Whatsapp
Em 20/11/2014 10h45 , atualizado em 20/11/2014 11h19

Engenharia Eletrônica

Guia de Profissões

O curso de Engenharia Eletrônica visa formar profissionais para realizar e avaliar a operação de sistemas e equipamentos eletrônicos. Por Rafael Batista
Engenheiro Eletrônico pode atuar na configuração de máquinas eletrônicas em indústrias
Engenheiro Eletrônico pode atuar na configuração de máquinas eletrônicas em indústrias
PUBLICIDADE

Os avanços obtidos em diversas áreas graças às tecnologias, fez com que a Eletrônica se consolidasse como uma das conquistas mais relvantes do XX. O bacharelado em Engenharia Eletrônica visa formar profissionais para atuar no planejamento, projeto, desenvolvimento e implantação de sistemas eletroeletrônicos. 

Ao longo dos estudos os alunos recebem todo o conhecimento técnico-científico a fim de desenvolver uma visão sistemática para a solução de problemas, além da compreensão dos avanços tecnológicos nas áreas de energia, controle, telecomunicações e áreas relacionadas. Os profissionais também serão preparados para avaliar criticamente a operação e a manutenção de sistemas e equipamentos.

É comum a associação indiscriminada entre Engenharia Elétrica e Engenharia Eletrônica. Apesar de dividirem a mesma área do conhecimento, existem diferenças essenciais. Enquanto o Engenheiro Eletricista se ocupará do fluxo da eletricidade, em redes de geração e transmissão de energia, a Engenharia Eletrônica visa a otimização do uso de energia em circuitos elétricos de dispositivos eletrônicos. 

Mercado de Trabalho

Além das áreas tradicionais que absorvem o Engenheiro Eletrônico, como de eletrônicos e informática, existe procura pelo profissional em centros de pesquisa e desenvolvimento de indústrias e empresas. O egresso do curso está apto a atuar também em empresa dos ramos de telecomunicações, instrumentação eletrônica, microeletrônica, automação, produção industrial e na gestão de recursos robóticos habitacionais.

Graças ao grande potencial para geração de energia renovável existente no território brasileiro, surgem em todo país oportunidades para o Engenheiro Eletrônico na adequação da energia elétrica por meio de equipamentos eletrônicos de potência. Empresas nas áreas da construção naval, petróleo e gás químico, hospitais, parques temáticos e universidades também carecem do profissional.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Curso

Em geral os acadêmicos ingressam em um curso generalista que dura três anos e, após este período, fazem a opção pela habilitação do bacharelado que tem a duração de mais dois anos. A grade curricular é composta por disciplinas que, em sua maioria, visam um sólido conhecimento em matemática, física e informática.

O curso ainda proporciona aos alunos a oportunidade de complementar a base teórica com atividades práticas em laboratórios, além de visitas técnicas a empresas de atuação do profissional. A maioria das instituições que disponibiliza o bacharelado exige a realização de atividades extracurriculares como critério de aprovação, além do Trabalho de Conclusão de Curso.

Duração média: 10 semestres ou 5 anos.

Salário inicial: De R$ 4.500 a R$ 7.000

Área de Especificação

Computação, Controle e Automação, Eletricidade e Microeletrônica. 

Onde o curso é ofertado

Região Centro-oeste
Distrito Federal: UNB (Brasília)

Região Nordeste
Bahia: Unifacs (Alagoinha)
Ceará: Unifor (Fortaleza)
Pernambuco: UFRPE (Recife)
Sergipe: UFS (Aracaju)

Região Norte
Amazonas: Uninorte (Manaus)

Região Sudeste
Minas Gerais: UI (Itaúna) e Unifei (Itajubá).
Rio de Janeiro: Cefet/RJ (Rio de Janeiro), IME (Rio de Janeiro) e UVA (Rio de Janeiro).
São Paulo: IFSP (São Paulo), ITA (São José dos Campos), Mackenzie (São Paulo) e Unip (São Paulo).

Região Sul
Paraná: PUCPR (Curitiba) e UTFPR (Curitiba).
Rio Grande do Sul: UCPEL (Pelotas) e UFPEL (Pelotas).
Santa Catarina: IFSC (Florianópolis) e UFSC (Florianópolis).

Artigos Relacionados
Além das Escolas e Institutos de Formação Técnica, a Marinha e Aeronáutica também ministram o curso Técnico em Eletrônica.
Conheça o curso de Engenharia Elétrica, saiba como é o mercado de trabalho, as áreas de atuação e quanto ganha o engenheiro eletricista.
Curso de Engenharia de Energia tem o objetivo de formar profissionais habilitados para desenvolver sistemas eficazes e sustentáveis de geração de energia.
Conheça o curso de Engenharia de Robôs e saiba como o egresso dessa área vai conseguir uma colocação no mercado de trabalho com o desenvolvimento de tecnologias robóticas. O que estuda o engenheiro de robôs e onde fazer faculdade de Engenharia de Robôs.
A Unifei abriu as inscrições do Vestibular 2020 e da seleção Vagas Olímpicas 2020. Prazos de fim de cadastros mudam conforme modalidade.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES