Whatsapp
Em 30/09/2021 11h54 , atualizado em 30/09/2021 13h22

Como as crises energética e hídrica podem cair no Enem e vestibulares?

Atualidades

Temas atuais influenciam diretamente a vida da população e têm impacto no meio ambiente. Por Lorraine Vilela Campos
Brasil tem risco de apagão por causa de crise energética
Brasil tem risco de apagão por causa de crise energética
Crédito da Imagem: shutterstock
PUBLICIDADE

crise energética no Brasil está diretamente relacionada à crise hídrica, já que 93% da energia produzida no país é originária de usinas hidrelétricas. Com os reservatórios cada vez mais vazios, chegando ao pior desempenho em 91 anos, os riscos de apagões preocupam a população. 

Veja também: Crise Energética no Brasil

Por serem assuntos que impactam diretamente a vida do brasileiro, as crises hídrica e energética podem cair no Enem e em vestibular em questões sobre Geografia, Química, Biologia, Atualidades e até como temas de redação.

Mas afinal, o que é a crise hídrica? 

A crise hídrica é quando falta água para abastecimento humano. É comum relacionar o baixo volume dos reservatórios à ausência de chuvas, mas outros fatores também têm grande impacto:

  • Uso excessivo de água na agropecuária
  • Má gestão dos recursos hídricos
  • Falta de planejamento por parte dos governos
  • Queimadas e incêndios
  • Desmatamento
  • Fenômenos climáticos

E o que é a crise energética?

Em 2021, o Brasil está à beira de uma nova crise energética, ou seja, há uma sobrecarga no sistema elétrico do país que pode levar à falta do fornecimento de energia, já que a demanda está maior do que a oferta.

Diferentemente de muitos países, o Brasil aproveitou a sua riqueza hidrográfica (rios, lagos e mananciais) para gerar energia elétrica de forma mais limpa (em relação às usinas nucleares, por exemplo) e com menor custo e, por isso, é altamente dependente das hidrelétricas

No entanto, a escassez de água prolongada tem colocado em risco a produção de energia em território brasileiro. Faltam recursos hídricos, mas o consumo de energia elétrica na vida contemporânea é cada vez mais constante, o que gera um desequilíbrio se não houver capacidade de gestão.

De acordo com Axé Silva, professor de Geografia e Dinâmicas Sociais da Atualidade do Curso Pré-Vestibular Oficina do Estudante, a natureza não é a única culpada pela crise hídrica e energética no país. "Faltou planejamento para se antecipar a eventuais problemas que estõa por vir", afirma o professor.

"Por exemplo, as campanhas de conscientização sobre o uso racional da água são implantadas em caráter de urgência, porém se elas fossem estabelecidas há 5 ou 10 anos, gerariam um ciclo virtuoso relacionado à educação ambiental, uma economia mensal para os habitantes da cidade e o maior acúmulo de água nos reservatórios."

Um outro fator que pode ter impactado também no uso energético excessivo foi a extinção do Horário de Verão, em 2019, por parte do Governo Federal. Sem o maior aproveitamento da luz no horário de pico com o adiamento dos relógios, existe sobrecarga no sistema pela alta demanda das 18h às 21h.

Em 2001, o país enfrentou sua maior crise energética, resultando em apagões nacionais. O receio é de que a situação se repita, mesmo que em menor escala. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que tem sido feito?

Com os níveis dos reservatórios mais baixos e a geração de energia comprometida nas hidrelétricas, o governo optou por acionar as usinas termelétricas, fonte de energia mais cara para o consumidor (já que há um adicional nas contas de luz) e para o meio-ambiente (por ser mais poluente). 

Como forma emergencial de economizar energia, o governo federal também adotou uma campanha para que o usuário que gaste menos tenha descontos na conta de luz

Sobre a crise hídrica, permanecem as campanhas em época de seca voltadas ao consumidor comum, ou seja, a população em geral, em que existe o apelo para fechar torneiras, não lavar calçadas com mangueiras, evitar o desperdício, diminuir o tempo do banho etc. 

Leia também: Dicas para a economia de energia elétrica

No entanto, as campanhas de conscientização ou possíveis planos de contenção parecem não envolver diretamente os maiores consumidores de água: os grande produtores da agropecuária

Como as crises aparecem no Enem e vestibulares?

As crises hídrica e energética podem aparecer de diferentes formas nas provas, por isso, é importante conhecer os conceitos de cada uma, saber a forma como elas se relacionam e quais os impactos para a população e para o meio ambiente.

O Enem, por exemplo, pode trazer o tema da redação sobre o cenário de crise hídrico/energético, apresentando dados em seu material de apoio e pedindo ao estudante que tenha uma proposta de intervenção voltada para a solução do problema. 

Confira: Exercícios sobre escassez de água no Brasil

É possível encontrar questões sobre os principais tipos de produção energética (hidrelétrica, térmica e eólica), como funciona, seu impacto etc. Em Física, por exemplo, é comum abordar qual tipo de força está presente no processo da hidrelétrica para geração de energia. 

Veja também: Exercícios de Geografia sobre hidrelétricas

Em Geografia ou Ciências Humanas, os fenômenos como o La Niña podem cair, já que ele derruba o índice de chuvas nas regiões em que estão as usinas de Furnas, Itaipu e Cantareira.

Quer uma dica? Confira as provas anteriores dos vestibulares e do Enem e responda as questões como testes! Conhecer as particularidades de cada avaliação deixa o estudante mais preparado para o grande dia!

*Com informações de Axé Silva, professor de Geografia e Dinâmicas Sociais da Atualidade, do Curso Pré-Vestibular Oficina do Estudante de Campinas (SP).

Artigos Relacionados
Saiba o que aconteceu de importante no mês de setembro. Entre os destaques, as manifestações realizadas no país em 7 de setembro.
Saiba mais sobre a realidade do país Haiti contextualizando os estudos com possíveis temas que podem estar nas provas dos vestibulares e Enem.
Parte da região Sul da Europa sofre grande onda de calor nos últimos dias. Como consequência, alguns países têm vivenciado incêndios florestais
Entenda o que é o Marco Temporal para Demarcação de Terras Indígenas, quem são os lados envolvidos na disputa, os argumentos contra e a favor.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES