Topo
pesquisar
Em 09/11/2016 10h25, atualizado em 09/11/2016 10h51

Gabarito do Enem 2016 já está disponível para consulta

Notícias

Participantes não podem entrar com recurso. Metodologia usada no Enem impede cálculo da nota. Por Adriano Lesme e Lorraine Vilela Campos
PUBLICIDADE

O Gabarito Oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 foi divulgado nesta quarta-feira, 9 de novembro. As respostas das provas aplicadas no último fim de semana têm apenas fins pedagógicos para simples conferência, não havendo possibilidade para recursos. 

Confira os gabaritos do Enem 2016

Com o gabarito é possível saber a quantidade de acertos, mas não há como calcular a nota. Isso porque o Enem utiliza a Teoria de Resposta ao Item (TRI), uma metodologia que busca medir o conhecimento a partir do comportamento observado no exame.

Na TRI, a pontuação de uma questão depende do seu grau de dificuldade e da quantidade de participantes que acertam ou erram, ou seja, se vários estudantes acertam uma questão, significa que ela é fácil e sua pontuação é baixa, ocorrendo o inverso com as questões com poucos acertos.

A TRI também considera a consitência das respostas, para saber se o participante chutou ou não a resposta de determinada questão. Essa metodologia permite que estudantes que acertaram a mesma quantidade de questões recebam notas diferentes.

Saiba mais sobre como calcular a nota do Enem

Enem 2016

A expectativa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) era de 8,6 milhões de participantes nesta edição, mas apenas 5,8 milhões compareceram aos dois dias de prova.

As provas do Enem 2016 foram compostas por 180 questões de Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Matemática, Linguagens e Códigos e a Redação com o tema "Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil". O resultado será divulgado no dia 19 de janeiro de 2017.

Redação

O tema da redação gerou uma polêmica entre os participantes, já que internautas começaram a comparar fotos de uma prova falsa de 2015 que possuia como tema da redação "Intolerância religiosa no século XXI". O Inep alegou que foi apenas uma coincidência e que os assuntos eram semelhantes, mas com abordagens diferentes. 

No entanto, o Ministério Público Federal no Ceará (MPF-CE) está pedindo a anulação da redação do Enem 2016. Além do suposto vazamento do tema da redação em 2015, o autor da ação, o procurador Oscar Costa Filho, também cita o caso do participante que recebeu o tema da redação horas antes das provas. O estudante foi preso no Ceará enquanto fazia o Enem. A Justiça deu 24 horas para o Inep explicar o suposto vazamento. O prazo acaba por volta das 13h de hoje.

Novas provas

Além dos faltosos, que representaram 30% do total, outros 271.033 estudantes não fizeram o Enem no último fim de semana por causa das ocupações nas escolas escaladas para receber o exame. Os alunos que tiveram seus locais ocupados farão os testes em 3 e 4 de dezembro. 

Outro grupo que ainda participará do Enem é o dos privados de liberdade. Presidiários e jovens que cumprem medidas socioeducativas farão as provas em 13 e 14 de dezembro nas unidades em que estão reclusos. 

O Ministério Público Federal do Ceará (MPF/CE) havia entrado com um pedido de suspensão geral do Enem dias antes das provas, alegando que adiar as provas apenas para quem teve seu local de exame ocupado era injusto com os demais por supostamente ferir o direito à isonomia (igualdade no tratamento dos participantes). A solicitação foi negada pela Justiça

Como usar o Enem?

O Enem é o principal exame educacional do país. Suas notas são utilizadas pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU), para ingresso nas unidades públicas, além de ser pré-requisito para conseguir bolsas de estudos no Programa Universidade Para Todos (ProUni) e vagas no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Enem Brasil Escola