Whatsapp
Em 20/06/2008 14h10 , atualizado em 09/05/2022 17h54

Física

Guia de Profissões

Os fenômenos naturais e suas implicações fazem parte do objeto de estudo dos físicos. Por Lucas Afonso
Física
O ensino e a pesquisa são as principais áreas de atuação do físico.
Crédito da Imagem: Shutterstock
PUBLICIDADE

A Física é a ciência responsável por investigar os fenômenos da natureza, as interações e comportamentos dos elementos do universo. O profissional formado nesta área, chamado de físico, estuda os diversos processos, relações e propriedades naturais e atua na explicação desses fenômenos e pesquisa sobre as suas implicações para os seres e o espaço.

A atuação da Física é essencialmente composta por métodos científicos que buscam descrever a natureza, desde as micropartículas até eventos maiores que acontecem no universo. Os físicos utilizam a linguagem matemática para desenvolver modelos científicos que apresentam respostas e explicações importantes aos fenômenos naturais. 

Saiba a diferença entre fenômenos físicos e fenômenos químicos

Nesse sentido, as contribuições da Física são fundamentais no desenvolvimento de novas tecnologias em diversas áreas como a Engenharia, Medicina, Astronomia e a Informática. Diante da intensificação da produção de novos produtos e serviços tecnológicos, o trabalho dos físicos se torna cada vez mais importante para a aplicação dos procedimentos utilizados na área com a proposição de alternativas e resolução de problemas.

Público alvo

É essencial que o estudante do curso de Física se interesse por Matemática. Essa disciplina está diretamente relacionada à prática profissional da área e é trabalhada ao longo dos quatro anos de formação. 

Faz parte do perfil de um físico também a curiosidade, o interesse por desafios e a disciplina. É necessário se dedicar às atividades do curso, uma vez que os conteúdos exigem atenção e disposição para resolver problemas físicos. 

Curso

A graduação em Física pode ocorrer na modalidade de licenciatura ou bacharelado. Os estudantes que cursam Licenciatura em Física se formam para atuarem enquanto educadores da área, trabalhando como professores. Já o Bacharelado em Física tem por objetivo capacitar profissionais para desenvolverem pesquisas científicas e tecnológicas, bem como atuar em processos de produção de produtos e serviços.

Leia também: A diferença entre licenciatura e bacharelado - qual escolher?

A oferta do curso ocorre tanto na modalidade presencial quanto a distância. Há uma grande oferta de graduações em Física no formato de ensino a distância, o que viabiliza a formação de pessoas que buscam essa possibilidade para fazer um curso de ensino superior

Nos vestibulares e no Sistema de Seleção Unificada (SiSU) a concorrência pelo curso de Física geralmente é baixa. Um dos fatores que explica isso é a exigência da faculdade em disciplinas que envolvem conhecimento de Matemática, pois muitos estudantes têm dificuldade com cálculo.

No bacharelado, a pesquisa científica é um processo primordial para o aprendizado em Física, e na graduação os estudantes podem participar de projetos de iniciação científica para entrar em contato na prática com o fazer ciência. Essas iniciativas possibilitam aos graduandos trabalhar com diferentes temáticas e propor investigações científicas na resolução de problemas da Física. A participação nesses projetos agrega o currículo do estudante tanto do bacharelado quanto da licenciatura.

Habilidades de ensino e conteúdos sobre pedagogia são os diferenciais da Licenciatura em Física. Nessa modalidade, os estudantes estudam sobre aspectos da educação e sua filosofia, bem como acerca de questões sobre didática e aprendizagem.

O conhecimento adquirido nas aulas teóricas é importante para o embasamento acerca da compreensão dos conteúdos. A graduação em Física discute sobre questões como óptica, acústica, energia, eletromagnetismo, eletricidade, dinâmica, entre outros temas. As aulas práticas do curso ocorrem em laboratórios com o uso de equipamentos e aplicação de diferentes procedimentos de trabalho e segurança. 

Algumas disciplinas do curso (grade curricular)

  • Matemática Elementar
  • Geometria Analítica
  • Álgebra Linear
  • Química 
  • Cálculo diferencial e integral
  • Vetores e Geometria
  • Computação
  • Física Matemática
  • Estatística
  • Física Experimental
  • Física Moderna
  • Física Quântica
  • Física Química
  • Mecânica
  • História da Ciência
  • Metodologia Científica
  • Mecânica Quântica
  • Astronomia

O curso de Licenciatura conta com disciplinas específicas sobre ensino:

  • Introdução à Educação
  • Filosofia da Educação
  • Laboratório e Práticas do Ensino em Física
  • Didática
  • Metodologia do Ensino de Física
  • Psicologia do Desenvolvimento
  • Sociologia da Educação

Mercado de trabalho

As oportunidades de trabalho para os físicos são diversificadas e se dividem de acordo com o grau de formação. Na licenciatura, os profissionais são contratados para atuar como professores em diferentes níveis de ensino.

A demanda por professores de Física na rede pública de ensino médio é alta, já que faltam docentes com essa formação nas escolas públicas brasileiras. Os cargos mais rentáveis aos licenciados são oferecidos por meio de concursos públicos em universidades estaduais e federais. 

Já os bacharéis podem atuar em diferentes setores que relacionam as atividades de pesquisa e produção tecnológica. A crescente demanda por novas tecnologias estimula a procura de físicos para atuarem nos processos de procedimentos científicos e desenvolvimento de produtos e serviços. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O físico é um profissional que trabalha intensamente no tratamento de dados e com modelos matemáticos. Essas atividades são demandas da computação e são fortemente requeridas diante da expansão do setor.

Outras áreas apresentam crescimento e empregam bacharéis da Física. Entre elas a Astronomia, Astrofísica, Econofísica, Física Biomolecular, Física da Matéria Condensada, Física de Materiais, Física de Recursos Hídricos, Física Médica, Física Nuclear, Física Óptica, Física Quântica

É comum na indústria o trabalho interdisciplinar da Física com outros profissionais como, por exemplo, os engenheiros. 

Áreas de atuação

Ensino

Os licenciados em Física podem atuar nos níveis básico, médio e superior de ensino em escolas públicas e particulares. Por meio de concursos públicos, esses profissionais podem pleitear cargos para docência em escolas de ensino fundamental e médio e universidades públicas.

A produção de materiais didáticos como livros e apostilas pelas editoras se enquadra também como uma área de atuação dos formados em Licenciatura em Física.

Pesquisa

O desenvolvimento de pesquisas na Física pode ocorrer em universidades, centros e institutos de pesquisas. Tanto os licenciados quanto os bacharéis podem trabalhar com pesquisa.

Tecnologia

A produção e desenvolvimento de novas tecnologias em diferentes setores é uma área que está em expansão e possibilita uma diversidade de ramos da Física para trabalhar. 

Veja os principais ramos da Física que podem ser explorados, seja na atuação enquanto pesquisador ou na área da tecnologia.

Física Médica: criação e melhoria de equipamentos hospitalares.

Física Ambiental: estuda as características e as propriedades físicas da atmosfera do sol e relaciona seus estudos com as mudanças climáticas.

Física de partículas: busca conhecer os constituintes fundamentais de toda a matéria do universo. 

Física Nuclear: estuda a matéria em nível nuclear. Pesquisa de fenômenos como a radioatividade, fusão e fissão nuclear. O objetivo da pesquisa é obter energia sem uso de recursos finitos como por exemplo o petróleo.

Física de plasma: estudo sobre a matéria no estado de plasma. Trata de questões como o confinamento e a instabilidade.

Astrofísica: ramo que estuda os planetas, estrelas e galáxias. 

Biofísica: estuda o comportamento e aspectos físicos dos processos biológicos. Realiza simulações do comportamento de moléculas biológicas para compreender o funcionamento dos meios biológicos.

Óptica: desenvolve lentes que são utilizadas em diversos tipos de equipamentos.

Física Computacional: une aspectos da Física e da Computação na resolução de problemas e atendimento de demandas de diversas indústrias. 

Instrumentação: trabalha com o desenvolvimento de equipamentos de precisão que contribuem junto a outros profissionais em espaços laboratoriais.

Magnetismo: desenvolvimento de tecnologias para diversas indústrias.

Matéria Condensada: busca por explicação sobre as propriedades de fenômenos da matéria condensada a partir dos conceitos e equações da Mecânica Quântica e Física Estatística. Grande aplicação nas tecnologias modernas como os transistores, circuitos integrados, microprocessadores, fios supercondutores e lasers semicondutores.

Oceanografia Física: trabalha na análise dos aspectos físicos de mares e oceanos.

Salário

A média salarial de professores de Física que atuam na rede pública de ensino dos níveis básico e médio é de R$1.940,87, segundo a plataforma da Catho. Os docentes do ensino superior com mestrado podem receber salários de R$ 3 mil a R$ 5 mil em início de carreira.

Faculdades de Física

Região Centro-Oeste
Distrito Federal: UCB, UnB
Goiás: UFG, PUC-Goiás, IFG, UEG
Mato Grosso: UFMT, IFMT
Mato Grosso do Sul: UFMS, UEMS.

Região Nordeste
Alagoas: Ufal.
Bahia: Uefs, Uesc, Uesb, UFBA, Uneb
Ceará: UFC, Uece, UVA, IFCE, Urca
Maranhão: Uema, UFMA, IFMA
Paraíba: UEPB, UFCG, UFPB.
Pernambuco: UFPE, UFRPE, Unicap, IFPE
Piauí: Cefet, Uespi, UFPI, IFPI
Rio Grande do Norte: Uern, Cefet, UFRN, IFRN, UFRN
Sergipe: UFS.

Região Norte
Acre: IFAC, UFAC
Amazonas: UFAM, UEA, IFAM
Amapá: Unifap.
Pará: Uepa, UFPA, Ufopa, IFPA
Rondônia: Unir.
Roraima: UERR, UFRR
Tocantins: IFTO

Região Sudeste
Espírito Santo: UFES, IFES
Minas Gerais: Unifal, PUC-Minas, UFMG, Unifei, UFJF, UFOP, UFSJ, UFU, UFV, IFSudesteMG, IFMG, IFNMG, UFTM, Ufla, Unimontes
Rio de Janeiro: Uenf, UFF, UERJ, UFRJ, PUC-Rio, UFRRJ, IFRJ
São Paulo: Unesp, Unicamp, USP, UFSCar, Mackenzie, PUC-SP, Unifesp, UFABC, IFSP

Região Sul
Paraná: UEL, UEM, UEPG, UFFS, IFPR, Unicentro, UTFPR, UFPR
Rio Grande do Sul: Unipampa, Ulbra, UFPel, UFRGS, PUCRS, Furg, Unipampa, IFSul, IFRS, UFSM
Santa Catarina: UFSC, Udesc, IFC, IFSC.

Cursos a distância

Por meio da plataforma Universidade Aberta do Brasil (UAB), algumas universidades públicas oferecem o curso a distância e gratuito em licenciatura em Física. Pesquise aqui os cursos.

Algumas faculdades particulares também oferecem o curso de física a distância. Entre elas estão: Cruzeiro do Sul Virtual, UniBTA, Unis, UniFaesp, Positivo, Univesp e UniFatecie.

Artigos Relacionados
Conheça o curso de Engenharia Elétrica, saiba como é o mercado de trabalho, as áreas de atuação e quanto ganha o engenheiro eletricista.
A Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal) está com inscrições abertas para Vestibular 2017/1 de cursos a distância.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES