Whatsapp
Em 05/02/2021 15h10

O que significa o ensino híbrido adotado pelas universidades internacionais na pandemia?

Estudar no Exterior

Modelo que mescla aulas on-line com presenciais se consolidou durante a pandemia de coronavírus. Por Hotcourses Brasil
PUBLICIDADE

Em meio à pandemia, as universidades do mundo inteiro se viram obrigadas a adaptar o ensino e adotar diferentes medidas de aprendizado e segurança para proteger a sua comunidade. Para os estudantes internacionais isso significou voltar para casa ou em alguns casos, permanecer no país, mas estudando online praticamente por todo o ano de 2020.

Agora, com os protocolos em vigor e alguns países suavizando o isolamento, para 2021 a tendência é que as instituições de ensino superior continuem com um modelo chamado de híbrido.

Você sabe o que isso significa e como ele funciona?

O que é ensino híbrido?

Se você já ouviu falar de eLearning, provavelmente também já ouviu falar do modelo híbrido. Ele se popularizou bastante nos últimos anos, mas em 2020 se consolidou por conta da situação emergencial causada pela Covid-19. Essa foi a solução mais adequada para que os estudos não fossem interrompidos ou atrasassem e, depois, quando a situação melhorasse, as aulas presenciais no campus retomassem.

O modelo híbrido, basicamente, combina aulas presenciais no formato tradicional com o aprendizado online em um ambiente virtual. Ele funciona assim:

  • Uma parte do curso acontece online: o estudante costuma ter mais autonomia para controlar o ritmo do seu próprio aprendizado;
  • Outra parte do curso é conduzida por professores, seja presencialmente ou, em alguns casos, virtualmente por meio de webinários, permitindo uma interação em tempo real entre alunos e docente e também entre os próprios estudantes.

Dessa forma, por meio do modelo híbrido, o ensino online/ensino presencial ou ministrado por um instrutor/estudos independentes se complementam e criam um ambiente de aprendizado integrado.

Começo online, no campus depois

Pode-se dizer que as universidades internacionais adotaram o ensino híbrido para driblar as dificuldades da crise sanitária, mas, de certo modo, adaptaram o modelo para caber na situação. Portanto, ele difere um pouco da explicação acima. Mas como?

O que acontece é que os estudos começam online e depois retomam ao campus quando for seguro novamente. Enquanto permanece no ambiente virtual, as aulas são assistidas por recursos, materiais, comunicação e provas exclusivamente online, mantidos em um sistema de gestão do aprendizado da universidade ou empresa terceirizada contratada por ela com esse propósito.

No entanto, a perspectiva é de voltar ao campus mais adiante assim que for possível, retomando o formato tradicional de aulas presenciais. No caso dos estudantes internacionais, esse retorno será possível com a abertura de fronteiras, teste negativo de Covid-19, quarentena obrigatória nos primeiros dias e outras medidas que dependem do destino de estudo que você escolher.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Online & Presencial

Entretanto, o modelo híbrido ainda está em vigor em alguns lugares mesmo para estrangeiros que já estão no país ou até mesmo entre estudantes nativos, porque muitas universidades ainda são forçadas a permanecer de portas fechadas, embora em 2021 a expectativa seja de reabertura.

Nesses casos, as instituições também adaptaram eventos para o ambiente virtual a fim de enriquecer a experiência do estudante e manter o senso de comunidade acadêmica. Se você está interessado em estudar no exterior, mesmo que as aulas comecem online, pode, por exemplo, fazer um tour virtual pelo campus, conversar com recrutadores e estudantes e assistir a webinários sobre os cursos, a vida universitária, bolsas de estudo e outros temas.

Em alguns casos, como no Reino Unido e Canadá, os cursos com módulos práticos, como os de saúde, por exemplo, voltaram a receber alunos no campus em turmas reduzidas e com todos os protocolos de segurança e distanciamento social.

“Voltei [para o Canadá] para o segundo semestre em setembro de 2020. Eram três dias de aulas presenciais por semana, uma de aula online e um dia off”, explica estudante brasileiro de Jornalismo Esportivo na Centennial College.

Ele começou os estudos em janeiro de 2020 e voltou para o Brasil quando a faculdade adotou os estudos remotos. Ainda no final do ano passado, retornou ao Canadá e estudou no formato híbrido. “Seguimos todos os protocolos e foi um ótimo semestre. Conseguimos fazer isso pois eram aulas de Rádio e TV, que precisavam ser realizadas nos estúdios da Centennial.”

No novo lockdown que o Reino Unido realizou em janeiro de 2021, só puderam permanecer presenciamente os cursos de áreas consideradas críticas pelo governo, que incluía Medicina e Odontologia, Ciência Veterinária, Educação, Trabalho Social, entre poucas outras.

Fique de olho!

Resumindo, o modelo híbrido considera todos os tipos de estudantes – quem quer estudar no exterior, mas está sofrendo pelas restrições de viagens; quem quer fazer um curso internacional, mas não pode bancar pela viagem no momento; quem já está no exterior, mas em isolamento; quem já estava com tudo encaminhado, mas teve os planos alterados pela pandemia.

Assim, se você quer estudar no exterior em 2021, fique atento ao estilo de ensino adotado pelo país e universidade nos quais você tem interesse!

Artigos Relacionados
Está estudando no exterior durante a pandemia do coronavírus covid-19? Este texto vai responder as principais dúvidas que você pode estar tendo.
A internet disponibiliza algumas opções para se preparar para ingressar em uma universidade no exterior estudando em casa. Veja as vantagens e bons estudos!
No Dia Internacional da Educação, fazemos uma reflexão sobre como o ensino sofreu mudanças por causa da pandemia do coronavírus. 
Conheça algumas páginas eletrônicas especializadas em informações para estudantes de intercâmbio.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES