Topo
pesquisar
Em 19/10/2016 10h42

Imunização no Enem

Enem

O tema imunização é frequentemente cobrado nas provas do Enem, logo, o candidato deve saber a diferença entre a imunização passiva e a ativa e seu papel no organismo. Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

A imunização pode ser definida como um conjunto de várias medidas terapêuticas que garante imunidade ao nosso corpo contra determinadas patologias infecciosas e também toxinas.

Esse tema é bastante discutido em provas de vestibulares e Enem, uma vez que é fundamental para o controle de doenças infecciosas, sendo, portanto, um assunto atual e extremamente relevante para a sociedade. Diante disso, é essencial o entendimento de como o corpo consegue proteção contra doenças e de como o tema é abordado em provas.

Imunização ativa e passiva

Como dito, a imunização pode ser definida como uma proteção imunológica contra alguma doença. Essa imunização pode ser ativa ou passiva. Quando falamos em imunização ativa, o próprio sistema imunológico entra em contato com o organismo estranho, desencadeando a produção de anticorpos contra aquele organismo. Já na imunização passiva, o que ocorre é a transferência de anticorpos já produzidos anteriormente para o homem por meio da hiperimunização de outros organismos. Com essa definição, é possível concluir que a vacina é um tipo de imunização ativa, pois estimula o sistema imunológico, enquanto o soro é uma imunização passiva, pois apresenta anticorpos prontos.

Como no soro são transferidos anticorpos já prontos, o organismo responderá rapidamente à infecção. O soro é utilizado em intoxicações por venenos, toxinas e infecções causadas por vírus. No caso da vacina, o processo é mais demorado, mas gera uma proteção mais duradoura. Para garantir que o organismo produza anticorpos, as vacinas utilizam micro-organismos inativados ou atenuados com a finalidade apenas de estimular o sistema imunológico. Podemos concluir, portanto, que vacinas são uma maneira eficaz de controlar e erradicar doenças.

Como o tema é abordado no Enem?

A seguir mostraremos algumas questões sobre o tema imunização e suas respectivas respostas.

(Enem – 2015) Tanto a febre amarela quanto a dengue são doenças causadas por vírus do grupo dos arbovírus, pertencentes ao gênero Flavivirus, existindo quatro sorotipos para o vírus causador da dengue. A transmissão de ambas acontece por meio da picada de mosquitos, como o Aedes aegypti. Entretanto, embora compartilhem essas características, hoje somente existe vacina, no Brasil, para a febre amarela e nenhuma vacina efetiva para a dengue.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Fundação Nacional de Saúde. Dengue: Instruções para pessoal de combate ao vetor. Manual de Normas Técnicas. Disponível em: http://portal.saude.gov.br. Acesso em: 7 ago. 2012 (adaptado).

Esse fato pode ser atribuído à

a) maior taxa de mutação do vírus da febre amarela do que do vírus da dengue.

b) alta variabilidade antigênica do vírus da dengue em relação ao vírus da febre amarela.

c) menor adaptação do vírus da dengue à população humana do que do vírus da febre amarela.

d) presença de dois tipos de ácidos nucleicos no vírus da dengue e somente um tipo no vírus da febre amarela.

e) baixa capacidade de indução da resposta imunológica pelo vírus da dengue em relação ao da febre amarela.

Resolução: Letra B. Como o vírus da dengue sofre muitas mutações, existe uma dificuldade de produção de uma vacina eficaz. Vale destacar que atualmente existe uma vacina para dengue no mercado brasileiro.

(Enem – 2014)                                                    Imunobiológicos:

diferentes formas de produção, diferentes aplicações

Observe as diferentes aplicações dos imunobiológicos
Observe as diferentes aplicações dos imunobiológicos

Embora sejam produzidos e utilizados em situações distintas, os imunobiológicos I e II atuam de forma semelhante nos humanos e equinos, pois

a) conferem imunidade passiva.

b) transferem células de defesa.

c) suprimem a resposta imunológica.

d) estimulam a produção de anticorpos.

e) desencadeiam a produção de antígenos.

Resolução: Letra D. Os imunobiológicos I e II são utilizados no homem e no equino, respectivamente, para garantir a produção de anticorpos pela aplicação de um antígeno.

(Enem 2011) Os sintomas mais sérios da Gripe A, causada pelo vírus H1N1, foram apresentados por pessoas mais idosas e por gestantes. O motivo aparente é a menor imunidade desses grupos contra o vírus. Para aumentar a imunidade populacional relativa ao vírus da gripe A, o governo brasileiro distribuiu vacinas para os grupos mais suscetíveis.

A vacina contra o H1N1, assim como qualquer outra vacina contra agentes causadores de doenças infectocontagiosas, aumenta a imunidade das pessoas porque

a) possui anticorpos contra o agente causador da doença.

b) possui proteínas que eliminam o agente causador da doença.

c) estimula a produção de glóbulos vermelhos pela medula óssea.

d) possui linfócitos B e T que neutralizam o agente causador da doença.

e) estimula a produção de anticorpos contra o agente causador da doença

Resolução: Letra E. Nas vacinas, são utilizados agentes infecciosos inativados ou atenuados ou ainda produtos por eles liberados que fazem com o sistema imunológico seja estimulado.

Agora que você já sabe a diferença entre imunização ativa e passiva e conhece a importância desse tema para a saúde pública. Lembre-se de incluir o conteúdo no seu cronograma de estudos. Boa prova!

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Enem Brasil Escola