 28 de abril, a doença causou pânico na China e em todo o mundo. Devido à relevância do tema, uma das apostas para vestibulares e Enem é a cobrança de questões que envolvam assuntos relacionados aos vírus e às epidemias. 

Leia também: Por que devemos vacinar todos os anos contra a gripe?

O que é o coronavírus?

Antes de entendermos como o novo coronavírus pode ser abordado em vestibulares e no Enem, é fundamental compreendermos algumas características dos vírus que fazem parte desse grupo. Os coronavírus, na realidade, são vírus conhecidos há muito tempo pelo homem e constituem uma família responsável por infecções que afetam nosso sistema respiratório.

Alguns tipos de coronavírus são responsáveis por desencadear o resfriado comum, entretanto, outros tipos podem causar doenças mais graves, como é o caso do SARS-COV, responsável por desencadear a Síndrome Respiratória Aguda Grave, e o MERS-COV, que desencadeia a Síndrome Respiratória do Oriente Médio.

O mais recente coronavírus descoberto é responsável por desencadear uma infecção que ficou conhecida como COVID-19. Os primeiros casos dessa doença foram observados na China ainda no final de 2019 e, em 31 de dezembro desse mesmo ano, a Organização Mundial de Saúde foi informada sobre a doença, até aquele momento, sem causa conhecida. O novo tipo de coronavírus foi identificado no dia 07 de janeiro de 2020.

O novo coronavírus é responsável por provocar sintomas, como febre, tosse e dificuldade respiratória, sintomas que se assemelham a uma gripe. Como não há um tratamento específico para doença, os medicamentos utilizados visam apenas a combater os sintomas e a evitar o agravamento do quadro. A recomendação para o paciente é repousar e beber bastante água. Para saber mais informações sobre esse vírus e a infecção por ele provocada, acesse coronavírus.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O primeiro caso de coronavírus Sars-Cov-2 no Brasil foi registrado no final de fevereiro e a primeira morte ocorreu no dia 17 de março. Vale relembrar que o governo providenciou o retorno para o Brasil de 58 pessoas que estavam na China e que não podiam retornar ao nosso país devido à quarentena estabelecida na cidade de Wuhan, epicentro do surto pelo novo coronavírus. Essas pessoas foram colocadas em quarentena na Base Aérea de Anápolis, em Goiás, mas os testes deram negativos.

Veja também: 10 principais causas de morte no mundo

Como o coronavírus pode ser cobrado em vestibulares e Enem?

Como vimos ao longo do texto, o novo coronavírus é um vírus responsável por desencadear uma infecção respiratória. Ele faz parte de uma família de vírus já conhecida e que no passado causou epidemias graves, como a SARS, entre 2002 e 2003, que foi responsável por desencadear a morte de cerca de 800 pessoas. Diante disso, vários temas podem ser abordados, como:

  • Vírus: A COVID-19 pode ser utilizada para contextualizar questões a respeito dos vírus. Sendo assim, compreender a estrutura básica dos vírus e como eles se reproduzem pode ser um diferencial na hora da prova.
  • Epidemia: Compreender o que é uma epidemia também é importante, bem como se informar a respeito de algumas epidemias recentes e saber diferenciar uma epidemia de uma pandemia e um surto. No começo de março, a Organização Mundial de Saúde classificou o novo coronavírus como uma pandemia, após o aumento de casos na Europa, principalmente na Itália.
  • Doenças e prevenção: O novo coronavírus pode ser usado também para contextualizar questões sobre doenças virais e suas formas de prevenção. Como sabemos, a COVID-19 é transmitida de uma pessoa para outra, sendo recomendado, portanto, para prevenção da doença evitar o contato com o doente, lavar sempre as mãos e não tocar em áreas como olho, nariz e boca com as mãos sujas. No caso dos profissionais da saúde, é fundamental o uso de equipamentos de proteção individual, máscaras, luvas e óculos de proteção.

Sendo assim, é fundamental destacar a importância de sempre estar atento às notícias do Brasil e do mundo e lembrar-se sempre de relacionar com o conteúdo ministrado em sala de aula. A contextualização é uma característica marcante em várias provas de vestibulares e Enem.

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES