Whatsapp
Em 03/12/2007 01h32 , atualizado em 16/04/2021 09h15

Engenharia de Computação

Guia de Profissões

Curso prepara profissionais para desenvolvimento de hardware e software Por Lorraine Vilela Campos
Engenheiros de computação desenvolvem hardwares para diversos setores
Engenheiros de computação desenvolvem hardwares para diversos setores
Crédito da Imagem: shutterstock
PUBLICIDADE

A Engenharia de Computação é o ramo das engenharias que forma profissionais habilitados para o desenvolvimento de hardware e software. O engenheiro de computação desenvolve programas, circuitos eletrônicos, computadores e seus acessórios, além de gerenciar redes e sistemas.

Algumas características buscadas no profissional de Engenharia de Computação se desenvolvem durante o curso e até mesmo no mercado de trabalho, mas é comum que algumas delas sejam identificadas ao escolher a graduação, confira:

Gostar de trabalhar com números: por ser um curso que contempla física, matemática e computação, haverá muito trabalho com números. É preciso se identificar com a área para um melhor desempenho. 

Se interessar por tecnologia: é fundamental ter interesse por tecnologia, afinal, será o ramo do curso. Não precisa ser um gênio na área, mas é importante gostar pelo menos um pouco do universo digital.

Não ter preguiça de estudar: estamos falando de estudar para a vida toda! A tecnologia está sempre em evolução, o que cobra do profissional o estudo e atualização para não ficar fora dos acontecimentos e novidades. 

Saber trabalhar em equipe: é necessário saber trabalhar em equipe. O trabalho conjunto estará presente tanto na faculdade quanto no próprio dia a dia do profissional.

Veja também: Qual engenharia é a minha cara?

O curso

O curso de Engenharia de Computação é um bacharelado com duração mínima de cinco anos, divididos em dez semestres/períodos. A graduação é mais comum no formato presencial, mas é possível encontrar opções reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC) no ensino a distância (EaD). 

A Engenharia de Computação vai além do caráter técnico da profissão, preparando o estudante também do ponto de vista social, cultural e humanista para o mercado de trabalho. Mesmo com ênfase em exatas e tecnologia, o aluno passará por conteúdos fundamentais de cursos como Direito, Administração e Economia, o que resultará em uma formação ampla e interdisciplinar. 

Engenharia de Computação é um curso com base em Matemática, Física, Computação e Eletrônica. Em geral, a grade curricular se divide em disciplinas comuns aos cursos de engenharia e matérias específicas da computação.
 
A forma como a matriz curricular é dividida muda conforme a instituição. Existem universidades que desde os primeiros semestres já oferecem disciplinas específicas, enquanto outras optam por oferecer uma formação comum a todos os cursos de engenharia nos primeiros períodos e, depois, especificam para a modalidade escolhida pelo aluno. 

No Instituto de Tecnologia da Aeronáutica (ITA), referência em Engenharia no Brasil, os estudantes fazem o chamado Curso Fundamental nos dois primeiros anos da graduação, ciclo composto pelas áreas de Matemática, Física, Química, Computação e Humanidades. A partir do terceiro ano os alunos fazem o Curso Profissional. 

Disciplinas

  • Eletrônica Básica
  • Eletrônica Digital 
  • Organização do Hardware de Sistemas Computacionais
  • Arquitetura de Computadores
  • Matemática para Ciência da Computação
  • Software de Sistemas Computacionais
  • Tecnologia de Programação
  • Inteligência Artificial
  • Engenharia de Software 
  • Aplicações da Ciência da Computação
  • Sistemas Digitais Programáveis
  • Sistemas de Controle
  • Circuitos Digitais
  • Sistemas Operacionais
  • Processamento Distribuído
  • Técnicas de Bancos de Dados
  • Teoria de Redes

Estágio

O curso de Engenharia de Computação tem estágio obrigatório no último ano. O estudante tem a supervisão de um profissional da área e conta com um professor orientador na disciplina de estágio. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O estágio é a oportunidade de colocar em prática o conhecimento adquirido em sala de aula, conhecer o mercado de trabalho e fazer contatos profissionais. Relatórios são passados para o professor da disciplina ao longo do semestre e um projeto com propostas de melhorias e/ou produtos e serviços é apresentado como conclusão da matéria. 

Mercado de Trabalho

O engenheiro de computação pode trabalhar em locais como empresas de tecnologia, órgãos públicos, indústrias (telecomunicações, automobilística, farmacêutica), bancos, empresas de comércio eletrônico, institutos de pesquisa e universidades. 

São amplas as possibilidades de atuação do engenheiro de computação, mas algumas áreas demandam mais a presença deste profissional. Veja!

Desenvolvimento de Programas

O engenheiro de computação é um profissional apto para desenvolver softwares, sistemas operacionais, aplicativos, jogos e plataformas digitais. A demanda por serviços on-line tem aquecido o mercado nesse ramo. 

Construção de Hardware

A Engenharia de Computação prepara o profissional para a projeção e construção de hardware, ou seja, a parte física do computador e seus periféricos (mouse, monitor, teclado). Cabe ao engenheiro o desenvolvimento de placas que liguem os equipamentos aos acessórios e também a parte do circuito eletrônico. 

Gerenciamento de Redes e Sistemas

A área de tecnologia é fundamental em qualquer setor atualmente. É comum haver sistemas internos nas empresas para que os processos possam funcionar de maneira otimizada e segura. 

O engenheiro de computação pode gerenciar redes de computadores e sistemas para diferentes ramos de atuação, seja colocando diretamente a mão na massa ou liderando equipes. 

Automação

O engenheiro de computação pode trabalhar no ramo de automação industrial e robótica construindo robôs e sistemas digitais para fábricas, indústrias e montadoras. 

Suporte

É comum a figura do engenheiro de computação em equipes de suporte de informática. A equipe pode estar presente nas próprias empresas ou indústrias, como departamento, ser terceirizada ou vir de uma assessoria/consultoria externa. 

Com conhecimentos em hardware e software, o profissional da engenharia acaba ocupando diferentes funções dentro das equipes de suporte. 

Quanto ganha um engenheiro de computação?

De acordo com o a Agência Catho, a média salarial das vagas oferecidas para o engenheiro de computação é de R$ 4.006. O valor do salário pode mudar de acordo com a região do país, o nível de experiência, a carga horária e outros fatores.


Instituições de Ensino

Região Sudeste
Espírito Santo; UFES
Minas Gerais; Unifei; UFOP; Cefet-MG; PUC-Minas; UNA; UniUbe, IFMT;
Rio de Janeiro; IME; UFRJ; UERJ; UVA;
São Paulo; ITA; USP; Unicamp; UFSCar; PUC-Campinas; UNISAL; USF; UNISANTA; UNIFAE; UNITAU; UNIFEV; UNICEP; FACENS

Região Nordeste
Bahia: UFBA; Univasf; UEFS; UFRB (após terminar bacharelado em Ciências Exatas e Tecnológicas)
Ceará: UFC; IFCE; UNIFOR
Maranhão: UEMA
Paraíba: UFPB
Pernambuco; UFPE; UPE
Rio Grande do Norte; UFRN; UnP
Sergipe: UFS

Alagoas: UFAL

Região Norte
Amazonas: UFAM; UEA
Pará: Unifesspa

Região Centro-Oeste
Distrito Federal; UnB; IESB
Goiás; UFG; PUC-Goiás; Alfa; Anhanguera
Mato Grosso do Sul: UFMS; UCDB

Região Sul
Paraná; UTFPR; PUCPR; UEPG; UTP
Rio Grande do Sul; UFRGS; FURG; Unipampa; UFSM; PUCRS; UP; UFPel; Unisinos; FTECBrasil
Santa Catarina: IST; UNOESC

Assista às nossas videoaulas
Artigos Relacionados
A Faculdade de Tecnologia Termomecanica (FTT), em São Bernardo do Campo (SP), encerra neste domingo, 22 de outubro, as inscrições para o Vestibular 2018/1.
Conheça a graduação em Ciência da Computação e saiba mais sobre as atribuições destes profissionais, mercado de trabalho e salários.
O Técnico em Desenvolvedor Mobile é o profissional apto para a elaboração e adaptação de Websites para dispositivos móveis. Saiba mais sobre essa profissão!
A Faculdade de Tecnologia Termomecanica (FTT), em São Bernardo do Campo (SP) inscreve até o dia 22 de outubro para o Vestibular 2018/1.
Engenheiro de Software deve ser capaz de desenvolver sistemas de software, aplicando tecnologias e práticas de ciência da computação e outras disciplinas.
Univesp informou que prorrogou até a próxima segunda-feira, 8 de janeiro, as inscrições para o Vestibular 2018/1.
Serão aplicadas neste domingo, 26 de junho, as provas do Vestibular do 2º semestre de 2016 da Univesp. Elas acontecem das 9h às 13h.
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES