Topo
pesquisar
Em 08/05/2013 17h08, atualizado em 08/05/2013 18h29

Inscrições para o Enem 2013 abrem dia 13 de maio

Notícias

Provas serão realizadas nos dias 26 e 27 de outubro. Edital sai nesta quinta-feira. Por Adriano Lesme
PUBLICIDADE

Em coletiva de imprensa realizada na tarde desta quarta-feira, 08 de maio, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, informou que as inscrições para a edição de 2013 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão abertas na próxima segunda-feira, dia 13, e prosseguirão até o dia 27 de maio.

A taxa continua no valor de R$ 35 e deverá ser paga até o dia 29 de maio. Os estudantes do 3º ano do ensino médio de escolas públicas e as pessoas com renda mensal per capita de até 1,5 salário mínimo (R$ 1.017) têm direito a isenção de taxa. Antes, eram isentos apenas aqueles com renda de até um salário minimo per capita.

As provas do Enem do 2013 serão aplicadas nos dias 26 e 27 de outubro, um sábado e um domingo, com início às 13h (horário de Brasília). O formato das provas permanece o mesmo, com questões de Ciências Humanas e Ciências da Natureza no primeiro dia e questões de Linguagens e Códigos e Matemática e suas Tecnologias mais redação, no segundo.

O resultado do Enem 2013 deverá ser divulgado no final de dezembro, para que o Sistema de Seleção Unificada (SiSU) 2014 seja realizado em janeiro. Um edital com mais informações sobre o Enem 2013 será divulgado amanhã, dia 09.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Redações

Alvo de constantes reclamações, as redações do Enem serão corrigidas com mais rigor na edição de 2013. O Ministério da Educação (MEC) informou que as redações que obtiverem nota máxima após avaliação dos dois corretores também serão examinadas por uma banca, antes acionada apenas se o terceiro examinador não chegasse a um acordo com os outros dois.

Um terceiro corretor também será acionado se houver diferença de mais de 100 pontos entre as notas finais dadas pelos dois corretores. No Enem 2012 essa diferença tinha que ser de 200 pontos ou mais. Com essa mudança, o MEC prevê que 33% das redações do Enem 2013 irão passar por um terceiro examinador. Na edição do ano passado o índice foi de 21%.

Aloizio Mercadante afirmou, ainda, que as redações com inserções consideradas "provocativas ou debochadas" vão tirar nota zero. Em março, o jornal O Globo divulgou algumas redações com erros de português como "rasoável", "enchergar" e "trousse", além de erros de concordância, que obtiveram nota máxima (1.000) no Enem 2012. Também foram divulgadas uma redação que continha receita de macarrão e recebeu nota 560 e outra com o hino do Palmeiras que recebeu nota 500.

Por Adriano Lesme

BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Enem Brasil Escola