Whatsapp
Em 11/07/2022 10h57 , atualizado em 11/07/2022 11h50

Inteligência Artificial

Guia de Profissões

A Inteligência Artificial é uma tecnologia que permite que sistemas simulem a inteligência humana, aprendendo e se adaptando de forma autônoma. Por Miguel Souza
homem jogando xadrez com um robô
Na Inteligência Artificial, máquinas e sistemas simulam a inteligência humana
PUBLICIDADE

Há duas décadas, falar de inteligência artificial soava como ficção científica, algo que veríamos em algum filme de Hollywood retratando um futuro utópico de Steven Spielberg. 

Hoje, falar de inteligência artificial é falar de nosso cotidiano. A tecnologia que antes ocupava apenas um lugar no imaginário, agora está em todos os lugares: ocupa mãos, seja em smartphones ou tablets, casas, escritórios, fiscalização de trânsito e até nos ajuda a escolher o que ouvir e assistir, em plataformas de streaming como Spotify e Netflix.

O que é Inteligência Artificial?

A Inteligência Artificial, também conhecida como IA, é uma tecnologia que permite que sistemas simulem a inteligência humana. Desta forma, ela aprende e se adapta na medida que desenvolve tarefas, podendo ter autonomia para tomar decisões baseadas nos padrões encontrados. 

A inteligência artificial opera a partir da associação entre algoritmos e dados, um grande volume deles. Esta união possibilita a leitura e interpretação de padrões. A partir disso, a IA consegue realizar seu processo de aprendizado de forma autônoma, sem a intervenção humana. Essa característica se denomina machine learning. 

E é justamente esta capacidade de adaptação e aprendizado que possibilita que a tecnologia seja utilizada nas mais diferentes áreas profissionais. O que antes era um sonho, agora se torna uma profissão! 

O cientista de dados (nome dado ao profissional que trabalha com IA) possui uma grande gama de áreas de atuação a sua escolha e especialização. O profissional pode atuar em instituições financeiras, empresas de telecomunicação e entretenimento, empresas de tecnologia de informação, centros de pesquisa, hospitais, indústria automobilística, órgãos governamentais e empresas de segurança cibernética.

Curso

Apesar do exponente crescimento da área nos últimos anos, o curso de Ciência de Dados e Inteligência Artificial ainda é relativamente novo no Brasil. A graduação tem duração de quatro anos e é oferecida como um bacharelado em instituições públicas e privadas no país.

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) foi a primeira instituição pública do país a oferecer a graduação em Ciência de Dados e Inteligência Artificial. O curso é oferecido desde 2020, tendo o Enem a única forma de ingresso. 

O curso da UFPB tem como finalidade formar profissionais que elaborem ferramentas computacionais e modelos de aprendizagem de máquinas para analisar grandes conjuntos de dados. O objetivo da formação é criar mão de obra qualificada na área.

Já a Universidade Federal de Goiás (UFG) foi a primeira universidade pública brasileira a oferecer o curso de Inteligência Artificial, também em 2020. 

A graduação da UFG possui currículo estruturado com conteúdos amplos e específicos na área. O curso é voltado para soluções empresariais ou de negócios. Sendo assim, os formados em Inteligência Artificial pela UFG poderão liderar o desenvolvimento de soluções e produtos avançados no mercado de trabalho, tendo como base conceitos como machine learning e empreendedorismo.

A Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) também oferece a formação em Ciência de Dados e Inteligência Artificial, com destaque na formação em Humanistic AI, uma abordagem de engenharia de sistemas inteligentes que observa a política e diretrizes éticas de diversas áreas.

O curso é ideal para profissionais com perfis analíticos e estrategistas, que se interessem por áreas da matemática, engenharias e tecnologia de informação, que são conhecimentos estudados durante a formação.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Público-alvo

O curso de Inteligência Artificial é voltado para pessoas que gostam de tecnologia e resolução de problemas. Jovens com aptidão para computadores, smartphones e outros produtos eletrônicos têm boas chances de se dar bem nessa profissão.

Disciplinas

Durante o curso de graduação, os alunos desenvolvem uma base de conhecimento em computação, programação, cálculo e empreendedorismo. Veja alguns exemplos de disciplinas:

  • Introdução à Computação

  • Teorias da Computação

  • Programação Estruturada

  • Algoritmos

  • Álgebra Linear Computacional

  • Pesquisa Operacional

  • Mineração de dados

  • Cálculo

  • Arquitetura de computadores

  • Engenharia de Software

  • Banco de Dados 

  • Inteligência Computacional

  • Big Data

  • Análise e Projeto de Algoritmos

  • Probabilidade e Estatística

  • Empreendedorismo

  • Redes de Computadores

  • Processamento de áudio e voz

  • Robótica

  • Internet das coisas

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho para profissionais da Inteligência Artificial é vasto, com oferta de emprego em várias áreas de atuação. Quanto mais digital e tecnológica for a área, maior é a demanda por esses profissionais.

A nível internacional, o mercado de softwares de inteligência artificial atingiu um faturamento de 51,5 bilhões de dólares em 2021 e vem crescendo, segundo relatório da 
consultoria Gartner. As categorias que mais contribuem para esse crescimento são assistentes virtuais, crowdsourcing de dados (empresas que funcionam com dados de terceiros – como Wikipedia e Waze, por exemplo), espaços de trabalhos digitais, gestão de conhecimento e veículos autônomos.

No Brasil, pesquisa feita pela IDC Consultoria em 2021 mostrou que 25% das empresas brasileiras têm projetos baseados em machine learning. Com a chegada do 5G, esse número deve aumentar.

Veja algumas áreas de atuação do cientista de dados e profissional de inteligência artificial.

Áreas de atuação

Comunicação digital 

Na comunicação digital, a inteligência artificial e seus algoritmos estão em todo lugar. Eles influenciam todas as entregas e o alcance dos conteúdos orgânicos e patrocinados que chegam até nós por meio das redes sociais, por exemplo. 

Apesar do teor alarmante, a verdade é que estamos em constante observação na internet. Sites, páginas, vídeos e até pequenas coisas como memes são observadas de modo a reconhecer nossos hábitos na web.

Uma das consequências disso são resultados assertivos em nossas buscas, comportamentos e interesses. A forma como interagimos não apenas nas redes sociais, mas em sites de busca e portais, não é aleatória, ela é baseada em nossos padrões online.

No jornalismo digital, a inteligência artificial vem sendo usada para a produção automatizada de notícias que trazem dados estatísticos, econômicos e climáticos, como pesquisas eleitorais, cotação de moedas e previsão do tempo.

E-commerce

O uso de IA em e-commerce pode ser implementado para a melhoria dos resultados da loja, como também para melhoraria da experiência de compra dos clientes. E o uso aqui pode ser diverso, de acordo com a necessidade de cada loja virtual.

A IA pode ser implementada como chatbots (atendimento por robôs), busca inteligente de produto, sistema de recomendação, mecanismo contra o abandono de carrinho de compras virtual, entre outros. 

Indústria automobilística

Softwares de IA vem se tornado frequentes em diferentes mercados da indústria, e um de seus segmentos mais utilizados é o automobilístico.

Fabricantes de carros já utilizam o processamento avançado de IA para lançar veículos semiautônomos e totalmente robóticos. Nestes casos, é utilizado o reconhecimento de imagem de câmeras e sensores para ensinar ao software como se locomover em uma estrada. 

Medicina

Talvez a utilização da IA na Medicina pareça o tópico mais próximo dos filmes de inteligência artificial de toda a lista, mas ela está longe de ser ficção ou de representar um risco para humanos. 

Isso por que as aplicações da Inteligência Artificial na Medicina fornecem automatização e apoio aos médicos e toda a área da saúde. Ela pode ser utilizada como reforço de diagnóstico, analisando e comparando diagnósticos de forma mais efetiva.

Outro auxílio é no alívio da carga de trabalho de profissionais da saúde, por meio dos exames que podem ser realizados com maior precisão e rapidez com a IA. Os exemplos são diversos, desde exames laboratoriais, tomografias e radiografias.

Alertas e notificações também podem ser implementados. Desta forma, a IA alertaria os médicos, em tempo real, sobre qualquer alteração no quadro de seus pacientes. 

Seguros

Outra área possível de atuação é dentro do mercado de seguros. Aqui, as técnicas de machine learning e inteligência artificial podem atuar para reduzir o número de fraudes, também auxiliando em toda a gestão de risco. 

Além disso, podem ser usadas na gestão dos clientes, aprovações, solicitações, venda cruzada e em todo o acompanhamento de segurados. 

Mercado financeiro

A atuação da IA de forma ativa no mercado financeiro ainda é uma especulação e uma possibilidade. Embora sejam feitos testes e experimentos para utilizar machine learning para adquirir lucro, artigos mostram que a taxa de erro continua alta para o mercado, 5%, o que representa um risco considerável. Entretanto, é uma área para se acompanhar de perto os novos avanços.

Setor público

Outra área de atuação dentro do Brasil é no setor público! A IA já está sendo utilizada para agilizar e aprimorar as ações de fiscalização e avaliação judicial. 

Tribunais, Ministérios e a Controladoria Geral da União são exemplos de órgãos que utilizam algoritmos e Big Data em suas atividades diárias. No Tribunal de Contas da União, por exemplo, os softwares possuem nomes, como "Mônica", "Sofia" e "Alice", e ajudam no combate de irregularidades nas contas públicas.

Salário 

De acordo com o site Vagas, a média salarial para Cientista de Dados no Brasil é de R$ 6.144, com início salarial de R$ 4.585. Porém, os salários variam de acordo com o nicho de atuação, porte da empresa e região do país. 

Faculdades de Ciência de Dados e Inteligência Artificial

Goiás: UFG, UFCAT
Distrito Federal: Ibmec, IESB
Paraíba: UFPB
Rio de Janeiro: EMAp-FGV, INFNET
Rio Grande do Sul: PUCRS
Santa Catarina: UNIVILLE
São Paulo: PUC Campinas, PUC-SP, UNISO, CUFSA, 

Artigos Relacionados
Conheça a graduação em Ciência da Computação e saiba mais sobre as atribuições destes profissionais, mercado de trabalho e salários.
Conheça o curso de Ciência de Dados, qual é o trabalho do cientista de dados e como é o mercado de trabalho. Saiba também onde cursar a graduação.
Conheça o curso de Engenharia de Computação, saiba como é o mercado de trabalho, o salário e quais as áreas de atuação do engenheiro.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES