Whatsapp
Em 12/04/2021 09h58

MEC retira dupla classificação do SiSU 2021/1 após ação na Justiça

Notícias

UNE e Ubes entraram com uma ação na última sexta-feira solicitando a suspensão da dupla classificação nas notas de corte. Por Adriano Lesme
PUBLICIDADE

Depois de prorrogar as inscrições para o SiSU do primeiro semestre de 2021, o Ministério da Educação (MEC) anunciou que a classificação parcial dos candidatos será apresentada como era até 2019, sem a chamada dupla classificação. A mudança foi anunciada ontem, 11 de abril.

Na dupla classificação, as notas de corte consideravam os candidatos que estavam sendo aprovados nas duas opções de cursos. Agora, o estudante será retirado da classificação parcial da segunda opção de curso, caso esteja se classificando na primeira opção. Isso diminui as notas de corte.

A retirada da dupla classificação era um pedido recorrente dos estudantes, que entendem que essa forma de classificação prejudica a tomada de decisão das opções de cursos. Como o candidato só pode se matricular em uma das opções de curso, mesmo sendo aprovado nas duas, a dupla classificação apresentava um cenário irreal de seleção dos estudantes.

Leia: SiSU 2021/1: Medicina exige pelo menos 730 de média no Enem

Na última sexta-feira, dia 9, a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundarista (Ubes), junto à Defensoria Pública da União (DPU), entraram com ação para suspender a dupla classificação do SiSU 2021 do 1º semestre. A ação foi apresentada na 4ª Vara Cível Federal de São Paulo.

Na ação, as entidades também solicitaram a prorrogação em três dias das inscrições para o SiSU 2021/1, que encerrariam naquela sexta-feira. No mesmo dia, o MEC anunciou a prorrogação das inscrições até o dia 14 de abril.

Faça aqui sua inscrição no SiSU 2021/1

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

SiSU 2021/1

As inscrições para o SiSU 2021 do 1º semestre terminam às 23h59 de quarta-feira, dia 14. Estão sendo oferecidas 206.609 vagas em 5.571 cursos de 109 instituições públicas de ensino superior, incluindo universidades federais e estaduais e centros e institutos federais.

Leia também: SiSU 2021/1: estudantes relatam acessar inscrição de outros candidatos

Veja mais: Lista de instituições que aderiram ao SiSU 2021

Com a prorrogação das inscrições, o resultado passou do dia 13 para o dia 16 de abril. Os aprovados deverão acessar o sistema para conferir quais os documentos são necessários para matrícula e realizá-la entre os dias 19 e 23 de abril, nas próprias faculdades. Por causa da pandemia, há a possibilidade de realizar a matrícula pela internet em algumas instituições.

Lista de espera

O candidato que não for aprovado nas opções de curso escolhidas durante o período de inscrição pode manifestar interesse nas vagas da lista de espera do SiSU, do dia 16 a 23 de abril. Na lista, só é permitido escolher um dos dois cursos para os quais concorreu.

A lista de espera do SiSU é enviada às universidades, que ficam responsáveis pelas próximas chamadas. A partir deste momento os interessados nas convocações devem acompanhar as divulgações pelas instituições de ensino.

Para mais informações, acesse a página do SiSU 2021 no Brasil Escola.

Relacionados
O Ministério da Educação (MEC) prorrogou até o dia 14 de abril as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (SiSU) do primeiro semestre de 2021.
O MEC liberou hoje, 16/04, o resultado do SiSU 2021/1. Matrículas serão feitas nas instituições de ensino.
Começa nesta terça-feira, 27 de abril, o prazo para que as instituições de ensino superior façam as chamadas da lista de espera SiSU 2021/1.
A nota mínima para o curso de Medicina no SiSU 2021/1 é de 730 pontos no Enem. Média são atualizadas diariamente.
Estudantes relatam nas redes sociais que, ao fazer o login no SiSU 2021/1, estão acessando a inscrição de outros candidatos.
Conheça quais são as menores notas de corte do SiSU 2021/1 de acordo com o curso. Inscrições vão até amanhã.
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES