Topo
pesquisar
Em 25/04/2014 13h24, atualizado em 25/04/2014 13h27

Estudar no exterior não é tão caro quanto você imagina

Estudar no Exterior

Confira dicas para conseguir organizar suas finanças e estudar fora do país. Por Hotcourses Brasil
PUBLICIDADE

Há uma série de gastos envolvidos na experiência de estudar no exterior. Mas há também uma diversidade de formas de minimizar as suas despesas se o seu sonho é estudar em uma universidade nos Estados Unidos, Inglaterra, Austrália, ou em qualquer outro país. O site Careerealism criou uma lista com alguns fatores que comprovam que estudar no exterior não sai tão caro se você souber pesquisar, comparar preços, e planejar. A seguir, nós trazemos alguns destes itens que podem ajudá-lo a escolher a opção certa para o seu bolso!

Pesquise, pesquise e pesquise um pouco mais

Quanto mais você pesquisar, as suas chances serão maiores de encontrar um curso com o valor certo para o seu bolso – e mais: você estará mais bem preparado para cuidar dos seus gastos no exterior. Pense desta forma: antes de comprar um carro, você vai pesquisar marcas, valores, custo-benefício, modelos, formas de pagamento... Até encontrar a opção certa! Um curso no exterior é a mesma coisa; você pode pesquisar inumeráveis detalhes em relação aos gastos do curso: passagens aéreas, acomodações estudantis, duração do curso, materiais e livros universitários, plano de saúde, grade curricular, e muito mais... O que nos leva ao item a seguir. 

Custo de vida 

Aprenda sobre a moeda local no país que você pretende estudar. É bastante provável que o custo de vida seja bem diferente do brasileiro. Ter uma ideia do quanto custa o transporte público, os produtos em mercados locais, o aluguel de um apartamento próximo à sua universidade, e várias despesas do dia a dia ajuda programar o quanto você precisará ter disponível durante o curso. Antes de viajar, você pode pedir dicas para brasileiros que estudam na mesma cidade; eles com certeza saberão informar qual mercado é mais barato, quais lojas tem as melhores promoções, etc.

Localização

A localização da sua universidade influencia demais no valor da experiência. Cidades grandes como Londres e Nova York costumam ter um custo de vida maior do que pequenas cidades do subúrbio. Os preços podem variar de país para país, e também na conversão do real para a moeda local. Além disso, na mesma cidade, alguns bairros têm custo de vida mais alto que outros. Mais uma vez: pesquisar é a solução! 

Bolsas de estudo e assistência financeira 

Existem inúmeras opções de ajudas financeiras, desde bolsa de estudo a descontos no valor do curso. As instituições de ensino superior e outras organizações podem oferecer formas de amenizar os gastos da sua experiência de estudos. Pesquise nos sites oficiais das universidades e não tenha medo de perguntar pelas opções disponíveis, inclusive possíveis descontos específicos para estrangeiros. Se você já recebe alguma ajuda financeira de uma universidade ou faculdade no Brasil, verifique a possibilidade de transferi-la para a instituição no exterior.

Pesquise bolsas de estudo no exterior pelo Hotcourses Brasil.

Cursos mais curtos e mais baratos

Algumas universidades internacionais têm incentivados os estrangeiros a se inscreverem em cursos de curta duração. Isto pode diminuir imensamente os seus gastos. Ao invés de cursar uma graduação completa no exterior, você pode completar apenas um semestre ou um trimestre da grade curricular em outro país como parte da sua graduação brasileira. Ou então, escolher um curso técnico, um associate degree, um curso de inglês, entre outras opções que são, normalmente, mais curtos e mais baratos. Uma instituição pública ou comunitária também costuma oferecer valores mais acessíveis. Assim, você diminui a sua permanência e os seus gastos, mas ainda tem uma experiência completa de estudos no exterior.

Trabalhos remunerados

A sua universidade internacional pode permitir diferentes formas de ganhar dinheiro extra. Desde funções remuneradas no campus até estágios em empresas reais, você ganha experiência profissional no exterior e conquista um pé de meia que ajudará a cobrir os seus gastos. Mas lembre-se: antes de aceitar qualquer vaga de trabalho, verifique as leis do país e as regras da sua universidade em relação a trabalhar com visto de estudante.

Por Benda Bellani 

PUBLICIDADE
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola