Em 09/07/2020 18h00 , atualizado em 09/07/2020 18h31

Enem 2020: para quê foi feita enquete sobre datas das provas?

Blog do Vestibular

O artigo não representa a opinião do site. A responsabilidade é do autor do texto.

Pesquisa com estudantes foi feita no final de junho, mas MEC não contemplou datas que eles escolheram Por Silvia Tancredi
Estudantes ficaram surpresos com as novas datas das provas do Enem 2020
Estudantes ficaram surpresos com as novas datas das provas do Enem 2020
PUBLICIDADE

No final de junho, o Ministério da Educação (MEC) soltou uma enquete para que os inscritos no Enem 2020 escolhessem as datas das provas, as quais seriam realizadas em novembro, mas foram adiadas por causa da pandemia do coronavírus. No dia 1º de julho, saiu o resultado: 553.033 (49,7%) dos votantes escolheram que o exame fosse aplicado nos dias 2 e 9 de maio de 2021.

Ontem, 8 de julho, o MEC anunciou as novas datas do Enem 2020: 17 e 24 de janeiro de 2021. A grande surpresa, em especial dos estudantes, foi que as datas mais votadas na enquete não foram contempladas. A maioria dos inscritos se mostrou perplexa e até indignada nas redes sociais. E se fez a mesma pergunta: "Por que, então, fizeram a tal enquete, sendo que iriam escolher essas datas?".

Da para entender a indignação e até revolta de alguns jovens. Se eles votaram para fazer as provas em maio, é porque acreditaram que, até esse mês, estariam preparados para fazer o maior exame educacional brasileiro. Pensaram que, até lá, poderiam estudar todas as disciplinas que seriam cobradas nas provas. 

Vale lembrar que alguns inscritos, em especial os que estudam na rede pública, estão prejudicados por causa da pandemia e outros estão tendo dificuldades com aulas via Ensino a Distância. Por isso, ao fazer as provas do Enem 2020 em maio, ganhariam mais quatro meses para estudar.

Confira abaixo alguns comentários na rede social Twitter:

 

 

O MEC, por intermédio do presidente do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que organiza o Enem, explicou que, se as provas fossem em maio, o calendário do segundo semestre de 2021 poderia ser prejudicado.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, disse ainda que a  enquete não foi o único parâmetro para decidir as datas. "Também precisamos ouvir secretários e instituições de ensino, uma vez que o Enem é uma reação em cadeia, que começa com o SiSU, depois ProUni e, por último, Fies".

Outra enquete

Acreditamos que para realmente atender todos o mais interessante seria que o MEC tivesse conversado primeiro com as universidades e os órgãos de educação. Em seguida, tivesse decidido, junto com todos eles, três datas para as provas do Enem 2020. 

Depois de escolhidas essas datas, então seria o caso de perguntar aos estudantes quais deles eles achavam que seriam as melhores. Assim, todos sairiam ganhando.

Como infelizmente isso não é possível, o jeito é correr atrás dos estudos. Contando a partir de hoje, faltam quase 200 dias para as provas. Se tentarmos ser otimistas, parece um bom período para montar um plano de estudos para o Enem e estudar tudo o que der até dia 14 de janeiro.

Veja também: como se concentrar para os estudos para o Enem

Lembre-se de contar com a equipe do Brasil Escola que prepara conteúdos para o Enem especificamente para você. Acesse ainda nosso canal no YouTube e nosso Instagram. Estamos na luta com você rumo aos estudos para o Enem 2020. 

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES