Topo
pesquisar
Em 08/01/2015 14h54, atualizado em 12/05/2016 16h56

Estudar na Suécia: os diplomas acadêmicos e o custo de vida

Estudar no Exterior

Por Hotcourses Brasil
Estocolmo, a capital e a maior cidade sueca.
Estocolmo, a capital e a maior cidade sueca.
PUBLICIDADE

Já considerou estudar na Suécia? O site Hotcourses Brasil tem informações sobre cursos e universidades do país em seu banco de dados. Com quase 9,5 milhões de habitantes e o 12º IDH do mundo, a Suécia é o mais populoso entre os países nórdicos e costuma aparecer em noticiários como um modelo para o resto do mundo graças a diversos fatores, inclusive educação de qualidade gratuita do maternal ao ensino superior para seus habitantes. 

O país tem tradição em excelência acadêmica. Foi nele em que o famosíssimo Prêmio Nobel foi inventado, destacando cientistas, pesquisadores, matemáticos, escritores e outras grandes mentes. Todos os anos, 20% do corpo estudantil das universidades suecas são estrangeiros, segundo o site The Student Room. Além da diversidade de nacionalidades do país, os suecos, em sua grande maioria, falam inglês fluentemente, portanto, estudar no país pode ser a chance de treinar a língua inglesa e ainda aprender o sueco como terceiro idioma.

Além de tudo isso, você ainda tem a vantagem de programar uma viagem para presenciar a belíssima Aurora Boreal de pertinho, que acontece na região sul do país durante o inverno polar.

O sistema de ensino superior sueco

Dividido em três ciclos, cada um deles representa um nível de estudos acadêmicos: graduação, pós-graduação e diplomas profissionais.

Primeiro ciclo – As graduações se dividem entre diplomas universitários (que exigem a conclusão de 120 créditos acadêmicos) e bacharelados (180 créditos).

Segundo ciclo – As pós-graduações são mestrados de um ano (60 créditos) ou mestrados de dois anos (120 créditos).

Terceiro ciclo – Os diplomas profissionais são as licenciaturas (120 créditos) e doutorados/PhDs (240 créditos).

O ano letivo na Suécia também é dividido em dois semestres. Como na Inglaterra e nos Estados Unidos, o início das aulas nas universidades acontece no outono, no final de agosto ou começo de setembro. Já o segundo “termo” tem início em janeiro e vai até junho, durante a primavera sueca. No entanto, o ano letivo sueco se diferencia por não haver as férias de verão de três meses, como no americano, permitindo aos estudantes cursar até 15 créditos durante a estação (normalmente, cada semestre de outono e primavera equivale a 30 créditos). A cultura acadêmica do país incentiva os estudos independentes e o pensamento crítico, com o intuito de promover o desenvolvimento social e intelectual de seus estudantes.

Custo de vida

Na Suécia, a educação universitária é gratuita para os nativos e também para todos os estudantes europeus. Há uma taxa obrigatória de matrícula de 300 SEK (coroa sueca, a moeda oficial do país), equivalente a £30, mas, em compensação, o universitário recebe uma carteirinha de estudante que proporciona diferentes descontos por todo o país.

Apesar de as taxas de ensino na Suécia serem baratas, o país tem o segundo custo de vida mais caro da Europa. No entanto, é também um dos países que melhor aplica o dinheiro arrecadado pelos impostos, reconhecido pelo Índice Global de Aposentadoria do banco francês Natixis como o melhor país para se aposentar.

A taxa de câmbio da coroa sueca, a Swedish Krona, é de 1 SEK: R$ 0,3369*. Sendo assim, o custo de vida médio é de aproximadamente R$ 2.800,00 mensais (7.800 SEK, de acordo com o site The Student Room), para cobrir os gastos com acomodação, alimentação, transporte, materiais universitários e lazer e outras atividades sociais.

* A taxa de câmbio muda com muita frequência. O valor informado na matéria foi verificado pelo site Yahoo Finanças no dia 7 de janeiro de 2015. É sempre necessário verificar a taxa correta atual antes de planejar a sua viagem.

Por Brenda Bellani

PUBLICIDADE
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Educador Brasil Escola