Topo
pesquisar
Em 03/01/2013 14h57, atualizado em 03/01/2013 14h58

Grupo utiliza rede social para protestar contra correção da redação do Enem

Notícias

Estudantes querem ver a prova antes da abertura das inscrições para o SiSU 2013/1. Por Adriano Lesme
PUBLICIDADE

As mudanças promovidas no processo de correção das redações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não foram suficientes para evitar reclamações dos participantes, fato comum nas últimas edições. Um grupo criado na rede social Facebook promete promover manifestações e entrar na Justiça para que o espelho da correção da redação do Enem 2012 seja disponibilizado antes da abertura das inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (SiSU) 2013/1, prevista para a próxima segunda-feira, 7 de janeiro.

Com o nome de Ação Judicial – REDAÇÃO ENEM 2012, o grupo conta atualmente com mais de 30 mil pessoas e recentemente ganhou o apoio do procurador da República Oscar Costa Filho, do Ministério Público Federal no Ceará (MPF/CE). O procurador acumula um histórico de ações contra o Ministério da Educação (MEC), como pedidos de cancelamento de edições anteriores do Enem e SiSU. No entanto, o MEC tem vencido as disputas na Justiça.

A edição de 2012 do Enem é a primeira a disponibilizar o espelho da correção da redação, o que vai acontecer no dia 6 de fevereiro. A medida foi tomada depois de um acordo com o MPF, o Termo de Ajustamento de Conduta. Porém, os participantes do Enem não poderão solicitar revisão da prova. Segundo o procurador Oscar Costa Filho, mesmo com a negativa de revisão é direito do cidadão ingressar com ação individual na Justiça.

Correção

Mais de 4 milhões de redações foram corrigidas no Enem 2012. Destas, cerca de 75 mil foram entregues em branco e 72 mil foram anuladas por um dos cinco motivos descritos no Guia do Participante do Enem, como texto com menos de sete linhas ou fuga do tema. Foram contratados cerca de 5,5 mil profissionais para analisarem as redações.

Cada uma das redações do Enem são avaliadas por dois corretores, que atribuem uma nota de 0 a 200 pontos em cada uma das cinco competências. Se em uma ou mais competências a diferença entre as notas dos dois avaliadores for maior que 80 pontos, um terceiro corretor dá a nota daquela competência.

O avaliador adicional também é acionado se a diferença da soma total das cinco competências for superior a 200 pontos. Se o terceiro corretor não chegar a um acordo com os outros dois avaliadores, a redação passa por uma banca composta por três corretores, presidida por um doutor.

Do total das redações do Enem 2012, 76,32% foram avaliadas por dois corretores, 20,1% por três corretores, e destas, 2,43% por uma banca extra. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), “os números ficaram dentro do previsto nas simulações realizadas”. O tema da prova de redação do Enem 2012 foi: "Movimento imigratório para o Brasil no século XXI".

Por Adriano Lesme

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Enem Brasil Escola