Topo
pesquisar
Em 14/02/2019 13h24, atualizado em 14/02/2019 13h26

Valentine’s Day: O Dia dos Namorados nos Estados Unidos

Estudar no Exterior

O Valentine’s Day é uma das datas mais esperadas pelo mundo, especialmente nos Estados Unidos, onde a sua popularidade é muito forte. Por Hotcourses Brasil
PUBLICIDADE

Happy Valentine’s Day! <3 Você já se perguntou por que nós comemoramos o Dia dos Namorados em junho e os Estados Unidos e vários outros países celebram a data em fevereiro? Pois saiba que há uma razão para isso!

No Brasil, o dia 12 de junho é véspera do Dia do Santo Antônio, o santo casamenteiro. Por isso, em 1948, criou-se a tradição de celebrar o amor romântico nesta data, com jantares, presentes e mensagens de carinho à pessoa amada. Apesar de celebrar um santo, a motivação toda por trás do Dia dos Namorados é comercial, a fim de melhorar as vendas em junho, reconhecidamente um mês fraco para os negócios no Brasil. 

Nada romântica, né? O que importa é que a tradição pegou e, até hoje, os casais declaram seu amor com todo tipo de gesto carinhoso e, sim, com presentes especiais. 

Por que o Valentine’s Day acontece no dia 14 de fevereiro?

No exterior, por outro lado, a celebração é chamada de Valentine’s Day, acontece no dia 14 de fevereiro e a sua origem é beeeem mais antiga. Apesar de haver diferentes histórias sobre a popularização da data, a mais famosa é que o Dia de São Valentim, aniversário de sua morte, deu-se graças à associação do santo ao amor romântico por ser contra a proibição do casamento durante a Idade Média. 

O imperador Cláudio II decretou uma lei que regulava os matrimônios durante a guerra por acreditar que os homens eram melhores soldados quando solteiros. O bispo Valentim, desafiando as ordens do imperador, continuou a casar jovens apaixonados em segredo. Quando descoberto, ele foi mandado à prisão e condenado à morte. Durante os seus dias encarcerado, ele recebia cartas de pessoas que ainda acreditavam no amor e no matrimônio.

Outra lenda diz que Valentim se apaixonou por uma jovem mulher que o visitava na cadeia e antes de morrer escreveu uma carta de amor assinada como “From your Valentine”, expressão usada ainda hoje em cartões e bilhetes para dizer “Do seu amor” ou “Do seu namorado/Da sua namorada”.

Outra possível referência ao dia 14 de fevereiro é a véspera da Lupercália, um festival anual que acontecia na Roma Antiga para celebrar a fertilidade.

Independentemente da lenda, o Valentine’s Day é uma das datas mais esperadas pelo mundo, especialmente nos Estados Unidos, onde a sua popularidade é muito forte.

Comemoração do Valentine’s Day nos Estados Unidos

Assim como no Halloween, que também não teve origem no país, os Estados Unidos tornou o Valentine’s Day em uma grande data comercial. A intenção é escolher algo com carinho pensando na pessoa amada, inclusive presentes feitos a mão (chamados de handmade ou DIY em inglês), mas normalmente as pessoas recorrem às opções mais populares, como chocolates, buquês de rosas, pelúcias, roupas, joias e perfumes. (Há inclusive a tradição do homem comprar novas lingeries para sua parceira!)

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Para se ter uma ideia, aproximadamente 190 milhões de cartões são enviados no Valentine’s Day todos os anos no país. Isso porque a tradição acabou abrangendo todas as formas de amor, apesar do foco ainda ser romântico. Por exemplo: as crianças levam cartões e doces para todos os seus coleguinhas de classe na data e as pessoas se presenteiam entre pais e filhos, amigos, etc.

Se você quiser comemorar com o seu loved one nesta data, é melhor reservar uma mesa para o seu jantar especial, porque os restaurantes são mega disputados e a grande maioria não só prepara um jantar especial, como também toda uma decoração em rosa e vermelho à luz de vela, entre outros detalhes românticos.

De fato, as lojas, mercados, shoppings, praças, etc. recebem uma decoração de Valentine’s com semanas de antecedência e todo o país mergulha gradativamente no clima do Dia dos Namorados, assim como acontece com a campanha de Natal.

O Valentine’s Day nas universidades nos Estados Unidos

Da mesma forma que lojas, restaurantes e cidades preparam uma programação especial para a data, as universidades costumam oferecer festas, palestras e eventos de Valentine’s, geralmente organizados pelos próprios alunos, clubes e sociedades e a União dos Estudantes.

Este ano, por exemplo, a Harvard College preparou um debate interdisciplinar sobre o amor para que os participantes discutam as suposições modernas sobre o tema a partir de perspectivas sociais, biológicas e tecnológicas. 

Mas nem todas as celebrações universitárias são tão sérias assim! A St. John’s University, uma instituição cristã em Nova York, convida os casais de estudantes e ex-alunos ao campus para celebrar a sua união e amor mútuo na “Benção Anual de Casais”.

A Casa Internacional da Texas State University promove um encontro dos alunos estrangeiros para conversarem sobre as tradições do Valentine’s Day no país, participar de brincadeiras e fazer cartões artesanais temáticos.

Na Pace University, a data é levada a sério com uma semana de comemorações cheia de atividades, como a venda de origamis em formato de coração personalizados, feitos pelos estudantes asiáticos para arrecadar dinheiro; fotos profissionais para os casais, cortesia do Clube de Fotografia da Pace; uma noite de cinema com filmes clássicos de romance; entre várias outras.

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola