Em 30/07/2020 17h18 , atualizado em 30/07/2020 17h23

Trabalhar após os estudos: quais países permitem e por quanto tempo?

Estudar no Exterior

Estados Unidos, Reino Unido e Canadá são algumas das opções, mas não são as únicas. Cada país tem sua regra. Por Hotcourses Brasil
PUBLICIDADE

Se para você, além de conquistar um diploma de bacharelado, também é importante ganhar experiência profissional no exterior antes de retornar ao Brasil (ou quem sabe dar início à sua carreira internacional, por que não?), você precisa se atentar a um fator essencial na hora de escolher o seu destino de estudo: qual país permite que estudantes internacionais trabalhem após a graduação.

Post-study work visa

As regras e possibilidades de estender a estadia para trabalhar após os estudos variam de acordo com o país, mas a boa notícia é que a grande maioria dos principais destinos de estudos tem algum tipo de programa ou visto.

Chamado de post-study work visa ou post-graduation work permit – em português, visto de trabalho pós-estudo –, ele podem ser solicitado quando você estiver prestes a concluir sua graduação ou pós-graduação no exterior. Se concedido, você tem direito a permanecer legalmente no país por um período adicional para procurar por um trabalho.

Qual país permite trabalhar após a graduação?

Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Irlanda são alguns dos países que possuem algum tipo de post-study work visa, embora a duração seja diferente entre eles.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Além disso, há certas condições para que o estudante consiga a autorização. Uma delas é a duração mínima do curso concluído no país e também a área de estudo.

Na Austrália e no Canadá, por exemplo, você precisa estudar pelo menos dois anos para se qualificar ao post-study work visa. Nos Estados Unidos, quem conclui um curso acadêmico em alguma área de STEM (Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática) tem direito a uma extensão de 24 meses para fazer um Treinamento Prático Opcional (OPT) – um ano a mais do que os graduados em outras áreas.

Reino Unido

O Reino Unido anunciou recentemente um novo programa de post-study work visa, passando a valer a partir de abril de 2021, que estende a estadia dos estudantes internacionais para trabalharem no país.

  • Quem concluir uma graduação ou mestrado poderá ficar dois anos a mais no Reino Unido;
  • Quem concluir um doutorado poderá ficar três anos a mais.

Além disso, o governo britânico decidiu que os estrangeiros que forem obrigados a começar os estudos online em uma universidade do Reino Unido por causa da pandemia ainda terão direito a trabalhar no país após a graduação.

Estados Unidos

Nos Estados Unidos, os estudantes internacionais com um visto F-1 podem estender a estadia por 12 meses para realizar um Optional Practical Training (OPG), um programa de treinamento prático opcional que deve ser relacionado à sua área de formação nos Estados Unidos.

Como mencionamos acima, se você se formou em STEM, tem direito a uma estadia de 24 meses.

Canadá

A post-graduation work permit (PSWP) do Canadá permite que os estudantes que concluíram um ou mais curso no país em uma instituição reconhecida oficialmente pelo governo (considerada uma designated learning institutions – DSL) solicitem a extensão da estadia.

A sua permanência extra no Canadá dependerá da duração dos seus estudos:

  • Se o seu curso teve de oito meses a dois anos de duração, você pode permanecer pela mesma duração que os seus estudos;
  • Se o seu curso teve no mínimo dois anos de duração, você pode permanecer por três anos após a conclusão;
  • Se você concluiu múltiplos cursos no Canadá, pode permanecer por uma combinação da duração de todos os cursos, desde que tenham sido de, no mínimo, oito meses.
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES