Whatsapp
Em 13/02/2008 10h37 , atualizado em 13/02/2008 13h12

Cursos de Medicina do Brasil serão avaliados pelo MEC

Notícias

Por Camila Mitye
PUBLICIDADE
Depois dos cursos de Direito e Pedagogia chegou a vez do curso de Medicina ser avaliado de perto pelo MEC. O ministro da educação Fernando Haddad anunciou na segunda-feira, dia 11, um novo modelo de avaliação, baseado na interação entre o MEC e a comunidade científica da área médica.

A decisão surgiu da necessidade de fiscalizar antigos e também novos cursos de Medicina que surgem a cada ano no Brasil. Os dados mostram que, em 1986, havia 82 cursos de Medicina no Brasil. Atualmente o número dobrou e está em 167.

Tais números preocupam o ministério, principalmente pelo fato de que profissionais médicos podem estar sendo lançados no mercado sem a devida avaliação de sua formação.

Cortes


Assim como aconteceu com os cursos de Direito, pode haver corte de vagas em instituições, reestruturação de cursos e, em casos mais graves, até mesmo a não-renovação de reconhecimentos dos cursos.

A avaliação começa depois da divulgação em maio dos resultados do 2º Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes) de Medicina, aplicado no ano passado. Segundo Haddad, “com esses resultados em mãos, começaremos a agir”.

O ministro disse ainda que essa interação com a comunidade científica na construção dos critérios de avaliação dos cursos de Medicina traz legitimidade às ações do Ministério.

Por Camila Mitye
BANCO DE REDAÇÕES

Elabore sua redação com o tema atual e as publique aqui no banco de redações

Tema

PESQUISA DE FACULDADES