gameofarcade.com seo statistics
Topo
pesquisar
Em 04/12/2007 09h29, atualizado em 31/10/2017 07h59

Jornalismo: carreira, mercado de trabalho, salários

Guia de Profissões

Ter senso crítico e facilidade de expressão, comunicação e criatividade são vistos como diferenciais no profissional de Jornalismo Por Érica Caetano
Jornalistas podem trabalhar com TV, internet, rádio e mídias impressas
Jornalistas podem trabalhar com TV, internet, rádio e mídias impressas
PUBLICIDADE

O jornalista é o profissional que atua na busca e na divulgação de informações que sejam relevantes para a sociedade como um todo, tornando este conteúdo público por meio dos canais de comunicação, sejam eles TV, rádio, jornais, revistas e internet. É ele quem investiga e apura os fatos a serem disponibilizados para os mais variados públicos.

O profissional de Jornalismo também redige, realiza entrevistas, edita matérias e reportagens, escreve artigos, releases, notas, dentre outros, conforme for necessária a abordagem e a linguagem para o veículo o qual o material é destinado. Em algumas empresas, o jornalista pode atuar como assessor de comunicação ou imprensa.

Público-alvo

O curso de Jornalismo destina-se àqueles que tenham domínio do Português e de técnicas de redação. Ter senso crítico e facilidade de expressão, comunicação e criatividade são vistos como diferenciais no profissional. É fundamental manter-se atualizado sobre os principais assuntos do mundo.

O curso de Jornalismo

O curso de Jornalismo é constituído por disciplinas básicas e triviais, como Teoria da Comunicação, Sociologia, Língua Portuguesa e Redação, mas há também aquelas que são específicas para a graduação, como Edição de Texto, Jornalismo Investigativo, Jornalismo Científico, Webjornalismo, Jornalismo Internacional, Jornalismo Ambiental, Fotojornalismo, Rádio e TV, Oficina de Texto etc.

Posterior ao curso, o jornalista pode se especializar em algum segmento específico, como na economia, na política, no esporte ou cultura. Também há os segmentos de moda e gastronomia, além de administração pública e saúde.

Duração média

Em média: 8 semestres (4 anos)

Mercado de Trabalho

Desde junho de 2009 não é preciso possuir diploma de Jornalismo para atuar na área. No entanto, apesar da não exigência do curso superior de Jornalismo, é raro encontrar alguma empresa ou órgão que contrate o profissional sem o diploma.

Devido ao crescimento da internet e dos canais de comunicação nesse meio, as vagas na área de  mídias digitais são mais numerosas, assim como na área de Assessoria de Imprensa/Comunicação. 

Para os conteúdos digitais, é necessário que o profissional conheça de ferramentas multimídias, de linguagem da internet, de marketing e de redes sociais. Já nos veículos tradicionais, como jornais e revistas, as oportunidades têm sido mais escassas nos últimos anos.

O jornalista também tem a possibilidade de atuar como profissional autônomo/freelancer ou, ainda, abrir o próprio negócio, como agências de comunicação, de conteúdo digital, redação publicitária, assessorias e monitoramento de redes sociais.

As melhores oportunidades para os jornalistas concentram-se nas capitais, já que é onde estão localizados os principais veículos de comunicação.

Campos de Atuação

O profissional pode atuar  em inúmeros segmentos, de áreas diversas, podendo inclusive ter posto de chefia. Confira abaixo algumas delas:

    • Televisão;
    • Revistas;
    • Web (internet)
    • Jornais Impressos (diários ou semanais);
    • Rádio;
    • Assessoria de Imprensa/Comunicação;
    • Comunicação digital multimídia;
    • Comunicação Empresarial;
    • Fotojornalismo.

Remuneração média

R$ 2.041,22 mil 

Exigências para o exercício da profissão

A exigência do diploma de Jornalismo para exercício da profissão foi derrubada pelo Supremo Tribunal Federal em 17 de junho de 2009. A alegação foi a de que exigir a formação limitava o direito à informação e à liberdade de expressão. 

Também foi dito que o diploma seria apenas uma forma de interesse econômico por parte das instituições de ensino superior. Além disso, alegaram que o diploma era exigido num período de repressão, durante o regime militar no Brasil, não havendo necessidade atualmente.

Principais faculdades de Jornalismo

Veja abaixo as principais universidades do país que ofertam o curso de Jornalismo:


Instituições

Região Sudeste
Espírito Santo: UFES, Fac. Estácio.
Minas Gerais: PUC-Minas, UFMG, Unipac, Estácio, UFJF, UEMG, UFV.
Rio de janeiro: UVA-RJ, Estácio, Uerj, UFRJ, UFF, PUC-Rio.
São Paulo: Unip, Unesp, PUC-Campinas, PUC-SP, Mackenzie, USP, Anhembi Morumbi, Cásper Líbero. 

Região Norte
Acre: UFAC.
Amazonas: UFAM, Unip-AM.
Pará: UFPA.
Rondônia: UNIR.
Roraima: UFRR.
Tocantins: UFT.

Região Nordeste
Alagoas: Cesmac, Ufal.
Bahia: UFBA, Uneb, Uesb, UFRB.
Ceará: UFC.
Maranhão: UFMA.
Paraíba: UEPB, UFPB.
Pernambuco: UFPE.
Piauí: UFPI, Uespi.
Rio Grande Norte: Uern, UFRN.
Sergipe: UFS.

Região Centro-Oeste
Distrito Federal: UnB, Unip-DF, UCB, Uniceub.
Goiás: UFG, PUC-Goiás, Alfa, Fac. Araguaia, Fasam.
Mato Grosso do Sul: UFMS.
Mato Grosso: UFMT, Unemat.

Região Sul
Paraná: Unipar, PUCPR, UFPR, Unopar, Cesumar, UEL, UEPG.
Rio Grande do Sul: Ulbra, PUCRS, UFRGS, UFSM.
Santa Catarina: UFSC.

Cursos mais concorridos *

Universidade Candidato/vaga Vagas
USP 34,62 60
UERJ 26,28 50
UFOP 24,7 35
UFF 23,72 40
UFPA 18,87 30
Unesp 16,3 40
UFMG 15,28 40
UFRGS 13,98 50

* Dados do Vestibular 2011, considerando vagas totais ou do sistema universal. Universidades que ofereceram menos de 30 vagas foram descartadas.

PUBLICIDADE
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola