Whatsapp

A mudança dos pronomes

Banco de Redações

Tema: Debate sobre a linguagem neutra

Redação enviada em 18/04/2022

PUBLICIDADE

Para falar desse assunto (Especifique-o) é necessário ponderar algumas questões. O que é o politicamente correto? O que ele implica? Ele é algo realmente relevante, ou apenas divide nossa sociedade? (Reestruture as discussões iniciais)

O termo politicamente correto é usado para descrever expressões, políticas ou ações que evitam ofender, excluir e/ou marginalizar grupos de pessoas que são vistos como desfavorecidos ou discriminados, especialmente grupos definidos por gênero, orientação sexual ou cor. (Evite um parágrafo frasal)

(Melhore a estratégia coesiva) Entretanto, um dos assuntos polêmicos, (Sem vírgula) que envolvem essas minorias e que vem sendo discutidos nos últimos anos se tratando do “politicamente correto” é a mudança da nossa língua, com a intenção de um “pronome neutro”, para se referir a pessoas “não-binárias”. (Evite um parágrafo frasal)

(Melhore a estratégia coesiva) Essa ideia surge dentro desse grupo de pessoas e encontra apoio em seus simpatizantes. Elas usam de argumentos que se sentem “oprimidas” pela língua portuguesa. Mas isso é possível? Ser oprimido pela linguagem? Ou é simplesmente uma ideia que foi construída por uma sociedade que se importa demais com um politicamente correto? (Reestruture e explore as discussões com mais produtividade) 

(Melhore a estratégia coesiva) A maior parte das pessoas, tanto as que têm um vasto conhecimento conhecimento da língua portuguesa quanto as que têm valores sociaism morais e éticos, e acimea  acima de tudo respeito com o próximo, concordam que o politicamente correto, que dizem ser usado para evitar “preconceito” e discriminação, na verdade está, (Sem vírgula) em si mesmo sendo o preconceito e a discriminação, tentando muitas vezes máscarar algo simples (Reestruture essa discussão). Desrespeito é tentar mudar o nome do que as pessoas realmente são, tentando mascarar algo natural. (Truncamento) Como por exemplo, chamar um cego de deficiente visual. (Reestruture a discussão apresentada)

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

(Melhore a estratégia coesiva) E isso também se dá com “pronome neutro”. A nossa língua, (Sem vírgula) descende do latim, que tem um pronome neutro, mas quando foi “criado” o português, (Sem vírgula) o pronome neutro do latim, (Sem vírgula) se juntou ao pronome masculino, então o pronome masculino é usado tanto para se referir a coisas masculinas e femininas juntos, quanto só para masculino. (Reestruture e melhore a construção de sentido)

(Melhore a estratégia coesiva) Quando se diz em uma palestra por exemplo:” todos os presentes”, estão incluídos os homens e as mulheres presentes. Não precisa falar todos e todas, pois seria redundância. (Abordagem limitada)

(Melhore a estratégia coesiva) Portanto, nossa língua não suporta uma mudança dessa, não importa o quanto tentem, é impossível e totalmente absurdo ter um pensamento desses, levando em conta toda a história da nossa língua e todas as regras da mesma.

(Melhore a estratégia coesiva) E ainda, (Sem vírgula) podemos levar em conta que, se caso forem integrados esses novos pronomes, o “preconceito” pode só se agravar, pois ao mesmo tempo que se utiliza um pronome “respeitoso”, pode-se ao mesmo tempo ser completamente desrespeitoso. Como por exemplo com um juiz, pode-se chamá-lo de vossa excelência e ainda assim ser de tom ignorante e sarcástico. Diante disso, é possível concluir que um pronome não exerce respeito em si. O respeito não é dado apenas com palavras (Vírgula) mas também com atitudes. (Não apresentou a proposta de intervenção)

Comentários do corretor


Reestruture e explore as discussões de acordo com a estrutura do texto. Não deixe de exercitar a sua escrita. 


Competências avaliadas


Competência Nota Motivo
Domínio da modalidade escrita formal 120 Nível 3 - Demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita.
Compreender a proposta e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o texto dissertativo-argumentativo em prosa 80 Nível 2 - Desenvolve o tema recorrendo à cópia de trechos dos textos motivadores ou apresenta domínio insuficiente do texto dissertativo-argumentativo, não atendendo à estrutura com proposição, argumentação e conclusão.
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações em defesa de um ponto de vista 80 Nível 2 - Apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas desorganizados ou contraditórios e limitados aos argumentos dos textos motivadores, em defesa de um ponto de vista.
Conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação 120 Nível 3 - Articula as partes do texto, de forma mediana, com inadequações, e apresenta repertório pouco diversificado de recursos coesivos.
Proposta de intervenção com respeito aos direitos humanos 0 Nível 0 - Não apresenta proposta de intervenção ou apresenta proposta não relacionada ao tema ou ao assunto.
NOTA FINAL:     400


Veja abaixo a nota relacionada a cada nível
Nível 0 Nota 0
Nível 1 Nota 40
Nível 2 Nota 80
Nível 3 Nota 120
Nível 4 Nota 160
Nível 5 Nota 200


  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES